Jacuipense x Vitória | Mesmo com time alternativo, o objetivo é garantir mais um triunfo

O Vitória tem hoje à noite, no Est. Eliel Martins, mais um compromisso pelo Campeonato Baiano. O jogo contra a Jacuipense é válido pela quinta rodada (que foi transferida) e será às 21h45 com transmissão da TV Sardinha.

Depois da grande palhaçada protagonizada pelos jogadores da dupla Ba-Vi e das devidas expulsões, o rubro-negro vai para este jogo com cinco desfalques certos e um por opção de Vágner Mancini, o goleiro Fernando Miguel. O provável time rubro-negro será formado por Caíque, José Welison, Ramon, Wallison Maia e Pedro Botelho; Fillipe Soutto, Lucas Marques e Yago, Neílton, Belusso (Jhemerson) e André Lima. Como se vê, time muito modificado e com vários jogadores que farão sua primeira partida com o manto rubro-negro como o zagueiro Wallison Maia, o lateral esquerdo Pedro Botelho. Também correm por fora para entrar como titular os meias Guilherme Costa, Rodrigo Andrade e Alexander Baumjohann.

A equipe da Jacuipense está mal na competição, é apenas a 8ª colocada com 4 pontos. Entretanto, vem de um triunfo na rodada anterior (contra o Atlântico) e pretende aproveitar a mudança brusca no time titular do Vitória para buscar o segundo triunfo na competição e respirar um pouco mais. O curioso nesta partida é que a torcida do Vitória vai ver Uelliton (ex rubro-negro), Paulinho (ex-Jahia) e Brasão (ex-Santa Cruz), que são os três jogadores mais conhecidos da equipe de Riachão do Jacuípe.

Vitória Sempre!

Anúncios

A PALHAÇADA E O LADO QUE A IMPRENSA NÃO MOSTRA, NEM MOSTRARÁ

O BaVi de ontem certamente foi o mais vergonhoso da história deste clássico tradicional do futebol nordestino. O jogo que estava sendo fraco tecnicamente terminou da pior maneira possível, graças a um jogador do rival que já tinha provocado durante a semana, em sua rede social, chamando o Barradão de Barralixo e que iria pra cima das mães e irmãs (na mensagem não deixa claro se são os familiares de nossos jogadores ou de nossos torcedores). Depois de fazer o seu gol em cobrança de pênalti, o cara partiu para uma dança provocativa e de teor sexual na frente da nossa torcida, e pior, da Torcida Uniformizada Os Imbatíveis (TUI). Façam a correlação da provocação da semana e da comemoração do gol. Impossível achar que foi inocente, né?

A atitude de Fernando Miguel e dos demais jogadores do Vitória não são dignas, mas compreensível porque os jogadores ficaram sabendo deste fato, tanto é que Rhayner tinha publicado algo logo após a postagem de Vinicius, dando várias indiretas sobre o que meia da sardinha tinha escrito. E também sem querer justificar, Fernando Miguel não agrediu Vinicius, apenas o puxou e exigiu respeito. O primeiro jogador que agrediu foi Edson, do rival, sempre ele. E basta apenas um agredir para a violência se espalhar e nisso aconteceu o show de horrores, principalmente Kanu que parecia lembrar sua época na corda do Chiclete com Banana.

Depois de 15 minutos de paralisação veio os dois pesos e as duas medidas do árbitro Jaílson Macedo Freitas. Ele poderia muito bem ter expulsado Kanu e Vinicius e deixava os demais jogadores alertados que na próxima confusão não teria complacência. O jogo seguiria normal, com cada qual com -1, mas não. Para ajudar o seu time, ele expulsou 3 do Vitória e 3 do Jahia, mas dois tricolores estavam no banco. Ou seja, ele pendeu pro rival ficar com maior número de jogadores em campo, isso desequilibra taticamente e tecnicamente qualquer time.

O jogo rolou por mais 12 minutos, com o bahia com dois a mais em campo, e eles não conseguiram fazer o gol. Talvez já encomendado, Jaílson resolveu expulsar mais um do Leão por volta dos 32 minutos; Uilliam Correia. Numa falta boba, que nem amarelo merecia. A minha visão é de que Jaílson estava mal intencionado. O Vitória com a expulsão de Correia ficava com seis em campo e o jahia com 9. Iria ou não iria facilitar um triunfo do tricolor? Antes mesmo da bola rolar, Bruno Bispo foi expulso depois de retardar a cobrança de falta do incolor, chutando a bola para longe e como manda a regra, o jogo termina quando um time fica com menos de seis atletas de linha.

