DEMOCRACIA | Ela sempre será melhor opção em todos os sentidos

democracia por ruybarbosa

Ao ler o comentário de um amigo nosso aqui no blog, no texto anterior, eu percebi que eu preciso reforçar algo que penso para coibir um pensamento que é recorrente não só aqui como nas redes sociais e nas arquibancadas do Barradão, Fonte Nova ou Pituaçu em jogos do Vitória. E aí você deve estar se perguntando que “pensamento” é este, não é mesmo? Pois bem, é o de achar que pelo fato do rival ter eleito “diretamente” pela torcida o jornalista Marcelo Sant’Anna, que vem sendo pífio na administração da Sardinha Podre de Itinga, não devemos apoiar a democracia no Vitória sobre o “medo” da nossa torcida fazer o mesmo, isto é, colocando um beócio na presidência do clube.

Minha opinião é o seguinte: Problema do Jahia e de sua torcida se eles fizeram uma péssima escolha para presidir aquele timinho-retrovisor. Mas de uma coisa eu tenho certeza, eles tentaram acertar. Acharam que naquele pleito o nome de Marcelo Sant’Anna era a melhor opção. Para mim é melhor a torcida “errar” tentando acertar, votando diretamente para seu presidente de clube do que ficar a mercê de eleições forjadas por famílias tradicionais de Salvador que estão entranhadas no clube desde a fundação 1899 e/ou de políticos influentes como José Rocha, Albérico Mascarenhas, família ACM, Silvoney Salles, etc.

falcao renuncia

Posso lembrar que o pior presidente na história recente do clube foi indicação do sir Alexi Portela? Alguém aqui se lembra de Carlos Falcão, que Portela comprou briga com o conselho, dissolvendo boa parte dele (eliminando do conselho quem batia firme contra a indicação de Falcão). Pois bem. Carlos Falcão veio de dentro do clube, imposto por outro presidente que pouco acrescentou a história do Vitória em termos de resultados em campo e de modernização de sua infraestrutura. Falcão em um ano e meio de clube não faturou nada no campo esportivo e não deu 1 dedo de melhorias nas nossas instalações e ainda rebaixou o clube para a Série B com uma campanha melancólica e com um time que já entrava em campo derrotado.

Depois da renúncia de Carlos Falcão, o “dono do clube” Aléxi Portela ainda se achou no direito de indicar mais outro nome para a sucessão do clube. E eis que ele apontou Raimundo Viana, 74 anos na época, para terminar o mandato de CF (que é até dezembro deste ano). Nem preciso lembrar que Raimundo Viana foi presidente do clube na década em que o rival foi heptacampeão estadual e que nosso time vivia num completo amadorismo, servindo apenas para sparring do rival e coadjuvante dos coadjuvantes nas competições nacionais. Fora que passados mais de 30 anos, Raimundo Viana está completamente desatualizado do futebol-bussiness que vem ganhando corpo a cada ano desde o fim da década de 1990.

raimundoviana-eleito

Com melhores resultados que o antecessor que renunciou, Raimundo Viana enganou muito torcedor rubro-negro, que confunde o jeito extrovertido e a simpatia de Raimundo Viana com a sua (in)capacidade como dirigente de futebol do século XXI. Com RV ganhamos um estadual depois de três anos e voltamos para a Primeira Divisão. Também foram realizados algumas obras no Complexo do Barradão, novos campos, arrumação do CT, mas ainda sim estamos vendo que VIANA não é a solução para o Vitória dar um upgrade em sua história e se estabelecer como um clube médio/grande no cenário nacional. Recentemente estamos vendo cada declaração bestial deste cidadão sobre nosso time, que nos envergonha. Fora sua relação permissiva, estreita e sem pulso com jogadores e o treinador Vágner Mancini, que em outros tempos já estaria demitido do Vitória, mas Viana sente medo de trocar o treinador por conta da relação de amizade que construiu com o mesmo.

