Gatito Fernandez é o novo goleiro do Leão

gatito_fernandez
A diretoria do Vitória confirmou através do Site Oficial e também nas redes sociais a contratação do goleiro paraguaio Roberto Fernández, de 26 anos, filho do ex-goleiro Gato Fernández, por isso seu apelido é Gatito.
 
Gatito Fernández, como é conhecido no Paraguai, chega ao Vitória para tomar a posição do então titular Wilson, que apesar da boas atuações nos dois últimos jogos, vem sendo contestado por falhas sistemáticas e recorrentes.
 
O novo goleiro está realizando exames médicos e deve ser apresentado nesta terça na Toca do Leão. Fernandez assinou com o Leão por 18 meses de empréstimo, vindo do Cerro Porteño. Vale ressaltar, que o último goleiro que se firmou realmente no Rubro-Negro também era estrangeiro, falo do colombiano Julian Viáfara, que até hoje é bem lembrado pela maioria dos torcedores, sobretudo dos mais jovens.
Vitória Sempre!

Aleluia! Leão vence e sai da zona de rebaixamento

Caio marca 2 e constrói triunfo do Leão.

Caio marca duas vezes e constrói triunfo do ECV. Foto: Globoesporte.com

Sem jogar um futebol vistoso, o Vitória pelo menos foi eficiente quando foi ao ataque e finalmente voltou a triunfar no Brasileirão depois de um jejum de 8 jogos. Valeu pela garra, força de vontade e pés calibrados dos jogadores desta vez. Como analista de futebol em temos amplos e não apenas focado no resultado, o time precisa melhorar mais.

Não fizemos uma boa partida, mesmo com o placar alto (para quem foi visitante). Continuamos dando muitos espaços ao adversário, tendo problemas sérios de organização defensiva e muitos erros de passes, além da aposta do chutão a esmo, no velho e ridículo “bumba-meu-boi”. Inadmissível sofrer tantos ataques do oponente, com um jogador a menos. Tudo bem que eles ataquem, pois futebol é isso, mas o que condeno aqui foi a desarrumação do nosso time em campo, que mesmo com um a mais permitiu que o Criciúma tivesse várias jogadas perigosas.

O destaque foi para o garoto Caio, que enfim, brilhou com a camisa rubro-negra. Depois de várias atuações ruins, o que gerava o burburinho da torcida sobre que justificativa Jorginho tinha para preferi-lo a Willie, hoje o camisa 7 teve a sorte e a competência de estar no lugar certo na hora certa, tanto no primeiro como no segundo gol. Além de Ayrton, que mais uma vez caprichou na cobrança de falta, desta vez variando para uma trivela marota, em que a bola quicou bem na hora em que o goleiro pulou no canto. O Leão abriu 3×0 e foi uma pena ter levado aquele golzinho no final, coisa nossa…Não é de hoje, se não fosse assim não seria Vitória!

Ficha_posjogo_Criciuma_1x3_Vitoria_BR2014

Avaliações e Notas

Wilson fez outra boa partida. Medo de perder a camisa 1? Nota 8,0

Ayrton continua sendo fraco na amrcação e médio no apoio, porém mais um gol de falta. Nota 7,0

Alemão é “leão de estreia”? Vem falhando sistematicamente. Nota 5,0

Kadu não voltou na mesma pegada de 2013. Nota 5,5

Euller fez um bom primeiro tempo, com direito a roubada de bola e assistência que resultou no 1º gol de Caio. Nota 7,0

Adriano foi o melhor do meio de campo Nota 7,5

Marcelo já mostrou que é melhor que J.Wellison. Nota 7,0

Marcinho estreou discretamente. Nota 6,5

Richarlyson não jogou nada. O pior da meiuca. Nota ZERO

Caio teve uma noite iluminada. Dois gols importantes por isso: Nota 10

Dinei pouco apareceu, mas foi essencial no lance do 1º gol. Nota 7,0

Técnico Jorginho é fraco e a prova disso é que o time mesmo em seu comando pra treinar durante 45 dias volta sem esquema de jogo consistente, o time é um bando em campo, falta compactação, trabalho de saída de bola sem ser via chutão e dá sinais que incorporou a visão de se jogar todo na defesa nos jogos fora de casa, mesmo que seja contra um Criciúma com um jogador a menos. Nota ZERO.

Vitória Sempre!

Mais do mesmo ou recuperação?

prelecao do abbehusen

E buscando se recuperar nesta série A e acabar com a série de 8 jogos sem vencer na competição, O Vitória entra em campo no sábado as 18:30 no estádio Heriberto Hülse contra o Criciúma pela 12ª rodada do Brasileirão. O vitória entrará em campo para tentar espantar a crise que assombra o time em 2014 e garantir o emprego de Jorginho até a partida contra o Grêmio no Barradão.

