Bragantino x Vitória | Em busca da reabilitação

prelecao do abbehusen

Depois de conseguir manter a liderança nas últimas rodadas por pura incompetência dos adversários, o Vitória tem uma difícil tarefa nesta terça-feira às 20:30 em Bragança Paulista contra o Bragantino. Caso ocorra um novo tropeço nesta terça de rodada cheia da série B, a probabilidade da liderança ser mantida é muito pequena.

O técnico Mancini tem inúmeros problemas para armar a equipe titular para esta partida. Desfalques como Fernando Miguel, Pedro Ken, Ramon, Escudero e Elton fazem a equipe viajar muito desconfigurada e confiando em peças comprovadamente já reprovadas nesta temporada. O Vitória deve ir a campo com Gatito, Diogo Matheus, Kanu, Mattis, Diego Renan, Marcelo Mattos, Amaral (David), Flavio, Jorge Wagner , Rhayner e Robert.

O time do Bragantino é um mandante bem indigesto nesta série B, possui aproveitamento de 70% em seus domínios com 7 vitórias em 10 jogos. A única dúvida do técnico Wagner Lopes é a utilização do meia e destaque da equipe Paulista Alan Mineiro, que está em negociações avanças com o Atlético-PR e pode não jogar mais pela equipe paulista. A provável equipe titular será formada por Douglas, Alemão, Leandro Silva, Luan, Moisés, Edson Sitta, Jocinei, Alan Mineiro (Thiago Santos), Rodolfo, Jobinho e Lincom.

Mais um bom teste para o nosso elenco contestado dar provas que merece brigar pelo título da série B. Espero dessa vez que as peças que irão jogar mostrem mais vontade e qualidade técnica. Espero que Mancini realmente coloque Amaral para auxiliar Marcelo Mattos na marcação do meio e que Robert aproveite as poucas e raras jogadas que possam ser criadas pelo nosso meia Jorge Wagner.

Lista dos relacionados:

Goleiros: Júnior Gatito e Caíque

Zagueiros: Kanu, Guilherme Mattis e Vínicius

Laterais: Euller, Diego Renan e Diogo Mateus

Volantes: Amaral, Flávio, Marcelo Mattos, Marcelo

Meias: David, Vander, Pereira e Jorge Wagner

Atacantes: Rhayner e Robert

SRN e Bom jogo a todos.

SENTADO NA DECEPÇÃO

vitoria1x1oeste

Corre-corre no trabalho, adianto tudo para conseguir sair cedo. Missão Cumprida. Chefe do setor me libera às 16h. Pego o ônibus em Dias d’Ávila às 16h20, solto em Camaçari e pego a linha Lapa, que corta a via parafuso e chega muito mais rápido que o roteiro Dias d’Ávila x Salvador (via Estrada do Coco). De São Cristóvão #partoproBarradão para ver um time xexelento, sem vontade e sendo engolido por uma equipe fraquíssima que homenageia um ponto cardinal. Da arquibancada, me animo apenas com Tia Edna e sua amiga, mas quando acaba o jogo eu fico sentado na decepção!

Eu-no-Barradão

Atuação deprimente do Rubro-Negro. Tivemos um primeiro tempo abaixo da crítica, em que o Oeste meteu bola na trave e exigiu reflexos de Gatito Fernández. Mal começa o segundo tempo e a equipe visitante fez 1×0 com um gol confuso, num bufo-bufo típico dos piores babas de churrascadas familiares. Sem esboçar reação, o rubro-negro errava tudo, onde o considerado melhor jogador do time entrou por pressão e não rendia o esperado. Escudero esteve irreconhecível, sem forças até para cobrar escanteios. E num lance de pura sorte chegamos o empate com Rhayner. Em seguida, rolou uma fumacinha de cigarro caseiro mal feito e nada de virar o placar.

kanivis_oeste

O resultado final foi até lucrativo tamanha a inoperância futebolística do Vitória em campo. Não merecemos vencer, não jogamos para vencer e a velha história se repete. Quando a torcida começa a acreditar num título nacional (mesmo que da Série B), o clube estranhamente mostra a sua cara e dá aquele peido barulhento na farofa, como se estivesse lembrando “eu não nasci para ser campeão nacional e sim para ser coadjuvante, não importa a divisão”.