Por fim, ao invés de querer minar a luta pela democracia no VITÓRIA baseado pelo que acontece no rival, por que não lembramos da origem da “democracia” no Bahia? Já esqueceram que esta democracia foi forjada? Já esqueceram que o ex-presidente tricolor Marcelo Guimarães Filho ofendeu o Ex-governador Jacques Wágner e a primeira dama? Esqueceram que no “golpe” que eles deram no Bahia, o primeiro a presidir foi um político ligado ao PT (Fernando Schmidt)? E que MGF é político do DEM/PSDB? E dizem as más línguas que MS é ligado ao PT e PC do B, PC do B este que está louco para entrar de vez em nosso clube.

Para encerrar, por que quem usa este argumento bufa da “democracia tricolor” ter eleito Marcelo Sant’Anna não lembra que as eleições de Fernando Carvalho (Internacional) e Alexandre Kalil foram pela torcida e que estes clubes faturaram os títulos da Libertadores e Mundial (Internacional em 2006)? Por que usam o pior exemplo para minar a luta pela democracia? Reflitam sobre a imagem que inicia este texto.

Atenciosamente,

Fábio Monteiro

redator Blog Casa Rubro-Negra

Rumo à Série B. Viva o marasmo da diretoria!

raimundoviana-eleito

Demorei para atualizar esta bagaça, mas realmente este time do Vitória e esta diretoria inerte, abestalhada e que envergonha a torcida rubro-negra com declarações medíocres do senil Raimundo Viana (foto) DESMOTIVA mesmo o torcedor a acompanhar o clube, fazer SMV e comprar produtos oficiais. O Vitória inova ao ser o primeiro clube-retrô do país (estamos de volta aos anos 60 e 70). Trouxe de volta o presidente fracassado da década de 70 que permitiu o heptacampeonato baiano do rival, e segue num amadorismo e numa imobilidade de fazer inveja a um cágado velho e com as patas doentes.

Já disse e repito: Com este elenco e com este treinador é questão de tempo entrar na zona de rebaixamento – e quando lá chegarmos não vamos sair. Até acredito que existem uns 7 a 8 elencos piores que o nosso, mas digo sem medo de errar que em termos de estilo de jogo, atuação partida a partida, o VITÓRIA é a equipe mais fraca desta Série A e mesmo os infelizes que estão na rabeira e com menos pontuação que nós, se dá bem quando nos enfrenta, porquê nosso sistema defensivo é idêntica as pernas de prostitutas em plena atividade laboral. Temos duas avenidas nas laterais, uma zaga chupa-cabra e apenas um volante que marca na meiuca e que sozinho não dará conta do recado a todo momento (falo de Willian Farias).

Sem comentários o resultado do último domingo. Empatar em 2×2 no Barradão com a baba do boi cansado do Santa Cruz é o fim da picada. O time pernambucano vem sendo bonus stage desde a metade do turno e o Vitória jogando em casa não consegue aproveitar e ainda deixa um tampa de binga fazer gol de cabeça. Estamos fritos! A Série B tá que nem Cristo Redentor: de braços abertos nos esperando! Se não ganhamos em casa do inofensivo e nanico Santa Cruz vamos ganhar de quem?

Triste Vitória!

Preleção | Vitória vs Santa Cruz

prelecao do abbehusen

Fim do primeiro turno e a sombra da zona de rebaixamento ainda persegue o Vitória nesta série A. Para se manter longe dessa incomoda posição o rubro negro baiano enfrenta o desesperado Santa Cruz no Barradão às 16h no domingão do dia dos Pais.

O técnico Mancini não contará com o zagueiro Victor Ramos e o lateral esquerdo Euler para esta partida, os dois estão suspensos pelo recebimento do terceiro amarelo na partida contra o Palmeiras. Uma novidade que pode aparecer para esta partida será a reestreia do lateral Diogo Mateus que retorna ao clube depois de ser o terceiro reserva da Ponte Preta nesta série A. A provável escalação do Vitória para domingo deve ser Fernando Miguel, Diogo Mateus (Norberto), Ramon, Kanu, Diego Renan, José Wellison (Flávio), Farias, Cárdenas, Vander (Serginho), Marinho e Kieza.

