NORDESTÃO E BAIANÃO COM DATAS DEFINIDAS PARA VOLTAR

Anteontem ficamos sabendo que a COPA DO NORDESTE e o CAMPEONATO BAIANO retornam ainda neste mês de julho. A primeira competição a recomeçar será o a Copa do Nordeste, a partir do dia 21 de julho, com todos jogos a serem realizados na Bahia, nos estádios Barradão, Fonte Nova, Pituaçu e Joia da Princesa (Feira de Santana). Em seguida, no dia 22/07, recomeça o Campeonato Baiano em que restam duas rodadas para terminar a primeira fase. No Nordestão falta apenas mais uma rodada para o término da fase inicial da competição. O Leão da Barra fecha a primeira fase do regional enfrentando o Botafogo-PB. Pelo campeonato baiano, o rubro-negro enfrentará o Bahia de Feira no Barradão e o Doce Mel fora de casa, encerrando a fase de classificação.

CASO LÉO CEARÁ Desde que ficou um pouco mais em evidência após ser um dos artilheiros da Série B de 2019, o atacante Léo Ceará vem emperrando a renovação de seu contrato com o Vitória. De acordo com Paulo Carneiro, presidente do clube, o jogador teve uma proposta de aumento de 100% de seus salários e bônus de 15% de novo aumento, caso o clube volte à Série A com ele participando ativamente da campanha e o jogador não aceitou. Por conta disso, PC afastou o mesmo do grupo principal e praticamente deixou o jogador à disposição de outras equipes.

Até onde me informei, o presidente fez o certo em relação a Léo Ceará. O mundo está numa pandemia, empresas tão falindo, inclusive grandes marcas de hotéis, restaurantes, empresas de aviação, o Cirque Du Soleil, entre outras e o jogador acha pouco ter seu contrato aumentado em 100%, fora que – sem querer desmerecer o atleta – ele não é nenhum craque né? Não passa de um bom centroavante para a Série B e que seria reserva em 90% dos times que estão na Série A em 2020.

CARTOLA FC Este ano estou com a ideia de fazer a liga do blog com direito a premiações, mas para isso necessitarei de cobrar inscrição, já que eu não sou barão, não tenho dinheiro sobrando e muito menos patrocinador. Portanto, para ter direito a ganhar um dinheiro caso seu time termine entre os três primeiros ao final do Brasileirão, acesse o guia CARTOLA FC no menu superior do blog, leia o regulamento e confira o valor de inscrição e os meios para efetuar sua inscrição!

Apanhado do noticiário rubro-negro

Bruno Pivetti

Neste período de pandemia muitas coisa aconteceu no EC VITÓRIA. Primeiro veio a notícia da saída do técnico Geninho e a efetivação de seu auxiliar, Bruno Pivetti. De acordo com o presidente rubro-negro, Paulo Carneiro, a saída de Geninho foi por mera questão financeira, já que o clube (e todo futebol brasileiro) está parado por conta do coronavírus, sem jogos, sem receitas de bilheterias e demais patrocínios, que são inerentes a uma temporada regular. Agora é torcer para que Pivetti se mostre mais uma nova descoberta de Paulo Carneiro, assim como aconteceu com Toninho Cerezzo, Ricardo Gomes e Arturzinho, no fim da década de 90 e início dos anos 2000.

O ECV segue treinando a todo vapor, visando o retorno das competições e esta semana já é a quarta desta fase preparatória, o que indica que os jogadores já devem estar chegando em uma boa condição física e de ritmo de jogo (se bem que eu não se está tendo o famoso coletivo com certa frequência). Outra coisa boa deste período sem jogos é a recuperação do atacante equatoriano Jordy Caicedo, que treina normalmente. Outro que também pode estar retornando às atividades é o goleiro uruguaio Martín Rodríguez.

RETORNO DA CASA RUBRO-NEGRA

Fala galera. Como vocês perceberam, desde o começo desta maldita pandemia, o blog CRN ficou desativado, pois sem futebol e sem jogos do nosso amado EC VITÓRIA fica inviável se atualizar este espaço aqui. Além disso, fiquei muito chocado nos primeiros meses deste tenebroso coronavírus e me desliguei total do mundo dos esportes. Mas, agora estamos prestes a voltar com a Copa do Nordeste, Campeonato Baiano e Série B e claro estarei de volta.