Está decidido, não podemos NUNCA acreditar no Vitória e alimentar esperanças pela quebra do paradigma. O Clube sempre dá um jeito de se autodestruir em possíveis conquistas fora dos limites regionais. Temos que nos contentar em subir no sufoco, na quarta posição, sempre passando por um ponto, um triunfo ou um gol a mais que o 5º colocado. Infelizmente a aura do Vitória é negativa, fiel a ser mero figurante nas competições nacionais e turista raro nas internacionais. Apesar de tudo isso…

Vitória Sempre!

PRELEÇÃO | Vitória x Oeste/SP

prelecao do abbehusen

E mais uma vez ficou provado a limitação do nosso elenco nessa série B. Mesmo não fazendo uma partida ruim, ficou evidente a falta de qualidade técnica e competência aos nossos jogadores para que conquistássemos os 3 pontos no Maranhão. Sem tempo para lamentar esta derrota o Vitória já volta a campo nesta terça-feira às 19h contra o Oeste no Barradão. Independente da escalação com base no DM do clube e diferente da partida de sábado, o rubro negro baiano tem obrigação de jogar e vencer o limitado Oeste dentro de casa para manter sua liderança por mais uma rodada.

O técnico Mancini teve apenas um treinamento às 15h desta segunda-feira para definir a equipe para esta partida. De certeza só o retorno de Diogo Matheus para a lateral direita e o deslocamento de Diego Renan para a esquerda. Dos desfalques contra o Sampaio Corrêa apenas Escudero retorna. O Vitória deve ir a campo com Fernández, Diogo Matheus, Kanu, Ramon e Diego Renan, Marcelo Mattos, Flavio (Amaral), Rhayner, Jorge Wagner, David e Elton.

O técnico do Oeste é um velho conhecido da torcida rubro-negra, Roberto Cavalo comanda a inconstante equipe paulista, que sofre com a proximidade da zona de rebaixamento e que não vence há quatro rodadas. Por conta do curto intervalo de tempo entre os jogos, Roberto Cavalo deve repetir a mesma equipe que empatou em casa contra o ABC na última rodada. A provável equipe titular será formada por Jeferson, Weldinho, Júnior Lopes, Halisson, Paulo Henrique, Patrick, Guilherme Amorim, Leandro Mello, Renan Mota, Renato Xavier, Wagninho e Rafael Martins.

Para esta rodada, independente de desfalques ou retornos, a obrigação do Vitória é exclusivamente vencer. O fator casa é preponderante nessas situações e diferentemente do Sampaio, o time do Oeste é muito limitado e só briga para permanecer na série B. Todos os caminhos levam a torcida rubro-negra ao Barradão e a conquista de mais três pontos!

Confira os jogadores relacionados para o confronto:
Goleiros: Gatito Fernández e Caíque
Laterais: Diogo Mateus, Diego Renan e Euller
Zagueiros: Kanu, Ramon e Vinícius
Volantes: Amaral, Flavio, Marcelo e Marcelo Mattos
Meias: David, Escudero, Jorge Wagner, Pereira e Vander
Atacantes: Elton, Rhayner e Robert

Victoria in omnia paratus!

Tarde para esquecer

Sampaio1x0Vitoria_Serieb_2015_returno

Sem Diogo, Mattis e Escudero, Vitória faz partida apagada e é derrotado. FOTO: A Tarde Online.