Após o término da partida, a Imprensa Sardinhêsca passou a acusar, em bloco, que o Vitória provocou o fim da partida e que o jahia vai sair vencedor com o placar de 3×0 e em alguns veículos mais sensacionalistas eles aventaram até que o Vitória pode ser rebaixado e eliminado das demais competições da temporada. Olha o nível de parcialidade de nossa imprensa, rapaz. Até o momento ninguém tem um vídeo ou foto confirmando que a ordem de forçar a última expulsão partiu da diretoria ou do treinador Vágner Mancini. Tudo especulação! Escutei, enquanto retornava pra casa, a Transamérica FM, e em casa assisti o Cartão Verde e hoje de manhã a TV BA, todos estão fechados com o jahia e já cravando que eles ganharão os pontos. Se depender da imprensa já estamos condenados, sem direito ao Devido Processo Legal.

Primeiramente, o caso vai ter que ser julgado pela FBF, TJD e em última instância no STJD. Isso pode demorar meses ou anos, a depender da vontade e das demandas dos tribunais desportivos. Vale lembrar que o caso de 1999, quando o Bahia fugiu literalmente da Final do Barradão, só teve encerramento em 2006, quando o presidente da FBF, Ednaldo Rodrigues, numa declaração covarde, deu o título dividido entre os dois clubes, quando o VITÓRIA tinha o direito conquistado no campo de jogar a Finalíssima no Barradão e não na Fonte Nova.

Segundo, enquanto não provarem que a ordem veio da diretoria ou do treinador eu defenderei meu clube. E pensando bem, se comprovarem que foi a mando eu termino compreendendo a decisão, apesar de não concordar, pois Jailson quis bagunçar o clássico. Ele deixou o jahia com maior número de jogadores de propósito para facilitar o triunfo tricolor, pois uma derrota tricolor ontem complicaria demais a situação da sardinha na competição. Como diz uma letra de Rita Lee “pra pedir silêncio, eu berro. Pra fazer barulho eu mesmo faço”. Se é pra bagunçar, vamos bagunçar! E digo mais, se o Vitória for declarado perdedor da partida, seria ótimo a gente largar o Campeonato Baiano pra FBF e sardinha curtirem.

Estamos no século XXI, que coisa bizarra essas artimanhas de bastidores para salvar a sardinha. Já deixamos de disputar finais do baiano, já ficamos de fora de uma Copa do Nordeste por irmos mal num estadual, por que a Sardinha não pode sofrer as consequências de suas campanhas ruins no Baianão? Por que toda vez que eles estão pra pagar um mico homérico aparecem Jaílsons e Arilsons pra fazer o jogo pra eles? Ou então surgem as goleadas estranhas como as contra o Primeiro Passo em 2008, 2015 e este ano quando eles fizeram 6 gols só no segundo tempo?

Terceiro, eu não descarto que toda esta celeuma de Vinicius provocar no meio de semana, jornalista falar mal do espaço por onde a torcida visitante entra, que ele chegou a chamar de Curral no jornal que ele escreve, a comemoração desrespeitosa de Vinicius na frente da TUI, a quebra de alambrados e até a briga entre eles dentro do espaço deles, foi armado para voltar a ter torcida única nas finais do Baianão, pois eles sabem que na Arena Fonte Nova cabe muito mais pessoas e a acústica do estádio favorece à intimidação, como aconteceu na semifinal do Nordestão do ano passado. Do rival a gente pode esperar tudo. É um falso campeão, é um clube acostumado a ganhar nos bastidores, de ser antiético, de corromper jogadores adversários, fazer conchavos com árbitros e até com presidentes de outras agremiações, de enviar documentos falsos para um clube tentar nos prejudicar (Caso Victor Ramos e Inter-RS, em 2016).

Vitória Sempre!

Depois do Carnaval vem a quaresma, que lembra pescaria!

Depois da Festa da Carne mais conhecida como Carnaval, a tradição da Igreja Católica é a Quaresma e quaresma lembra peixe, e peixe pequeno é sardinha. Portanto, amanhã a pescaria tá liberada! Vitória e Sardinha fazem o seu primeiro encontro em 2018 no Barraquistão a partir das 16h deste domingão e o rubro-negro entra com pequeno favoritismo devido a um melhor futebol praticado até o momento, além de não perder para o rival dentro do Barradão desde 2011, ou seja, sete anos praticamente!