Este ano pretendo colocar a liga do cartola paga e que dará direito a premiações em quem terminar entre os três primeiros. Em um novo post ou neste mesmo (editado a posteriori) falarei mais de nossa liga paga deste ano, mas se quiserem adiantar é só acessar a aba Cartola FC deste blog e ler o regulamento que bolei. Lá também tem os valores de inscrição e quais os prêmios em dinheiro para o Top 3 ao final do certame.

Abraços!

CEARÁ x VITÓRIA | Missão inglória

O Vitória encara o Ceará hoje à noite pela terceira fase da Copa do Brasil e sabe que tem uma missão inglória pela frente. O adversário tem um elenco melhor, mais encorpado e vai com sua força máxima, enquanto o rubro-negro vai com o sistema defensivo desfalcado de seus dois goleiros principais (Martín Rodriguez e Ronaldo) e do experiente zagueiro Maurício Ramos, além do desfalque de Fernando Neto na meiuca.

Ou seja, teremos o terceiro goleiro, Lucas Arcanjo, 20 anos, fazendo apenas a segunda partida pelo time principal, além do zagueiro John, 18, estreando. O caso deste último lembra e muito a situação envolvendo Anderson Martins e David Luiz em 2006, quando o Vitória encarou o Santa Cruz, naquela altura na primeira divisão e com o elenco com jogadores em alta como Rosembrick, Carlinhos Bala e Andrade e a dupla de zaga rubro-negra encantou e segurou o ímpeto do tricolor pernambucano.

Sem enfeitar o pavão (afinal, eu não preciso disso), o Ceará é o favorito para o jogo de hoje, em seu mando de campo e o Vitória terá que se superar muito para pontuar nesta partida (um empate será bem vindo, sim senhor!). O treinador do Vovô, Enderson Moreira, deve escalar a equipe cearense com Fernando Prass, Samuel Xavier, Luiz Otávio, Eduardo Brock e Bruno Pacheco; William Oliveira, Charles, Fernando Sobral, Leandro Carvalho e Rafael Sóbis. Por sinal, o veterano Rafael Sóbis vive uma boa fase e é um dos artilheiros do Ceará na temporada. Outros pontos fortes do alvinegro de Porangabuçu são os laterais ofensivos Samuel Xavier e Bruno Pacheco e o veloz Leandro Carvalho. Verdadeira prova de fogo para a jovem defesa rubro-negra.

Do lado rubro-negro, o técnico Geninho sabe das dificuldades e reforça que se acontecer um empate será um bom resultado, por conta dos sérios desfalques do Leão, de jogar na casa de um adversário tradicional na região e que tem um elenco muito mais encorpado que o nosso. O Vitória deve ir a campo com Lucas Arcanjo, Van, João Victor, John e Carletto; Guilherme Rend, Rodrigo Andrade e Gerson Magrão; Alisson Farias, Vico e Léo Ceará.

Hoje, mais do que nunca, teremos que recorrer ao termo “oremos” para que o Vitória se supere, faça uma boa partida e faça um resultado agradável lá na capital cearense.

OREMOS!

ABC x VITÓRIA | Vencer pra encaminhar a classificação

O Vitória encara o ABC na capital potiguar essa noite, para buscar mais um resultado positivo e se aproximar cada vez mais da classificação à fase de mata-mata da competição. Em terceiro lugar com 9 pontos ganhos, o Leão sabe que ainda não está garantido e a situação do Grupo B está bastante embolada. Por isso, sabe que precisa vencer o modesto ABC, 5º colocado do Grupo A com apenas 5 pontos, para clarear a sua classificação à fase seguinte.

Sem poder contar com Léo Ceará suspenso, o técnico Geninho convocou ERON, do time sub23, para o seu lugar. Entretanto, a tendência é de Júnior Viçosa ser o titular, com o menino da base ficando como opção entre os reservas. O line-up rubro-negro deve ser composto por: Ronaldo, Jonathan, João Victor, Maurício Ramos e Carletto; Guilherme Rend, Gerson Magrão e Jean; Vico, Alisson Farias e Junior Viçosa.

O ABC-RN está invicto em seu mando de campo, mas não vem fazendo um bom começo de temporada. A equipe está fora da zona de classificação em seu grupo e só soma 5 pontos até aqui. Portanto, o Vitória tem totais condições de somar mais três pontos a partir das 18h deste domingo. Para piorar pro lado abcedista, o técnico Francisco Diá não poderá contar com Felipe Manoel (suspenso), Cedric (emprestado pelo Vitória) e Berguinho (vai ser avaliado momentos antes da partida).