O Vitória foi a São Luís/MA neste sábado para encarar o Sampaio Corrêa e voltou derrotado pelo placar de 1×0, quebrando-se assim a sequência de triunfos consecutivos na Série B. Nesta partida ficou evidente que o rubro-negro sentiu os desfalques e teve seu potencial afetado, além da falha pontual de Euller que resultou no único gol da partida e as sucessivas perdas incríveis de chances de gols no segundo tempo. O dia 22/08/2015 foi realmente uma tarde para ser esquecida pela galera que fecha com o certo na Bahia.

O Jogo – Logo no primeiro minuto o time maranhense exigiu uma boa defesa do goleiro paraguaio Fernández. Enganando o bobo, o Leão fez um ataque perigoso na sequência. Depois disso observamos inerte o crescimento do Sampaio na partida. Marcelo Mattos ainda não convence ter tomado a camisa 5 de Amaral, a maresia tão vista do primeiro semestre apareceu estranhamente. Marcávamos no “olhômetro” e  na “força do pensamento”. Não ameaçávamos a meta do goleiro Rodrigo, e para piorar, o imprestável do Euller errava tudo na partida e numa saída bisonha, entregou a rapadura para Pimentinha, que fez o cruzamento certeiro para Diones, de cabeça, fazer 1×0 Sampaio.

Segundo Tempo – Voltamos mais ariscos, empolgados e ofensivos na segunda etapa do jogo. Entretanto, os melhores e mais claros lances de gols foram sistematicamente desperdiçados por Élton, Robert, Rhayner, Diego Renan, o papa…Era mais um daqueles jogos em que nada dava certo e se tivesse uma penalidade ao nosso favor, erraríamos. Alguém tem dúvida disso? Das chances mais claras, a que mais deu raiva foi a de Robert. Trazido como “artilheiro do Brasil” e vivendo “boa fase”, o cara ainda não se acertou aqui. Começo a achar que aquele golaço no Ba-Vi foi cagada e talvez será o único deste jogador por aqui. O lance foi todo bem trabalhado, bola bem cruzada na cabeça do maldito, que na entrada da pequena área cabeceou pra fora!

E foi assim toda a história do segundo tempo, o Sampaio trancadinho lá atrás, subindo apenas em contra ataques e a gente perdendo todas as chances claras de gols. A liderança está por um fio e fatalmente será perdida neste domingo após o término da partida entre Botafogo x Paysandu, no Engenhão.

Vitória Sempre!

PRELEÇÃO | Sampaio Corrêa x Vitória

prelecao do abbehusen

Depois de encerrar a sua mini maratona com 3 jogos em apenas uma semana, o Vitória teve uma semana cheia de trabalho para se preparar para o duelo contra o Sampaio Corrêa no estádio Castelão. A partida acontecerá neste sábado às 16:30 e será um bom teste para comprovar se o Vitória tem elenco para se manter no G4 da série B e também para disputar o título da competição.

Semana de trabalho cheia no Barradão e muitos problemas na cabeça do técnico Mancini. Além dos desfalques já esperados de Fernando Miguel, Diogo e Pedro Ken, o Vitória ainda ganhou as baixas de Mattis e Escudero. As dificuldades aumentaram para esta partida, mas também surge a oportunidade de testar o nosso contestado elenco de 2015. Jogadores que são criticados pela torcida terão uma nova chance de mostrar qualidade em campo e quem sabe brigar por uma posição na equipe titular. O Vitória deve ir a campo com Jr Fernández, Diego Renan, Kanu, Ramon, Euller, Marcelo Mattos, Rhayner, Flavio, Jorge Wagner, David e Elton.

O técnico Léo Condé do Sampaio está fazendo mistério na escalação do time titular para esta partida contra o Vitória. Com os desfalques importantes de Nádson e Válber no seu meio campo. Condé montou a provável equipe titular com três volantes e três atacantes no último treino de preparação para a partida. A equipe maranhense deve ir a campo com Rodrigo, Daniel Damião, Luiz Otávio, Plínio, Willian Simões, Léo Salino, Diones, Dê, Edgar, Pimentinha e Douglas.