E para amenizar este período com tantos problemas e notícias ruins, nesta semana de preparação para esta partida tivemos duas notícias boas, pois a confirmação da estreia de Marcinho com a camisa do Vitória e a ausência por suspensão do volante J. Wellison trazem esperança de um jogo melhor por parte do nosso time. Com estes reforços Jorginho deve mandar a campo o time com Wilson; Ayrton, Alemão, Kadu e Euller; Adriano, Marcelo, Richarlyson e Marcinho; Caio e Dinei.

O time do Criciúma conta com o fator casa para vencer o Vitória e terá o retorno do lateral Eduardo, do zagueiro Escudero e do bom goleiro Luiz para esta partida. O Criciúma conseguiu uma liminar que devolve os 3 pontos perdidos por utilização de jogador irregular e respira um pouco na briga contra o rebaixamento. O time titular deve ser formado por Luiz, Eduardo, Fábio Ferreira, Escudero, Cortez, Serginho, João Vitor, Rodrigo, Paulo Baier, Silvinho e Lucca.

Agora só resta a torcida aguardar a postura do nosso time nessa difícil partida, as esperanças não são muitas, pois nosso técnico já mostrou que não almeja voos mais altos com nosso clube e qualquer resultado que não seja derrota já vai estar de bom tamanho. Além de toda essa turbulência os rumores de conselheiros querendo a saída de Jorginho e o retorno de NF só aumentam na Toca. Como ser feliz assim? É muito suco de Maracujá e oração no sábado, nada na vida do Vitória é fácil, mas nossa diretoria consegue piorar e muito nossa situação.

ficha_criciuma_vs_vitoria_BR2014

SRN e vamos em busca dos 3 pontos!

 

OFF TOPIC | Manipulação é uma merda mesmo

dunga

Muita gente tem ódio dos argentinos e não sabem nem fundamentar o porquê (motivo). Apenas porque tal emissora de televisão “impõe” ou “sugere” que temos que odiar os argentinos pelo fato deles serem “preconceituosos, racistas e rivais no futebol”, como se aqui NÃO EXISTISSE PRECONCEITO, principalmente entre estados, regiões, sotaques, times E ATÉ DE COR DE PELE também. Ah sim, tem muito argentino babaca, racista descarado e esnobe, mas aqui na Bahia existem pessoas que tem nojo de negros, imagina então em outro país, e na Argentina, em que seu povo, em maioria, se acha um pedaço da Europa na América?

A moda mais nova agora e malhar Carlos Dunga, que voltou a ser o treinador da Seleção Brasileira. Muita gente fala mal do cara e o acha ruim sem fundamentar com coerência, alguns por “seguir a modinha da vez”, de ser “maria vai com as outras”, mas POUCOS se lembram que a negativação da imagem pública de Dunga foi promovida pela REDE GLOBO DE TELEVISÃO, pois com Dunga, a vênus platinada não colocava seus repórteres, atrizes, atores, grupos musicais e apresentadores de programas bregas como Esquenta, Faustão e Caldeirão do Hulk dentro da concentração, treinos e hotéis em que a Seleção venha a se hospedar, porque Dunga queria privacidade e evitava ao máximo que os jogadores se dispersassem dentro do ambiente de trabalho com coisas que não tinham nada a ver com as competições futebolísticas.

Só pra lembrar: Dunga treinou o Brasil de 2006 a 2010 e ganhou a Copa América 2007, a Copa das Confederações de 2009, liderou a Eliminatórias que tem a Argentina e o Uruguai como maiores rivais diretos e só foi eliminado da Copa da África, em 2010, por falhas individuais do goleiro Júlio César. Fora os diversos amistosos contra seleções de peso em que o Brasil venceu com sobras. Aí eu pergunto, Dunga foi mesmo tão ruim assim ou a mídia global quer impor isso? Sem falar que Dunga agiu com truculência e respostas duras a alguns jornalistas (de várias emissoras) que perguntaram besteira pro cara. Tá na cara o motivo desta “onda anti-Dunga” né pessoal? Vamos abrir a mente e analisar melhor as coisas antes de ser “papagaio de pirata”. Um abraço.

Vamos parar com uma mania terrível?

marquinhos400

Eu e Marquinhos num evento comemorativo em 2008.

O papo de hoje é sobre uma mania terrível que venho notando na torcida do Vitória, seja aqui no CRN e principalmente nos fóruns do facebook e twitter. Falo da mistificação e exagero quando um ex-jogador nosso faz uma partida boa em outro clube, geralmente quando tem pouco tempo de ter saído daqui.