RELACIONADOS

Goleiros: Ronaldo e Lucas Arcanjo;
Laterais: Carleto, Jonathan Bocão e Van;
Zagueiros: João Victor, John e Maurício Ramos;
Volantes: Gerson Magrão, Guilherme Rend, Jean, Rodrigo Andrade e Romisson;
Meias/Extremos: Alisson Farias, Vico, Matheus Tenório; Rodrigo Carioca
Atacantes: Eron e Junior Viçosa

Vitória 2×1 CRB | Leão vence e assume segunda posição no Grupo B do Nordestão

Em segunda partida atuando como Centroavante, Léo Ceará volta a marcar com a camisa do Leão. Foto: Portal Correio24h

O Vitória venceu a segunda partida oficial no ano com o time principal, por 2×1, com direito a Lei do Ex em dose dupla, aliás com a dupla de ataque que fez sucesso no CRB em 2019, quando Léo Ceará e Alisson Farias fizeram mais de 20 gols na temporada passada. Agora os dois estão do lado certo da força e garantiram mais uma vitória do rubro-negro, a primeira no Barradão com o time considerado “titular”, já que atua com o time sub23 no Campeonato Baiano, competição que inclusive o Vitória atuou mais. Xandão, em forte cobrança de falta, descontou para o time alagoano. Com a vitória, o Leão da Barra assume a segunda posição do Grupo B e encosta um pouco mais no líder Confiança, que tem 13 pontos, ou seja, quatro pontos a mais que o Vitória.

Primeiro Tempo Os 45 minutos iniciais foram muitos instáveis pelo lado rubro-negro. O CRB esteve melhor nos primeiros 20 minutos, tendo melhor troca de passes e organização em campo, enquanto o Vitória vivia apenas de cobranças de faltas de Carleto, que botaram o arqueiro Edson Mardden para trabalhar e fazer alguns “golpes de vista”. Já meio ressabiado pela atuação xoxa do Vitória contra o Freipaulistano-SE na rodada anterior, eu já estava preocupado com a bolinha que o Leão jogava, quando aos 26 minutos, Carleto lançou para Léo Ceará, que dominou a pelota, fez o giro e meteu um belo chute no canto do goleiro alagoano. Vitória 1×0. Depois do gol, o rubro-negro se desconcentrou e permitiu a rápida recuperação psicológica e técnica do CRB que passou a nos pressionar, com vários ataques em sequência, inclusive com uma bola lançada na área, finalizada em gol e que foi salva pelo lateral Jonathan Bocão, praticamente em cima da linha.

Segundo Tempo Com certeza o elenco rubro-negro tomou um belo esporro de Geninho nos vestiários. Afinal, o primeiro tempo foi muito ruim. O CRB foi melhor que nós, apesar da gente estar vencendo e o aperto final do time alagoano nos minutos finais da primeira etapa irritariam até quem estivesse meditando ouvindo flauta boliviana ou praticando o hare-krishna! Só sei que no segundo tempo, o time rubro-negro voltou com outra disposição e praticamente mandou em campo. Entretanto, tínhamos que tomar um susto logo de início, quando aos 3 minutos o zagueiro Xandão bateu uma falta e apesar de ter sido um petardo, achei que nosso goleiro vacilou. Ainda bem que o empate do CRB não durou muito tempo, pois 4 minutos depois Alisson Farias (que vinha sumido na partida) foi lançado na área e bateu forte no canto direito de Edson. Vitória 2×1.

Diferentemente da maresia pós-gol do primeiro tempo, o Rubro-Negro seguiu atacando o time alagoano e poderia ter goleado caso Gerson Magrão e Júnior Viçosa (que entrou no lugar de Léo Ceará) não tivessem desperdiçados umas três chances reais de gols. Magrão perdeu uma de cara com o goleiro, numa saída de bola errada do CRB, além de meter outra bola na trave, novamente de frente para o arqueiro Edson Mardden e Viçosa que recebeu um cruzamento “filé mignon” de Carleto e cabeceou por cima da meta alagoana. O CRB pouco assustou na segunda etapa e o 2×1 terminou ficando barato para eles. Agora o Leão encara o ABC-RN na próxima rodada do Nordestão, jogo este que será realizado no Frasqueirão na capital potiguar, Natal.

GENINHO ainda precisa ajustar a equipe, principalmente a coesão entre os setores.

