Vitória vence, de virada, amistoso no Barradão

A Tarde Online

Como qualquer início de temporada, a primeira partida do Vitória no ano de 2017 não foi marcada pela exuberância tática e técnica. O Leão dominou boa parte da partida, mas está evidente a falta de entrosamento e de condicionamento físico e técnico dos novos jogadores do plantel. Já a equipe do Atlântico, que vem treinando forte desde meados de dezembro, mostrou que pode ser um time forte neste Campeonato Baiano que se aproxima. Muita organização tática e jogadores com alguma qualidade como o camisa 10 Miro Bahia e o atacante Júnior, camisa 9, que fez o gol do caçulinha da elite baiana.

PRIMEIRO TEMPO – O Vitória tinha maior posse de bola e envolvia o adversário, mas não finalizava a contento. O castigo veio aos 8 minutos quando, em cobrança de escanteio, Fernando Miguel falhou grosseiramente (começou o ano fazendo as besteiras de 2016, hein FM?) e Júnior não desperdiçou o rebote. Atlântico 1×0. A tônica do jogo seguia com o Vitória tendo domínio na faxia do meio de campo, com bons toques de Pisculichi e Gabriel Xavier, mas nenhum chute exigiu o goleiro Gutierres, do time de Lauro de Freitas. Pisculichi foi o que chegou mais perto com um arremate na direção do ângulo direito, mas por cima!

Já no segundo tempo, a equipe da RMS se fechou mais ainda e explorava os contra-ataques. O Vitória começava a irritar os torcedores mais exigentes, pois Kieza e os demais homens de meio e ataque não estavam assustando a meta do goleiro adversário. Para piorar, na única boa jogada construída, David passou para Cleiton Xavier perder, bisonhamente, uma clara chance de gol. Entretanto, o meia cerebral e candidato a ídolo se redimiu aos 31 minutos, quando numa tabela entre Jhemerson e Salino, a bola sobrou para Cleiton, de fora de área, acertar o canto. Vitória 1×1. Três minutos depois, em outra jogada pela ponta direita, Jhemerson abriu para Salino, que cruzou rasteiro para o menino Euller bater de primeira e virar o placar. Vitória 2×1 para o acalento dos mais exaltados.

Fernando Miguel se notabilizou por pegar vários pênaltis, mas comete erros crassos em fundamentos mais importantes.

F. Miguel se notabilizou por pegar vários pênaltis, mas comete erros crassos em fundamentos mais relevantes.

Enfim, foi uma boa primeira impressão deste jovem da base Jhemerson, além de Pisculichi, Cleiton Xavier e Leandro Salino. Os demais tiveram atuações que eu daria notas entre 6 a 7. O destaque negativo foi a falha bizarra de Fernando Miguel. Para mim, Caíque tem tudo para tomar a titularidade. Já falei em todo o ano de 2016, não acho Fernando Miguel um goleiro confiável para uma Série A e para aspirações maiores. Já é um goleiro acima dos 30 anos e que disputou pela primeira vez a elite nacional ano passado e foi reprovado (minha avaliação).

As falhas grotescas contra Ponte Preta, Botafogo, Santos e outros erros menos graves, em 2016, estão registrados no meu HD orgânico. Ele pode ser um profissional exemplar e uma pessoa de índole angelical, mas ao meu ver, isso não pode ser requisito para ele ser titular ad infinitum. Se não confiam em Caíque, que tragam um goleiro de maior lastro na Série A. Quem pretende ser Campeão do Nordeste, Copa do Brasil e chegar bem nas competições latino-americanas, não pode ter um goleiro tão instável, que até num amistoso simples comete uma falha tão ridícula e infantil. Em jogos mais “duros” este tipo de falha pode nos causar uma eliminação ou uma perda de título importante. Eu prefiro mil vezes um goleiro que não pegue pênaltis, mas que tenha melhores fundamentos de saída de gol, comando de área, elasticidade, saúde e que o nível de erros são raros, do que o contrário, que é justamente Fernando Miguel.