O Santa Cruz passa por uma péssima fase nesta série A, tanto que a última derrota em casa para o São Paulo derrubou o técnico Milton Mendes do comando da equipe Pernambucana. O Mais cotado para assumir o Santinha é o técnico Doriva. Para esta partida a equipe Coral será comandada pelo interino Adriano, que terá os desfalques de Neris e Uillian Corrêa contundidos. O time titular deve ter Tiago Cardoso, Léo Moura, Luan, Danny Morais, Tiago Costa, Derley, Danilo Pires, João Paulo, Artur, Keno e Grafite.

Jogo de extrema importância para iniciar bem o returno e para se distanciar de um concorrente direto na briga pela permanência do Vitória na série A de 2017. O Santa Cruz nunca venceu o Vitória em Salvador, foram 12 jogos com 11 vitórias do rubro negro baiano. Espero que Mancini reveja seus conceitos e consiga dar um padrão tático a este time, o Vitória é disparado o time mais irregular desta série A. Aos nossos dirigentes ficam o exemplo do Cruzeiro e do América-MG.

SRN e bom jogo a todos!

Protagonista da Decepção

kieza_preocupado

Mais um jogo fora de Salvador mais uma derrota. Assim segue o Vitória em seu novo calvário rumo a segunda divisão por ter uma diretoria obtusa, amadora e que vive envergonhando a torcida dentro de campo com os resultados pífios, e fora dele com declarações bestiais de membros da diretoria, em especial do ancião Raimundo Viana, 76 anos.

Nosso time segue mal treinado e posicionado em campo pelo dublê de técnico de futebol,Vagner Mancini. Ontem ele resolveu botar três volantes mas apenas marca realmente (W. Farias), pois José Welison e Flávio fingem que marcam e atacam, apostam mais na marcação telepática que eles acham que aprenderam com Prof. Xavier dos X-Men.

A nossa zaga teve mais uma atuação bostetica e o Palmeiras não teve dificuldade para nos vencer. E novamente nosso gol saiu de um zagueiro adversário fazendo contra. Um time que só faz gol de pênalti, contra do adversario ou em raríssimas jogadas individuais vai pra onde, meu povo?

Mudanças drásticas devem ser feitas começando pelo treinador e nesta altura do campeonato fica muito difícil achar atletas que qualifiquem este grupo (feito na conta do chá). E a política do Setor de Desinteligência segue…roda roda roda e apresenta os mesmos jogadores e o da vez agora é o do Diego Matheus, terceiro reserva da Ponte Preta…Cadê meus ácidos??

Triunfo à base do acaso (de novo)

vitoria_coritiba_luiz-tito-ae

O gol contra do zagueiro do Coritiba e um lance genial e isolado de Marinho evitaram uma tragédia hoje à noite em Feira de Santana, no estádio Joia da Princesa. O Vitória venceu de virada por 3×1, mas isso de maneira alguma apaga a fraca exibição da equipe e o péssimo trabalho desenvolvido por Vágner Mancini tanto na escalação como no uso do banco de reservas.

O Coritiba abusou de perder gols no primeiro tempo e nossa zaga continua se mostrando como a pior do Brasileirão com erros grotescos dos zagueiros e pela evidente falta de coesão entre os volantes e os zagueiros, fora que os volantes não fazem a cobertura dos laterais. Por sorte saímos do primeiro tempo em 0x0. Mas no segundo tempo não teve escapatória, novamente nossa zaga teve “pane aérea” e sofremos o gol de cabeça.

ec-vitoria-marinho-corinthians_1637728

Continuamos jogando uma bolinha feia da moléstia, sem assustar o goleiro Wilson. Nosso empate saiu numa diarreia em pleno circuito de carnaval. Num lance hiper fortuito, a bola foi lançada na direção de Kieza e o zagueirão paranaense fez uma pixotada daquelas…A fumacinha deste gol não tinha qualidade efetiva e somente perto dos 43 minutos, em um lance individual de Marinho fizemos o segundo gol, numa cacetada violenta no ângulo. Vencemos, mas não convencemos e isso não deve ser motivo para manter o péssimo dublê de treinador Vágner Mancini. Este gol desestabilizou o Coxa e num contra ataque bem articulado, Kieza encerrou o jejum e, enfim, balançou as redes. Vitória 3×1. Parece que com este resultado não encerraremos o turno na zona de rebaixamento mesmo que a gente perca para o Palmeiras no próximo domingo, na Alianz Arena.