Dando a Real Ótimo perceber o quão o VITÓRIA está bem melhor do arremedo de time que vimos entre 2018 e 2019, sobretudo o da última temporada. É notório que este time tem mais talento, mais vontade (apesar da crise financeira e atrasos salariais) e melhores resultados. Mas essa melhora em relação as duas últimas temporadas ainda é insuficiente para se pensar em ser protagonista e favorito na Série B que está por vir. Como frisei no começo do texto, hoje foi apenas a segunda vitória do clube com o time principal em 6 partidas. Temos muito mais empates e atuações que ainda continuam, no geral, aquém de nossas tradições e do que nos acostumamos a ver entre os anos 90 e primeira metade dos anos 2000, com o agravante de ser contra times fracos, exceto Sport, Sardinha e Fortaleza.

O empate no Barradão contra o Freipaulistano foi ridículo e me fez lembrar da lebara do time de 2019, sem contar que vencemos o clássico SarVI tomando uma pressão absurda da Sardinha no segundo tempo. Portanto, não temos que nos empolgar ainda não. O time precisa ter melhor organização em campo e ter menos oscilações nas partidas. Não será todo dia que enfrentaremos equipes limitadas como CRB e Freipaulistano e na Série B jogar mal assim como o primeiro tempo de hoje e o duelo contra o Freipaulistano, a gente pode ir pro intervalo tomando 2 ou 3 e sem ter nenhuma chance de reagir no segundo tempo. Fica a dica!!

VITÓRIA SEMPRE!

SARDINHAS 0X2 VITÓRIA | O papai voltou! CNTP restabelecida.

O Vitória venceu o clássico por 2×0 e calou 26 mil peixes pequenos no Aquário do Dique do Tororó! A imprensa esportiva do estado que até essa semana antes dos duelos das sardinhas com o River-PI e o Sar-Vi falava do rival como se eles fossem a versão latinoamericana do Barcelona agora começa dizer que o Bahia tem time limitado e que Roger Machado, entregador de coletes delas (sardinhas), tem que ser demitido…Agora que perderam dois jogos na semana, incluindo a eliminação da Copa do Brasil eles começam a enxergar defeitos no impecável tricolor gerido pelo moderníssimo Guilherme Bellintani.

Este sábado o Vitória interrompeu a série de 12 jogos sem ganhar do rival, mas tem cerca de 4 jogos e 19 meses sem perder pra eles,mas a imprensa daqui escondia esse fato. Só lembrava pela ótica pró-tricolor. Percebam como nossa mídia esportiva é parcial! Vamos falar do jogo agora – Acostumado a ver o Vitória com diretorias obtusas e times medíocres, a torcida da sardinha e a imprensa passou a usar da arrogância em toda cobertura do clássico, sempre colocando o rival como favorito e o rubro-negro como um azarão. Aliado a mania dos jogos da Arena Fonte Nova serem com torcida única desde que o rival passou a ganhar os jogos, eles esperavam ver o Bahia descontar as goleadas de 2013 e vem se frustrando desde o ano passado.

No jogo de hoje, o Vitória jogou de forma equilibrada, não dominou e não deixou o RIVAL se sobressair. Entretanto, por estar como visitante e sem torcida presente, foi o Bahia que tentava se atirar mais ao ataque e Ronaldo começou a se destacar. Mas aos 23 minutos foi Thiago Carleto, em fortíssima cobrança de falta, que abriu o placar. Vitória 1×0. Após fazer o gol, o Leão melhorou na partida e passou a ter mais chances de gols, enquanto o rival tentava se reerguer, só que aos 43 minutos veio o golpe de misericórdia rubro-negro. Carleto cobra escanteio e Vico, de cabeça, amplia o placar. Vitória 2×0!

Segundo Tempo  Com a vantagem de dois gols no placar, o Vitória voltou com outra estratégia de jogo. Era a vez de cadenciar a partida e fechar a casinha. Obviamente, o Bahia passou a ter mais a posse de bola e maior presença no setor ofensivo, mas o que os little fish não esperavam era que RONALDO estaria em mais um dia de grande inspiração. Não tem como falar deste jogo e da manutenção do placar à favor do Leão sem citar o goleiro rubro-negro! Ronaldo fez belíssimas defesas e se a partida de hoje valesse pelo Cartola FC ele faria 20 pontos, por baixo! Mesmo se retraindo bastante na etapa complementar a última oportunidade real de gol foi do Vitória, nos pés de Vico, que chutou muito fraco para defesa de Douglas e de outro chute em que o goleiro do Bahia deu rebote, mas ninguém pegou a sobra de bola! Agora o Vitória encara o Imperatriz na terça-feira pela Copa do Brasil.