Com o melhor elenco da região, o VITÓRIA busca reconquistar a Copa do Nordeste

copadonordeste2017

Dono de 5 títulos nordestinos, o EC Vitória andou claudicando nas últimas edições da Copa do Nordeste, sendo um mero coadjuvante nesta brilhante competição. Tudo isso graças a uma política equivocada e sem ambição dos ex-presidentes Aléxi Portela e Carlos Falcão (que conseguiu a façanha de deixar o clube de fora da edição 2016). O último título do Nordestão conquistado pelo Vitória foi no já distante ano de 2010, quando o torneio foi realizado no segundo semestre, feito “à facão” e onde os principais adversários da região utilizaram times alternativos e houve também a ausência do Sport e do Náutico.

vitoria-campeao_nordeste-2010

Time Campeão de 2010.

O ECV também utilizou o time B, recheado de meninos da base como Lee, Dankler, Kleiton Domingues (destaque da finalíssima), Alan Henrique, entre outros. Por ter sido uma competição bem mambembe, feita na improvisação e sem as principais forças levarem seus elencos principais, ficou fácil para Aléxi Portela conquistar um título fora do estado pelo Leão. Olha o quanto o ex-presidente, que chegou a se achar dono do ECV  prejudicou a história do Leão! Depois da edição de 2010, o Nordestão voltou reformulado em 2013 e de lá pra cá, o rubro-negro coleciona fracassos e uma freguesia irritante para o Ceará.

Entretanto, a nova gestão que assumiu o clube há um mês vem trabalhando forte, reformulando o elenco que quase foi rebaixado na temporada passada. A princípio, os 10 novos contratados dão um alento de que o Vitória possui o melhor elenco nordestino. Ficam abaixo de nós, na sequência, o Sport Recife e o Bahia. E cito o rival porquê o elenco do Santa Cruz, atual campeão, foi desmontado e perdeu peças importantes como Keno, João Paulo e Grafite. Não podemos descartar as surpresas também. Nos últimos anos, equipes como Campinense, Treze, Asa de Arapiraca e CSA já aprontaram das suas em cima dos grandes da região.

Elenco campeão Baiano e do Nordeste de 1997, que contava com Bebeto, ídolo nacional campeão da Copa de 94.

Elenco campeão Baiano e do Nordeste de 1997, que contava com Bebeto, ídolo nacional campeão da Copa de 94.

Nossa estreia na edição 2017 do Nordestão será contra o Sergipe, dia 26/01, às 20h, no Barradão. Jogadores como Dátolo, Pisculichi, Cleiton Xavier, Gabriel Xavier, Pineda e os zagueiros Fred e Alan Costa dão maior confiança aos torcedores em ver o time bem montado já no começo do ano, pronto para retomar a hegemonia da região, além de esquecer aquele “reme-reme” de esperar o fim dos estaduais para pegar os restos do campeonato paulista, carioca e gaúcho.

O Vitória está no Grupo E do Nordestão com Sergipe, América-RN e Botafogo-PB. A edição deste ano quase ficou marcada por uma maracutaia envolvendo o Ceará Sporting Club, que não se classificou à competição via campeonato estadual e, imitando o rival de Itinga, quis “comprar” a vaga do Uniclinic. O caso repercutiu e até o momento o Uniclinic segue na competição. Confira abaixo os outros grupos:

grupos-copa-do-nordeste

Porém, antes de encarar o alvirrubro de Aracaju, o Vitória fará um amistoso amanhã contra o Atlântico, recém promovido à Primeira Divisão do Campeonato Baiano. O jogo será realizado às 20h no Barradão e os ingressos custarão R$ 10, com a renda sendo revertida para o Hospital Martagão Gesteira. Para os sócios SMV planos Prata e Ouro, a entrada está garantida, como de costume.

O possível time titular para o amistoso será com Fernando Miguel, Norberto, Alan Costa, Fred e Geferson, Willian Farias, Uillian Correia, Gabriel Xavier e Pisculichi, David e Kieza.