Esta partida tem todos os ingredientes para deixar o torcedor rubro-negro tenso e apreensivo, mas a obrigação do Vitória mesmo com os inúmeros e importantes desfalques é de se impor e jogar para vencer a equipe do Sampaio. O Vitória é o líder da série B e esta mentalidade deve estar clara e viva na cabeça e na postura de todo o elenco do Vitória. Time que quer ser campeão passa por cima de todas as adversidades e mostra seu potencial exatamente nos momentos de dificuldades. Vamos ao Maranhão confiantes e voltaremos com 3 pontos na bagagem!

Seguem relacionados:

Goleiros: Júnior Fernández e Caique

Laterais: Diego Renan e Euller

Zagueiros: Ramon, Vinicius e Kanu

Volantes: Amaral, Marcelo, Flávio, Marcelo Mattos

Meias: Pereira, Jorge Wagner, David e Vander

Atacantes: Elton, Robert e Rhayner

Duas formas de pensar e agir

Rogerio

Pegando gancho de um dos comentários de um leitor do blog, constatei o quão verdadeiro é a história do povo nordestino em muitas das vezes se vislumbrar rapidamente pelas coisas do eixo Sul e Sudeste, esquecendo imediatamente todas as suas raízes fincadas no Nordeste. E muitas das vezes vão para lá com subemprego e quando não conseguem viram mendigos, bandidos e há outros tantos que retornam como a história do filho pródigo citada na Bíblia.

Estamos acompanhando há algumas semanas a mudança repentina do foco do atacante pernambucano Rogério, que está sendo sondado pelo São Paulo e sem pestanejar esqueceu do seu contrato em vigor com o Vitória e do projeto traçado pela diretoria e comissão técnica do Leão em subir campeão. Nossos dirigentes estão certos em dificultar a saída, pois o Náutico mais uma vez quer dar uma rasteira no Vitória (clube antiético, como Oscar bem classificou).

Mattis

Na outra vertente, temos um jovem zagueiro paulista de 24 anos que passou recentemente pelo midiático Fluminense e desde que assumiu a camisa 3 do Rubro-Negro ajustou a cozinha e vem se destacando em todos os jogos, pela sua raça, impulsão nas bolas aéreas e virilidade na disputa de bola com os adversários. Falo de Guilherme Mattis, que já começa a receber sondagens de times gaúchos, mais precisamente o Grêmio. E aí você me pergunta, o que tem em comum ou diferente nestes dois casos?

Bem, enquanto o primeiro esqueceu a importância de levar um time da região ao possível título da Série B e entrar na história como sendo um dos jogadores que participou do primeiro título nacional do Vitória, time nordestino como ele…pois preferiu frequentar o banco de reservas do São Paulo FC. O paulista Guilherme Mattis rechaçou (até o momento) trocar o Leão por qualquer outro clube antes do término de seu contrato aqui. E completou dizendo que abraçou o projeto do clube e quer ser campeão pelo Vitória. Discurso bem parecido com o de Fernando Miguel, que é gaúcho e sem nenhuma ligação afetiva com nossa região antes de parar na Toca do Leão.

650x375_guilherme-mattis_1528510

Aí você percebe a velha mania do nordestino em se autodepreciar, se achar inferior e se vislumbrar pelas regiões mais bem faladas pela mídia. Alguém em sã consciência acha que Rogério tem bola para tomar a vaga de Alexandre Pato, Boschillia, Luís Fabiano ou de Centurión? Alguém aposta que depois de passar uns 7 meses no banco ou nem sendo relacionado ele topará retornar para um time do Nordeste sobre o pretexto de ser titular?

Já atletas como Mattis e Fernando Miguel, além de mostrarem ética e comprometimento com o clube e torcida, vão só crescer na carreira e se valorizarão caso conquistem a Série B atuando pelo Vitória. E quando saírem daqui será com o sentimento de agradecimento e respeito da torcida e não de críticas, como o caso Rogério, que não é o único e infelizmente teremos outros exemplos deste tipo.