OPINIÃO | Sport 1×1 Vitória

O Vitória fez uma grande partida contra o favorito Sport ontem na Arena de Pernambuco e mostrou que está num patamar superior ao início da temporada 2019. Enquanto no ano passado, o time sofria para empatar e até vencer equipes do porte de Moto Clube, ABC e outros menos votados, nesta temporada jogamos contra duas equipes grandes da região e que estão na Série A do Campeonato Brasileiro e empatamos tendo reais chances de vencer as partidas. No duelo de ontem contra o tradicionalíssimo Sport ainda abrimos o placar e o adversário chegou ao gol de empate mais pela falha do setor de meio de campo e defesa do Vitória do que por habilidade e criatividade do Leão Recifense. Semana que vem teremos o último teste deste começo de temporada quando enfrentaremos o rival Bahia na Arena Fonte Nova. Não perder este duelo só reforçará que estamos, de fato, num patamar acima do que foi o lamentável ano de 2019.

Primeiro Tempo Conforme disse no pré-jogo, o Sport era favorito e como tal partiu pra cima do Vitória. Foram praticamente 34 minutos de puro domínio do time pernambucano, que perdeu várias chances de gol. Leandro Barcia, Lucas Mugni e Yan infernizaram o sistema defensivo do Leão e fizeram Ronaldo ser novamente um destaque da meta rubro-negra. Só que eu já estou calejado do jovem goleiro rubro-negro. Sempre que ele fica um tempo entre os reservas, volta virado no Jiraiya, mas com 5 partidas, em média, volta a cometer as mesmas falhas de sempre e perde a titularidade. Isso acontece desde sua primeira aparição no time titular em 2017. Portanto, nem vou me empolgar por ontem. Continuamos a precisar de um goleiro com maior REGULARIDADE. Já chega de goleiro do tipo “roleta-russa”. O Vitória só foi assustar o Sport no primeiro tempo aos 43 minutos, quando Thiago Carleto bateu uma falta no estilo Roberto Carlos, tirando fino da trave do goleiro Luan Polli, do Sport.

Segundo Tempo A etapa complementar da partida começou mais equilibrada com as duas equipes trocando ataques e contra-ataques. Se o Sport já tinha chegado na nossa área por volta dos 5 minutos, aos 10 minutos, o volante Guilherme Rend arriscou um petardo da intermediária e acertou o canto do arqueiro pernambucano. Vitória 1×0. Vale ressaltar que eu não tinha gostado do jogo anterior de Rend e já estava criando um pequeno cisma com ele, mas ontem ele foi brilhante, roubando bola, deu duas canetas nos adversários e fez um belo gol num chute violento e no canto.

Depois do gol, o técnico do Sport, Guto Ferreira teve que vestir sua fantasia de sapo e dar seus pulos, pois a torcida do Leão Pernambucano já estava mostrando insatisfação e ninguém quer perder clássico, muito menos em casa. Guto fez duas alterações que deram uma nova vida ao time recifense. Entraram Ewandro e Hernane nos lugares de Yan e Élton. O jogo voltou a ficar mais favorável para o Sport e aos 28 minutos, depois de tanto ensaiar entregar, Gérson Magrão logrou êxito desta vez perdeu a bola na intermediária e Marquinhos, do Sport, deu um belo passe para Lucas Mugni encobrir com um leve toque, o goleiro Ronaldo, e empatar a partida. O Sport partiu para tentar a virada, mas já não conseguia imprimir o mesmo ritmo do primeiro tempo e o Vitória ainda perdeu uma grande chance do segundo gol quando Alisson Farias levantou na área e Junior Viçosa cabeceou fraco e na direção do goleiro.

Vitória Sempre!

Acesse https://fabiomonteiro.wordpress.com/cartola-fc/ e se inscreva desde já para a Liga CRN Premium e concorra a prêmios em dinheiro ao fim da competição!

Vitória terá duas novidades para encarar o Sport pelo Nordestão

Com a lesão grave de Martín Rodríguez, que ficará cerca de 7 meses fora para tratar do rompimento do ligamento cruzado de um dos joelhos, e com o afastamento de Léo Ceará, por ainda não ter renovado seu contrato com o Leão da Barra, o Vitória encara o Sport neste sábado, 01/02, com duas novidades entre os titulares. Ronaldo assume o gol e o recém contratado, Vico, será o centroavante no duelo contra o rubro-negro pernambucano, às 16h, na Arena Pernambuco.