Blog CRN encampa campanha contra o preconceito regional no Futebol Brasileiro

DIGA NÃO AO PRECONCEITO REGIONAL NO ESPORTE

É hora da torcida lotar o Barradão

Acho que já passou da hora dos clubes nordestinos e suas grandiosas e apaixonadas torcidas bolarem algo impactante, para rechaçar os constantes preconceitos regionais existente no esporte brasileiro, principalmente no futebol. Em pleno século XXI, já perto da segunda década deste novo milênio, ainda se vê técnicos, jogadores e membros da imprensa desdenhando o futebol de região, enquanto só enxerga qualidade em outra. Mal comparando, a base do nazismo é essa: A de enxergar os outros como inferiores e somente uma porção da fatia como superiores e que isso, na visão deles, é imutável.
ceara torcida
 
Além das arbitragens tendenciosas quando há algum representante do futebol nordestino  bem na fita, seja disputando liderança do Campeonato Brasileiro ou fases decisivas de Copa do Brasil, os clubes do NE sofrem com declarações infelizes de comentaristas esportivos, atletas e até de técnicos que atuam no tão propalado “Sul Maravilha”, englobando, sobretudo, a região sudeste.
Torcida-Santa-Cruz-Foto-DivulgacaoCoralNet_LANIMA20111016_0148_26
 
Já cansei das centenas de vezes que já vi e ouvi em transmissões abertas ou no PFC, comentaristas e narradores fazerem desdém de nossos times e atletas, de narrarem e comentarem torcendo para o “time maior”, de não dar o mesmo tipo de destaque com replays em lances duvidosos a nosso favor, mas que quando são contra eles (coisa rara), eles repetem toda hora.
joel-1470522
 
Joel Santana chamou o Bahia de Sardinha, em 2013 (ou 12), quando perguntado se estava de volta à Bahia para treinar o tricolor, e ele respondeu “que estava esperando um peixe maior e não uma sardinha”. Meses depois foi anunciado nas bandas de lá, na maior cara de pau.
 
Agora, em 2017, novamente outro treinador faz desdém do Bahia, mas que seria feito com qualquer outro time nordestino. Abel Braga, que treinou o Vitória na década de 80, antes de virar “técnico de nome”, criticou o volante Matheus Sales, do Palmeiras, que preferiu ir o Bahia ao Fluminense. Abel declarou sobre a preferência de Matheus Sales: “Tinha um jogador bem encaminhado que me surpreendeu. Ele poderia ter trocado uma BMW por um Audi, mas preferiu um Fusca. Não entendi. Mas não foi o atleta, foi ganância do empresário. Essa ganância fez isso, deixou de pensar no lado esportivo. Mas esse tipo de empresário também não serve para nós”.
abel-braga
 
Está evidente aí, um claro desrespeito ao EC Bahia, pelo simples fato deste clube ser da região nordeste, pois na visão majoritária deles, só os times do RJ-SP-MG-RS são clubes grandes, dignos, capazes de grandes feitos e de ter os jogadores de maior nível. Eles até toleram os maiores clubes do PR e SC, mas enxergam o nordeste com uma carga imensa de preconceito, como se aqui fosse o destino de jogadores inservíveis, já perto da aposentadoria, como se esta região não tivesse valor algum no futebol.
 
Gostaria de ver este texto ser repassado por todos os torcedores nordestinos que já se cansaram deste apartheid no futebol brasileiro. O futebol do Nordeste merece respeito, aqui já surgiu muitos ídolos que foram vencedores em clubes do sul-sudeste e pela seleção, a exemplo de Bebeto, Rivaldo, Júnior (lateral esquerdo), Júnior Baiano, Nunes, Givanildo, Vampeta, Edílson, Dida, Jorge Wagner, Obina, Daniel Alves, Marcelo Ramos, Uéslei, Juninho Pernambucano, entre outros. Somos todos brasileiros.
 
#RESPEITEMOFUTEBOLNORDESTINO
#MenosPreconceitoMaisRespeito
#SomosTodosBrasileiros

Cleiton Xavier é apresentado e quer levantar todos os títulos possíveis de 2017

cleiton-xavier1

O meia Cleiton Xavier, 33 anos, enfim foi oficializado pela Nova Diretoria Rubro-Negra. O jogador tido como tímido, se afasta deste rótulo quando apresenta postura firme ao falar de seus objetivos com o manto leonino. Em sua apresentação nesta quarta-feira (11), Cleiton Xavier não titubeou ao falar de título com o novo clube. Segundo o meia, ele não está atrás de título e sim de TÍTULOS, no plural!.