Depois de bater o Corumbaense por 3×0 na quinta-feira, o técnico Mancini falou na coletiva pós-jogo que não teria tempo para treinar, pois o foco seria recuperar o físico dos atletas. Portanto, é bem difícil que seja feita alguma mudança de ordem tática, até porque isso não faz o perfil do nosso treinador. Mancini é muito pragmático e demora de variar esquema, mesmo quando a fase não é tão boa. Agora, sem contar ainda com Lucas e Cedric, a tendência é dele ir a campo com Zé Welison na lateral direita, pois no segundo tempo do jogo da Copa do Brasil, o camisa 14 fez dois cruzamentos perfeitos para André Lima, que guardou um e desperdiçou o outro.

Guto Ferreira como Inhonho

Já pelo lado do rival, a coisa tá sinistra. Se perder pode ter que rebolar muito pra se classificar à próxima fase. Tudo isso por conta da visão de Inhonho Ferreira em poupar o time nas primeiras rodadas do estadual, que este ano está bem curto em sua fórmula. Entretanto, para variar, mais uma vez com a sardinha precisando do resultado para não correr riscos de eliminação, a FBF me vem com Jaílson Macedo para apitar a partida e isso me recorda a situação semelhante na edição de 2009, quando o cidadão fez o jogo pro rival sem cerimônias, lá no Estádio de Pituaçu. Anulando gols de Ramon, dando penalti pro jahia e mandando voltar porque Viáfara tinha defendido. Foi um dos piores clássicos que presenciei e dali eu tirei uma conclusão: de não ir mais a clássico como visitante e com Jailson apitando. Só espero que este palhaço não apareça, que ele apite certo, sem influenciar ou construir o resultado. É difícil, mas só nos resta isso.

Incrível e inacreditável que só exista Jailson ou Arílson para apitar clássicos BA-VI quando ambos são vezeiros em ajudar o lado tricolor, principalmente em momentos de turbulência no lado de lá. A FBF mesmo gosta de botar sua idoneidade em xeque! Mas vida que segue. Que o Vitória jogue sua bola, com seriedade e disposição para não deixar que a arbitragem apareça mais que os jogadores!

Vitória Sempre!

Sem dar chance ao azar, Vitória goleia time do Pantanal e segue na Copa do Brasil

Não foi uma das melhores atuações do Vitória, mas foi o suficiente para passar de fase na Copa do Brasil sem dar sustos na torcida. O placar de 3×0 mostrou bem isso e aquele temor de pagar mico só ficou apenas na metade do primeiro tempo, quando o Leão não conseguia articular as jogadas e o time do Mato Grosso do Sul teve duas grandes chances, com uma delas sendo em mais uma saída esdrúxula de Fernando Miguel para tentar cortar cruzamento.

Após este lance em que Fernando Miguel falhou e André Lima salvou o que seria o primeiro gol do Corumbaense, o Leão reagiu e conseguiu fazer o seu gol por volta dos 34 minutos, quando numa cobrança de escanteio do time pantaneiro, a zaga cortou e num contra-ataque maroto puxado por Neílton e Rhayner, o camisa 90 achou Yago na direita, que dominou e chutou forte e cruzado. Vitória 1×0. Somente após abrir o placar, é que o Leão ficou soberano em campo e terminou o primeiro tempo desperdiçando várias chances de ampliar o placar com Bryan (que chutou de primeira numa bola cruzada), Yago em uma jogadaça onde catou dois marcadores e chutou tirando tinta da trave e Rhayner num chute da meia lua, sem direção!

O Vitória acertou a pontaria logo no começo do segundo tempo. Antes teve um ensaio, aos 4 minutos, quando José Welisson, que voltava de lesão, cruzou na área para cabeçada de André Lima assustando o goleiro do time pantaneiro. Três minutos depois não teve jeito, cruzamento de José Welisson e cabeçada mortal de André Lima. Vitória 2×0. Vale ressaltar que JW14 começou o jogo como volante e Lucas Marques na lateral, mas depois Mancini inverteu e Pai Véi mostrou que já se sente bem fazendo esta função.