Vitória e Sport são grandes forças nordestinas e possuem vários jogos emocionantes na história e a partida deste sábado não deverá ser diferente. Equipes do mesmo porte a nível nacional, com leve vantagem aos pernambucanos pelos títulos nacionais, inclusivo o da Copa do Brasil conquistado mais recentemente (em 2008), o clássico deste sábado será um bom aperitivo não só para quem torce para uma das duas equipes, como todo aquele brasileiro que gosta de ver um bom duelo futebolístico.

Por estar na Série A, jogando em casa e com um elenco mais tarimbado, o Sport é favorito. Não temos como fugir disso. Entretanto, nosso reformulado elenco tem boas peças e pode dificultar bastante as coisas para o Sport. Ademais, clássico é clássico e nada impede do Vitória surpreender os pernambucanos em pleno recinto esportivo. Geninho deve mandar o Vitória a campo com Ronaldo, Van, Maurício Ramos, João Victor e Carleto; Guilherme Rend, Gerson Magrão e Fernando Neto; Alisson Farias e Vico (Júnior Viçosa).

CARTOLA FC – A temporada 2020 do Cartola ainda não começou, mas tenho uma boa notícia para quem se acostumou a jogar a liga do blog, aqui comigo. Esse ano terá premiações. Para isso estarei cobrando a inscrição do interessado (a) e 85% do valor total arrecadado será utilizado para as premiações. Pesquisei as ligas pagas criadas por outros blogs e fiz o meu regulamento baseadas em três ligas que li o documento. Para maiores informações (e inscrições) acessem a nova aba da CRN intitulada Cartola FC, leia o regulamento e na mesma aba, no final da página, confiram lá os meus dados bancários e o que fazer para confirmar a sua inscrição.

A vitória da Base

Nickson foi cornetado pela torcida, mas foi o cara mais lúcido do setor ofensivo e decidiu o jogo para o Leão. FOTO: Correio24h

O Vitória confirmou meu prognóstico de pré-jogo e estreou no campeonato baiano somando 3 pontos ao vencer o Jacobina por 1×0, gol de Nickson aos 32 minutos da etapa final. Apesar de estar com uma equipe sub23, inclusive com um atleta de 17 anos (Figueiredo), o rubro-negro mostrou muita qualidade, sobretudo nos 20 minutos iniciais da partida com boas trocas de passes, marcação encaixada e muita disposição.

Primeiro Tempo Depois dos 20 minutos agradáveis aos olhos do torcedor, o rubro-negro diminuiu o ritmo, normal pra quem tá só começando a temporada, à medida que o Jacobina se estabilizou um pouco mais na partida, inclusive dando alguns sustos com o veterano João Neto, carrasco do Leão em temporadas passadas. Entretanto, a melhor chance de gol da etapa inicial foi criada por Nickson, que mostrou uma bela visão de jogo e qualidade no lançamento para Eron, que acertou a trave esquerda do arqueiro do Jacobina.

Segundo Tempo O Vitória voltou com o mesmo ímpeto dos minutos iniciais da partida para a etapa complementar e quase marcou o segundo gol também com Nickson, que bateu de primeira, pra fora, em bola cruzada por Caíque Souza. Figura nula no jogo, Eron não conseguia desenvolver nada lá na frente e nas poucas vezes que tocava na bola não surgia nada de útil. Os destaques ficaram por conta de Figueiredo, que mostrou muita personalidade com 17 anos, Caíque Souza e Gabriel Santiago, além de Nickson, que bisonhamente estava sendo avacalhado pela torcida! Ê torcida que não aprende e continua criando ranço infantil com quem é da base! E como bom “cala corneta”, aos 32 minutos o lateral esquerdo LÉO (o único kovic que eu respeito é aquele que tem o termo pet precedido) cruzou na medida para o filho de Jackson, meter de cuca legal para o fundo das redes. VITÓRIA 1×0. Depois do gol, a equipe rubro-negra cadenciou a partida até o seu término e encara o Fluminense de Feira, no domingo, no Joia da Princesa. Já o time principal faz a sua estreia no Nordestão, dia 25, contra o Fortaleza na capital cearense.

2020: O ANO DO VITÓRIA!