Mais do mesmo

kieza_preocupado

Esquema Tático falho e excesso de individualismo de Marinho vem prejudicando sistematicamente o jogo de Kieza, que não balança as redes há 5 rodadas.

O treinador do Vitória, Vágner Mancini, não consegue aceitar que seu esquema de jogo morreu e não tem o milagre da ressurreição se não for por trocas de peças e da formação tática. Mais uma vez ele vai com as mesmas cartas marcadas e no esquema de 4-3-3, com dois extremos que não voltam para ajudar na marcação e sem nenhum dos volantes conseguirem alternar a marcação ora pelo centro ora pelas laterais do campo, para cobrir as subidas de Euller e Diego Renan.

Vitória x Coritiba entram em campo a partir das 19h30 desta quarta-feira e sinceramente não vejo o rubro-negro como favorito, ainda que a equipe visitante não esteja esta coca-cola toda. Mas o pior problema do Vitória não são os adversários e sim o próprio time rubro-negro, porquê é uma equipe sem compactação, dedicação e de talento quase zero. Se só com alma e vontade já é difícil vencer, imagine sem!!! Não somos um time “guerreiro” e tampouco habilidoso/técnico. Sim, já tivemos viradas e reações na base da garra em alguns jogos neste Brasileirão, mas já faz quase um mês que até este espírito de luta acabou no elenco leonino e isso preocupa demais.

Queria estar motivado, mas os resultados e a “falta de vontade” dos caras em campo me fazem ser assim resignado, sem esperança e bastante cético. O Vitória de 2016 caminha a passos largos para repetir aquele elenco sem alma e sem saudade do ano de 2014. Não merece esforço de nenhum torcedor para encarar estrada para ir à Feira de Santana ou de pegar sol forte ou tempestade nos jogos do Barradão.

Querer que vença eu sempre vou querer. Posso não estar otimista e eufórico, mas não estarei torcendo contra. Agora, acredito que com mais uma ou duas derrotas este projeto de técnico é demitido da Toca e talvez surja uma fagulha de luz no fim do túnel. Com Vágner Mancini eu desisto! Ele é mais teimoso que aqueles idosos ranzinzas que só falta reclamar do próprio reflexo no espelho. Existem uns 7 elencos piores que o nosso e que vem jogando melhor, com mais compactação e dando mais trabalho aos adversários, portanto sem esta de dizer que Mancini não tem culpa por ter um elenco ruim. Muitos concorrentes da parte de baixo queriam ter vários jogadores nossos a exemplo de William Farias, Marinho, Kieza e até mesmo o Dagoberto.

Vitória x Coritiba – 18ª rodada da Série A
Quando: quarta-feira (03/08), 19h30 (de Brasília);
Onde: Joia da Princesa, Feira de Santana;
Provável escalação: Fernando Miguel; Diego Renan, Ramon, Kanu e Euller; Willian Farias, Amaral (José Welison) e Sherman Cárdenas; Marinho, Dagoberto (Vander) e Kieza;
Pendurados: Tiago Real, Norberto, Euller, Amaral e Victor Ramos;
Estão fora: expulso na última rodada, Victor Ramos cumpre suspensão. Guilherme Mattis está em processo de transição.

Arbitragem: a partida terá trio de arbitragem goiano. Andre Luiz de Freitas Castro apita a partida, auxiliado por Fabricio Vilarinho da Silva e Cristhian Passos Sorence.