“Conquistar título? Conquistar títulos… Quero ganhar todos possíveis. Começando já agora. O torcedor não tenha dúvida de que vamos entrar com tudo para conquistá-los. Estou disposto a fazer minha história aqui. Sou muito grato ao Palmeiras, mas, partir desse momento, é passado. Meu foco agora é o Vitória”, garante o meia, atual campeão brasileiro pelo Palmeiras em 2016.

cleiton-xavier-2Com uma carreira marcada por ser aquele meia cerebral, de bom toque de bola e de alto poder de assistências e lançamentos para os atacantes, Cleiton Xavier reforçou esta sua característica de jogo: “Minha principal função é essa, municiar o ataque. Não tenho dúvida de que temos jogadores capacitados, temos atacantes de qualidade. A gente conhece muito bem o Kieza, tem nome, sabe fazer essa função de artilheiro. Espero corresponder a essas expectativas”, explica Cleiton Xavier, impressionado com a infraestrutura do Complexo Barradão.

Para o Presidente do Clube, Ivã de Almeida, a chegada de Cleiton Xavier é mais um motivo para a torcida acreditar no projeto de um Vitória vencedor em 2017. “Existe uma expectativa muito grande por esse ano, de a gente passar por uma nova etapa, em que o clube volte a ser vencedor, estamos na mira de ser um clube campeão. Para isso, a gente precisa de grandes jogadores. Cleiton Xavier faz parte desse projeto, dessa nova realidade. Queria dizer, em nome da diretoria, que estamos de braços abertos e colocando a estrutura do clube à disposição dele, completa.

PS: As boas notícias não param por aí. É previsto que entre hoje e sexta-feira, os meias Gabriel Xavier e Leonardo Pisculichi sejam apresentados oficialmente pelo clube, aumentando o poderio do meio de campo da equipe, que buscará o bicampeonato estadual, o título nordestino, a Copa do Brasil e uma participação marcante na Série A.

Fonte: Site Oficial ECV (modificado)

Fotos: R. Santin

 

VITÓRIA se reapresenta nesta segunda-feira com novidades

Fred chegou hoje e assinou contrato de empréstimo até dezembro.

Zagueiro Fred chegou hoje e assinou contrato de empréstimo até dezembro.

O elenco rubro-negro se reapresentou na tarde desta segunda-feira (09/01) no Complexo do Barradão. A equipe que terminou o último Brasileirão na 16ª posição foi completamente reformulada, cerca de 10 novos atletas estão chegando para as competições de 2017. Do elenco da temporada passada apenas os meninos oriundos das divisões da base, mais Fernando Miguel (goleiro), Norberto (lateral direito), Kanu (zaga), William Farias (volante), Cardenas (meia) e Kieza (ataque) ficaram. O ídolo Marinho ainda não teve o pagamento da multa confirmado pela diretoria, por isso deveria se apresentar hoje, mas tudo caminha para o desfeixo do camisa 7 ser mesmo o futebol da China.

Jesús Dátolo é o novo camisa 10 do Leão.

Jesús Dátolo é o novo camisa 10 do Leão.

Novos contratados – Oficialmente o Vitória já anunciou o lateral direito Salino, os zagueiros Fred e Alan Costa, o lateral esquerdo Geferso, o volante Uilliam Correia, o meia Dátolo e o atacante chileno Jean Piñeda. Entretanto, a diretoria pode oficializar a qualquer momento a vinda dos meias Leonardo Pisculichi, Cleiton Xavier e Gabriel Xavier. Há ainda o nome de um centroavante que Sinval Vieira está guardando a sete chaves e que promete ser uma grande surpresa ao torcedor leonino.

A partir desta semana os jogadores irão começar a fazer todas as atividades do Departamento Físico, exames médicos e iniciarão, posteriormente as atividades com bola visando a estreia na temporada, próximo dia 25 contra o Sergipe pela Copa do Nordeste 2017. O objetivo da temporada é voltar a vencer esta competição, buscar o bicampeonato estadual, chegar o mais longe possível na Copa do Brasil e fazer um Campeonato Brasileiro de forma digna, ou seja, não passar por aperto e se possível almejar terminar a competição no G8, no mínimo e, claro, sonhar com o G6 em diante. Por que não?