Mattis-entrevista

Vitória Sempre!

Vacine-se contra a Imprensa Marrom

imprensa marrom

No último final de semana começou a 36ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite em todo o país. Também rolou as manifestações coxinhas no domingo. E no futebol eu inicio a campanha da vacinação contra a Imprensa Marrom da Bahia no que tange ao Esporte. O Vitória terminou a primeira etapa do Brasileirão na liderança (19 jogos iniciais) e não vimos no Day After o mesmo tipo de cobertura que fazem quando o rival está bem nas competições. Pelo contrário, amenizaram bastante o fato e parecia até que era um time de outro estado liderando a Série B.

Achando pouco, o rubro-negro Sinval Vieira em sua participação no Transamérica Esportes (07h às 08h) detonou a possibilidade de título do Vitória. Chegou a dizer “que tanto faz ser campeão ou quarto colocado, a diferença é só o troféu e medalhas”, além de deixar claro, em suas palavras e no tom de voz, que é irrelevante a conquista do nacional da Série B. Ao invés de enaltecer a campanha, a possibilidade de se quebrar um grande tabu do Clube (vencer uma competição nacional) e mexer com a autoestima da torcida, fazendo com que ela volte a lotar o Barradão, o cara simplesmente desmotivou a torcida e retirou toda a empolgação em torno do título da B. Esse tipo de coisa só se vê na Bahia.

Lembro-me que os programas “nacionais” da Band e da Globo apoiaram e praticamente exigiram que Palmeiras, Corinthians, Atlético-MG, Grêmio e outros grandes do eixo subissem da B para a elite como campeões. Estas torcidas COMEMORARAM os títulos, outros clubes como Sport e Atlético-PR carregam em seu peito a estrela de prata referente à Série B, mesmo com conquistas de Copa do Brasil e Série A. Somente pro Vitória que é uma heresia, um crime hediondo ser campeão da B. Até parece que entramos anualmente brigando por títulos nas grandes competições. Aposto que esta situação fosse com o rival, o discurso seria outro como vimos em 2010 até o Tricolor perder, matematicamente, a chance do título da B daquela temporada.

FARRA – Só para comprovar que estranhamente os comentaristas rubro-negros aceitam a linha editorial pró-sardinha, Sinval insinuou no ar (mais uma vez) que nosso lateral direito Diogo Matheus deve estar na farra, e que por isso está caindo de rendimento. Aí após o intervalo comercial e a chegada do bloco do rival, foi noticiado que dois atletas do Bahia foram fotografados em uma boate de Goiânia. Aí Sinval se contradisse, afirmando que os atletas do rival estavam em folga e que nem sempre idas a boates noturnas interfere no rendimento em campo.

Então galera, fiquem atentos aos sinais da cobertura tendenciosa e malvada de nossa imprensa esportiva baiana. Quem acompanhou o programa de hoje sabe que não estou mentindo. Está na cara que a grande mídia esportiva baiana está incomodada com o Vitória líder da B e com ótimas chances de título. Por favor, aprendam a ler e interpretar as entrelinhas das reportagens. Não seja papagaio de auditório. Analisem os termos, os adjetivos e o tom de voz (rádio e tv) nas coberturas da dupla Ba-Vi nas mesmas situações e percebam o quão sujo é o jogo deles. VACINE-SE contra a doença chamada Imprensa Marrom do Esporte Baiano.

TEMOS QUE VALORIZAR SIM UM POSSÍVEL TÍTULO DA SÉRIE B. Se festejamos com campeonatos baianos, por que esnobar o que seria, até então, o título mais relevante de nossa história? Não quero que com isso a gente esqueça títulos maiores e sim que a possível conquista da Série B seja o primeiro de muitos outros títulos importantes.

imprensa

Precisamos ler e acompanhar a nossa imprensa esportiva, mas com CRITICIDADE e sempre prestando atenção nos termos utilizados.