Lista de relacionados

Goleiros: Caíque e Fernando Miguel;
Laterais: Diego Renan, Euller e Norberto;
Zagueiros: Kanu e Ramon;
Volantes: Amaral, Flávio, José Welison, Marcelo e Willian Farias;
Meias: Sherman Cárdenas, Serginho, Leandro Domingues e Tiago Real;
Atacantes: Vander, Ramallo, Marinho, Kieza, David, Alípio e Dagoberto

Jogo dos Desesperados

Figueirense x Vitória

Figueirense x Vitória se enfrentam amanhã na capital catarinense em situação nada boa no Brasileirão. O time mandante está na zona de rebaixamento com 17 pontos, dois a menos que o visitante Vitória, na 13ª posição. Para piorar para o lado rubro-negro, o Figueira foi eliminado na Copa do Brasil nesta quarta-feira depois de tomar 5×0 da Ponte Preta e deverá entrar mordido neste sábado para dar uma resposta a torcida e ao seu próprio ego. Infelizmente, foi-se o tempo em que a torcida rubro-negra encarava estes jogos como barbada pro ECV vencer fora de casa.

Teremos que suar muito para isso, até porque nosso elenco é pobre, miserável e super limitado, sem contar que temos uma toupeira no comando técnico e que muitos torcedores o veneram como se fosse uma entidade divina, tudo isso fruto de um grupo que gere o clube há dez anos que acostumou a torcida com os “menos ruins” e não com os “verdadeiramente bons” da década de 90 e início dos anos 2000. Saudades eu tenho é do Toninho Cerezo de 1999, daquele time de 1997 e do plantel da Copa do Brasil de 2004.

E nesta toada de Professor Pardal manciniano, eis que ele cogita lançar o time com Ramon de primeiro volante, quando se tem Amaral, Marcelo e José Wellison para fazer dupla com William Farias. Eu não consigo entender os “fãs” deste engodo chamado Vágner Mancini. Vejam vocês, Ramon está em má fase na posição de origem, será improvisado que vai render?? Me tragam um drink de cianeto e uns queijos regados a chumbinho, por favor! O cara tá no clube desde junho de 2015, pegou toda a pré-temporada 2016 e não deu um padrão tático a equipe e como não sabe variar com qualidade os esquemas táticos fica inventando arte. O Vitória está entregue, e assim como em 2014, quando a diretoria e parte da torcida endeusavam Ney Franco (outro engodo) vão insistir neste cara até a confirmação do rebaixamento. Espiem!!

Como falei no 2º parágrafo, entre os anos 90 até 2004 eu consideraria o Vitória favorito para este duelo mesmo sendo em Santa Catarina, mas como transformaram o ECV num Náutico e similares inferiores, cravo que o jogo deste sábado o Figueirense tem 90% de chance de vencer, 9% empate e 1% para nós, quem sabe num gol cagado, fruto do acaso ou num placar melhorzinho caso Marinho e Kieza estejam na fase da Lua Cheia?

Pois bem, queria estar ANIMADO e OTIMISTA como já fui em CENTENAS de oportunidades, inclusive cobrindo o clube na Série C em 2006, mas este atual elenco rubro-negro e a coleção de mentiras e de omissão desta diretoria tira o ânimo de qualquer torcedor, seja ele de rádio, arquibancada, sócio torcedor ou blogueiro. O Vitória parece que quer mesmo se eternizar como um clube sem ambição alguma de mudar seu status quo, de nunca brigar por um título nacional…E tem gente comemorando a queda no colo da vaga da Copa Sulamericana. Aí eu pergunto: Pra que? O Vitória não vai nem chegar na fase internacional e se chegar será eliminado por qualquer Bostita da Bolívia, Peru, Equador…basta lembrar do River Plate do Uruguai, um timeco de lá que nos deu 4×1 como se fosse o time argentino…Ah Vitória…ETERNO COADJUVANTE.

Qualquer time estrangeiro que a gente for pegar tende a nos eliminar sem dificuldade, porquê as antas ainda irão preferir “brigar contra o rebaixamento” do que focar na Conquista deste título que seria eternizada, além de ser um troféu internacional inédito para o Futebol Baiano. Nem vou me empolgar com esta Sulamericana, quero muito estar enganado…mas eu já conheço o meu gado e este gado só gosta das fazendas baianas, pois basta sair das fronteiras para se apequenar e colocar o rabo entre as pernas.

Triste Vitória!