RELAÇÃO DOS ATLETAS QUE SE REAPRESENTAM

GOLEIROS: Fernando Miguel, Ronaldo e Wallace

LATERAL-DIREITO: Leandro Salino e Norberto

ZAGUEIRO: Bruno, Kanu, Ramon e Vinícius

LATERAL-ESQUERDO: Euller

VOLANTE: José Welison, Marcelo, Uillian Correia e Willlian Farias

MEIO-CAMPO: Dátolo, Nickson e Cárdenas

ATACANTES: David e Kieza

Caso Marinho dá lição à torcida de que é necessário amar o clube e não os jogadores

marinho-inter

Marinho, nascido em Penedo-AL, de origem humilde. Começou sua carreira com 17 anos, alternou bons e maus momentos nos primeiros clubes, mas só começou a aparecer regionalmente pelo Ceará na Copa Nordeste de 2015, onde foi campeão e “estourou” a nível nacional somente agora, com 26 anos, na temporada 2016, quase 9 anos depois de ter começado sua carreira, por onde passou sem brilho por Internacional, Fluminense e Cruzeiro.

marinho-ceara

O Vitória foi a equipe que deu toda a estrutura a ele, que mais investiu financeiramente nele até o momento. Ele ganhava menos de R$ 50 mil no Ceará e no atual contrato ganha cerca de R$ 180 mil, ou seja, maior que o triplo. A gestão anterior contratou por empréstimo em janeiro de 2016 e vendo seu potencial no Estadual e na Copa do Brasil adquiriu, em junho, 100% dos Direitos Federativos + 50% dos Direitos Econômicos, aumentou substancialmente o seu salário e a multa rescisória. Contrato de 3 anos. Ele ficou sabendo do que estava assinando e concordou com a proposta feita. Não foi imposto pela diretoria.

No Campeonato Brasileiro virou ídolo, fez 21 gols em toda a temporada, foi artilheiro da Copa do Brasil e em 27 jogos pelo Brasileirão fez 12 gols, dois a menos que os artilheiros gerais W. Pottker (Ponte), Fred (Atlético-MG) e Diego Souza (Sport). Então seria natural que outros clubes fossem atrás de sua contratação e o Vitória vem batendo firme que não quer se desfazer do jogador e isso só ocorrerá se pagarem a integralidade da multa rescisória: R$ 17,6 milhões (5 milhões de Euros).

di-marinho-vitoria-3-1-atletico-pr

Muitos interessados, mas poucos estão com grana ou com disposição de pagar este valor e tentam baixar oferecendo “escambos” e “bijuterias“, que prontamente foram rejeitadas pela diretoria. O Flamengo é a equipe brasileira que está mais empenhada em tirar o nosso camisa 7 da Bahia, entretanto, está usando de uma tática escusa e maliciosa: Apertar a mente do jogador e do empresário. E isto ficou evidente nos últimos dias e ontem foi a gota d’água.

Vamos botar nossa massa cinzenta para trabalhar – Os times chineses quando querem levar jogadores seja de qualquer país ou clube, pagam fortunas, sem pechinchar, sem “reme-reme”. Estranhamente com Marinho, eles não querem pagar os 5 milhões de euro, que para os clubes da China este valor é irrisório, o famoso “troco do pão”. Não houve, na palhaçada promovida ontem, a divulgação do time chinês, horas depois apareceu o nome e mesmo assim de forma não-oficial. Seria o Changchun Yatai, time que conta com Marcelo Moreno e Edixon Perea que já passaram pelo futebol brasileiro (Vitória e Grêmio, respectivamente). Curioso – o time chinês teria oferecido R$ 900 mil de salário a Marinho, mas não teria os R$ 17,6 milhões da multa rescisória.

Sabe-se que o Flamengo vem tentando a todo custo, ofertando vários jogadores ruins como moeda de troca para levar Marinho e que já falou que não tem grana pra pagar Marinho (ou não quer), mas para Cecílio Dominguez, revelação do Cerro Porteño, eles tão se mobilizando para dar 8 milhões de Euros, 3mi a mais que o valor de Marinho. Talvez o fato de Marinho estar no Nordeste seja o fato deles acharem que não vale a pena pagar este valor para um jogador que atua na região nordestina, o que só comprova a discriminação regional existente no país.

Enfim, através de uma postagem de twitter de Tiago Barbosa, leitor CRN, amadureci a ideia de que o Flamengo está por trás disso e o time chinês seria o “laranja” nesta transação. Acredito que o time chinês repassaria, via “empréstimo”, o jogador ao Flamengo em menos de três meses alegando que o jogador não se adaptou àquele país. Pois, dias atrás Marinho falou que não gostaria de ir a China, por ser um país totalmente diferente do Brasil e ficaria muito distante da família, mas agora virou “sonho” dele, sendo que na quarta-feira a conversa do empresário dele era com o Clube de Regatas Flamengo e não com time xing-ling. Em menos de 24h tudo muda? Não sou otário e a torcida também precisa se atentar aos fatos e a procurar a lógica nas coberturas esportivas.