É roteiro batata…o jogador aqui oscila pra chuchu, divide a opinião da galera em quase 50% entre “quem gosta” e “quem não gosta”, sai daqui praticamente jogando nada, como se fosse escalado a contragosto e quando chega nos times do eixo dá aquela fumacinha, se dedica pra caramba, não falta treinos, não briga com treinador e até deixa as baladas de lado. Como já vi em CENTENAS de casos de meus quase 20 anos de arquibancadas e TV, muitos são jogadores medianos, nada de excepcional e em menos de 2 meses voltam a ser o mesmo jogador que aqui passou, oscilante demais e termina perdendo a titularidade e, irremediavelmente, é emprestado ou negociado para equipes menores depois de um certo tempo.

Só pra focar nos exemplos mais recentes: Apodi, Bida, Elkeson, Wallace, Leandro Domingues e Marquinhos (quando foi pro Palmeiras e depois pro Flamengo e AGORA em 2014, no Cruzeiro, a história volta a se repetir). Todos estes fizeram excelentes jogos iniciais logo que saíram daqui, mas com o tempo foi perdendo espaço e sendo negociado para times de porte menor, como Apodi (passou no Cruzeiro e Santos, depois São Caetano e agora está escondido em um time pequeno do México), Bida (Santos, depois Atlético-GO),  Elkeson (Botafogo, depois time chinês, que só tem de bom pagar bem porque é administrado por um bilionário. Ahh campeonato chinês é uma baba), Wallace (que ficou um ano inteiro como suplente de reserva no Corinthians e só é titular no Flamengo por falta de outro melhor), Leandro Domingues (que aqui foi sensacional em 2009, mas nos times do eixo foi o velho fogo de palha inicial e atua na Série B japonesa) e mais uma vez Marquinhos, que começou bem no Fla e Palmeiras, mas logo em seguida virou “bancário”, as vezes nem relacionado era.

O que peço a vocês é coerência e autoavaliação do jogador em questão no tempo em que esteve aqui. Sobre Marquinhos, o foco do texto em questão. O cara jogou aqui QUATRO TEMPORADAS INTEIRAS + 06 meses de 2014 (de acordo com o perfil do atleta no wikipédia, ele atuou pelo Leão em 193 partidas). Já temos a exata noção (quem frequenta ou assiste na Tv os jogos do Vitória com grande frequência) do que é Marquinhos, de seus defeitos, suas virtudes e potencial. Quatro temporadas inteiras é muita coisa (2008, 2011/12/13), mais o 1º semestre deste ano. Já vimos este mesmo jogador NUM MESMO JOGO, num mesmo campeonato ser CRAQUE e PEREBA diversas vezes, capaz de fazer um belo gol de cobertura e destruir defesas adversárias, com dribles e velocidade estonteante e passar umas 10 seguidas sem nenhum brilho sequer, com direitos a incríveis gols perdidos, uma preguiça monstra e total omissão.

Se ele mantiver estes jogos iniciais por todo o restante da temporada pelo Cruzeiro só confirma o quanto ele respeitava o Clube, o quanto ele levava a sério sua carreira aqui (para não dizer o contrário). Mas eu duvido realmente que ele seja UM JOGADOR que nunca foi em lugar algum, agora lá no Cruzeiro. Não podemos ser reféns de jogadores, principalmente dos meeiros. Sei que nem Messi joga 80 partidas seguidas em alto nível, mas não sofismem por favor. Neste caso, guardadas as devidas proporções, Messi oscila muito menos que Marquinhos, Elkeson, Apodi, etc…

PETKOVIC3

No Vitória eu ouso dizer que o jogador que teve a maior regularidade positiva de atuações foi Dejan Petkovic. Não me recordo de ter visto três jogos ruins de Pet em sequência. Não recordo mesmo. No meu puro chutômetro “memográfico” acredito que ele foi eficiente, participativo e decisivo em 80% de suas atuações pelo EC Vitória entre outubro de 1997 a maio de 1999.

Enfim, se Marquinhos virar um “neymar cruzeirense”, bom pra ele, bom pro Cruzeiro, bom pro seu empresário. Mas no Vitória ele nunca se comportaria assim, seja por falta de incentivo (motivação) dentro do clube ou pelo mesmo atleta não considerar o Vitória um clube sério, em que precise concentrar todas as suas forças no máximo das partidas que jogar. Então, esqueçamos Marquinhos. A história dele aqui no clube se encerrou a partir do momento que rompeu o seu contrato. Mesmo com altos e baixos, pelo menos de minha parte, fica o reconhecimento das belas atuações de 2008, 2011 e principalmente da reta final do último Brasileirão. Mas o Vitória não pode e nem deve ser refém de jogador que a cada dez partidas se destaca positivamente em no máximo 3, sendo figura decorativa nas demais.