O imbróglio envolvendo a suposta transferência de Marinho teve seu ápice ontem (05/01), quando o atleta externou o seu desejo de sair do ECV e fazer seu pé de meia na China, para, logo em seguida, o clube, através de Sinval Vieira, ratificar o desejo de manter o jogador no Leão e que só liberaria pelo valor integral da multa rescisória.

A estratégia do empresário Jorge Machado e de Marinho foi de colocar o Vitória contra a parede, forçar a barra, com a premissa de que a vontade do jogador é soberana sobre o contrato assinado. Após ter o seu desejo negado, já que o tal time chinês teria oferecido apenas 3 milhões de euros, Machado e Marinho apelaram para uma cartada ousada: em dizer que acabou o ciclo do atleta no Vitória, pois acharam que seria a pressão definitiva para a diretoria rubro-negra recuar e aceitar a proposta de quem não quer mais ficar.

Marinho mostrou-se ontem que é mais um “moleque” do mundo da bola, que tem “cabeça pequena” e que se deixa ser facilmente manipulado pelo seu empresário, que só quer lucrar ainda mais na negociação, inclusive até mais que o jogador, já que a comissão dele é volumosa, sobretudo em transações internacionais. Marinho assinou o contrato de três anos com o clube em junho e menos de 6 meses depois quer rasgar o contrato? Se ele fosse demitido pelo clube, ele iria abdicar da multa rescisória e dos valores que ele teria direito a receber por parte do clube? Por que o clube tem que fazer isso por ele, então?

Tudo que ele construiu na temporada 2016 foi por água abaixo com aquela completa palhaçada promovida por ele, dentro do recinto rubro-negro, onde ele é funcionário e claramente desrespeitou o clube o qual paga seus salários e que investiu pesado nele. A fala que ele deu sobre “sair do aluguel” é uma afronta não só ao ESPORTE CLUBE VITÓRIA, mas a 95% da população brasileira e baiana, pois um cara que ganha R$ 180 mil mensais tem mais que o necessário para comprar um imóvel. Quem mora de aluguel, Marinho, é quem ganha miseravelmente um pouco a mais que o salário mínimo e olhe lá.

Eu, sendo Sinval Vieira ou Ivã de Almeida, só deixaria ele ir embora com a multa paga na integralidade [virou questão de honra]. Sem isso ele seguiria no clube e como castigo deixaria ele de molho por uns três meses, seja no banco de reservas ou treinando separado. Quero ver ele aguentar ficar 2 anos de contrato de má vontade, fazendo birrinha infantil. Ele só voltaria a ser titular se mostrasse nos treinos vontade de jogar aqui, e principalmente em se retratar publicamente com um pronunciamento à imprensa e à torcida.

A TORCIDA PRECISA APRENDER DE VEZ A AMAR O CLUBE E APENAS RESPEITAR OS JOGADORES. POIS ELES NÃO ESTÃO NEM AÍ PARA O CLUBE E SIM AO DINHEIRO.

 

Vitória vence Atlético-GO por 2×0 na estreia da Copa SP

foto-mauriciademalta

O Vitória estreou com triunfo na Copa São Paulo de Futebol Júnior. Nesta terça-feira, 3, jogando no estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista, o Leãozinho venceu o duelo diante do Atlético-GO por 2 a 0. 

O Rubro-Negro abriu o placar logo aos 26 do primeiro tempo, com gol contra marcado por Silva. Na segunda etapa, Hércules ampliou para 2 a 0. 

O Vitória lidera o Grupo 12, com 3 pontos ganhos. Na outra partida do grupo, realizada também nesta terça, ABC-RN e Atibaia-SP empataram em 1 a 1.

O rubro-negro tentará manter a boa fase nesta quinta, 5, às 16h, quando pega o ABC-RN, em Atibaia, pela segunda rodada da primeira fase da Copinha.

Foto: Maurícia Malta

Texto: Portal A Tarde Online