Obrigado Marquinhos! Mas não me interessa mais o que você faz ou deixa de fazer. Só me interessa quem está no Clube e quem pode, efetivamente, mudar o cenário atual.

Deu sono

ficha_vit_0x0_cor

Que jogo borocoxô…Chato, sem emoção, com raríssimos lances agudos, de chute em gols e que por isso mesmo terminou em zero a zero. Vitória x Corinthians fizeram uma partida super burocrática e para piorar, nosso treinador voltou a entupir o time de volante, quando precisávamos vencer. Das três substituições feitas, duas foram entradas de jogadores mais recuados como Cáceres e Josa. Assim fica difícil, Jorginho! Treinador frouxo.

Critico quando tem que criticar e elogio quando merece. HOJE, o goleiro Wilson salvou o time, mas mesmo assim continuo achando que sua cota de colaboração com a camisa 1 já deu. Ele é muito inconstante e tem falhas crônicas em alguns fundamentos essenciais para qualquer goleiro que se respeite. Não vejo a hora dos novos contratados entrarem em campo (Marcinho, Luis Aguiar e Beltran), pois estes caras não podem e nem devem ser piores que Leo Costa, Willian Henrique (mascarado) e Dinei.

De uma coisa eu tenho certeza – desde o final do baianão – este elenco é gofado…o time-base de 2014 não tem força técnica, nem física, muito menos tática. É um time bastante fácil de ser anulado e hoje foi mais uma prova cabal disso, pois mesmo pegando um Corinthians sem inspiração, a gente não conseguiu ameaçar a meta de Cássio. Os oito reforços são nada perto da perebice crônica, latente e irritante deste line-up que acompanhamos desde meados de janeiro.

Enfim, o jogo deu sono e realmente temo pelo rebaixamento. Temos que mudar o time titular todo, tem que colocar IMEDIATAMENTE os novos contratados “pra ver da colé”, e como disse Tiririca, pior que está não fica né? (esta é a esperança). E só nos resta que estes caras entrem e deem conta do recado, pois em caso contrário, o desespero será duplicado e teremos que sair de novo às compras…Que “planejamento” hein Carlos Falcão?

15mil foi o público de VIT x COR. Foto: Fabio Monteiro.

15 mil foi o público de VIT x COR. FOTO: Fabio Monteiro.

Reencontro | Vitória x Corinthians

prelecao do abbehusen

E a longa espera para voltar ao Barradão tem dia e hora marcada para a torcida rubro negra. Domingo às 16h contra o Corinthians a nossa torcida e o nosso “time” se reencontrarão na nossa velha, renovada e abençoada casa. Espero que os velhos e bons ares do nosso santuário inspirem nosso time, pois as expectativas não são nada animadoras.

Depois de perder mais uma vez nessa série A e com os mesmos erros costumeiros de sempre, o Vitória retorna ao seu santuário justamente contra a boa e reforçada equipe do Corinthians. O Técnico Jorginho não vai manter o esquema covarde e extremamente defensivo da última partida e deve mandar a campo a equipe com Wilson, Ayrton, Alemão, Kadu, Euller, Adriano, Ricky, J. Wellison, Léo Costa, Caio e Dinei. A intenção do técnico é dar mais apoio ofensivo ao nosso ineficiente ataque e assim tentar a sua primeira vitória à frente do nosso clube.

Já a equipe paulista vem em ótima fase e além de toda a qualidade do seu elenco, o técnico Mano ainda deve ganhar as opções do zagueiro Anderson Martins que pode fazer sua estreia justamente contra seu ex-clube e do uruguaio Lodeiro. O Corinthians deve manter a base que venceu bem o Inter na última rodada e deve ir a campo com Cassio, Fagner, Gil, Cléber, F. Santos, Ralf, Elias, Petros, Jadson, Luciano e Guerrero.

A esperança da nossa torcida está mais no fator casa e Barradão do que na reação desse elenco limitado e desqualificado que foi montado pela nossa inoperante e incompetente diretoria. Os reforços chegaram tardiamente, e até que esse time dê liga, já poderemos estar no fundo do poço, rumo a série B de 2015. Tivemos 45 dias para reforçar o time, fazer amistosos e ajustes necessários, mas nossa letárgica diretoria deixou tudo para última semana e vamos sim pagar um preço alto por isso.

vitoria_vs_corinthians_BR2014

SRN e todos os caminhos levam ao nosso Santuário!