Depois do segundo gol, o Vitória puxou o freio de mão naturalmente e passou a trocar alguns jogadores para preservar para o clássico de domingo no Barradão contra a Sardinha. Saíram Rhayner, Wellison e André Lima para as entradas de Denílson, Ramon e Belusso. E foi devido a esta puxada de freio, que o Corumbaense quase marcou quando o atacante deles ficou de frente para Fernando Miguel, que como sempre, facilitou a vida do cara, ao se jogar antes mesmo da finalização, a sorte foi que a cobertura chegou, pois ali seria gol certo.

Notem que é a segunda vez que destaco falha de FM e não é a primeira nem a segunda vez. E são os mesmos erros: Não saber cortar cruzamentos e dar o canto ou cair no chão no 1-1 com atacantes adversários. Falo e repito: Fernando Miguel não é goleiro de Série A. A fase dele já passou! Ele só tem uma virtude que é o reflexo em chutes e cabeçadas rápidas, mas tem um péssimo jogo de pés (recomposição ridícula), falha pra cortar bola aérea e facilita a vida de atacantes no mano a mano.

O Leão diminuiu o ritmo, mas não abdicou de atacar. Aos 19 e 25 minutos Neílton teve duas chances reais de ampliar, mas faltou mais frieza e técnica na finalização e os seus dois arremates apenas passaram ao lado da trave. O terceiro gol só veio aos 38 minutos quando Bryan fez uma linda jogada na ponta esquerda, com direito a elástico e outro drible desconcertante no zagueiro, levantou a cabeça e cruzou rasteiro para Jonatas Belusso marcar seu primeiro gol com a camisa rubro-negra. Vitória 3×0. E já nos acréscimos Denílson recebeu grande passe de Neílton, driblou o goleiro, mas chutou fraco e o zagueiro do Corumbaense salvou em cima da linha.

Agora o time descansa e fará poucos treinos para o Sar-Vi de domingo no Barradão, pois o time vem de uma sequência de jogos, enquanto o rival está descansando. Entretanto, apesar de curto há sim espaço para a recuperação física dos jogadores e este clássico de domingo promete! O Vitória é o favorito por jogar em casa e estar atuando com melhor desenvoltura que o rival.

Vitória Sempre!

ABC x VITÓRIA | Vale a liderança do Grupo B

Se no final de semana passado, o Vitória teve um confronto de líderes pelo estadual, agora chegou a vez da mesma situação pelo Nordestão. No domingo passado o rubro-negro venceu bem o Bahia de Feira e assumiu a liderança absoluta do Baianão, agora a missão é fazer o mesmo contra o ABC, no Estádio Frasqueirão, na capital potiguar.

Assim como o Vitória, o ABC está invicto e com 100% de aproveitamento no Grupo B da Copa do Nordeste e vem de boa fase, inclusive com o seu centroavante sendo cotado por times europeus e brasileiros. O jovem Matheus, 19 anos, é o artilheiro do time potiguar neste começo de 2018 e vem chamando a atenção pela sua força física e qualidade de finalização de jogadas. Entretanto, neste meio de semana a equipe do Rio Grande do Norte não resistiu ao Cianorte e foi eliminado da Copa do Brasil pelo placar de 2×0.

O rubro-negro sabe que o jogo é importante, pois classificar em primeiro do grupo é tido como uma obrigação da diretoria, além de ter no mata-mata o confronto teoricamente mais fácil, já que pega o segundo colocado de outro grupo. Sabendo disso, o técnico Mancini deve escalar o mesmo time das últimas partidas e se tiver alguma mudança talvez seja a estreia do zagueiro Wallison Maia que entraria no lugar do jovem Bruno Bispo.

Teoricamente, o Vitória entra no jogo como favorito por ter um elenco mais qualificado e estar jogando o melhor futebol dentre os times da Copa do Nordeste. Diferente do ano passado em que vencíamos sem convencer, quase sempre sofrendo pressão de times pequenos, o Leão versão 2018 está sabendo impor seu jogo, vem fazendo muitos gols e tendo maior posse de bola que os adversários e isso é um alento! Porém, é necessário manter a seriedade e a vontade de fazer a melhor campanha no grupo para buscar o título do Nordestão com autoestima elevada.

Vitória e ABC fizeram a final do Nordestão 2010, quando o rubro-negro garantiu o penta campeonato regional ao vencer de virada por 2×1 com gols de Kleiton Domingues e Marconi. Por sinal, aquele jogo KD teve uma noite de inspiração que lembrou o seu irmão mais famoso, o Leandro Domingues. O lance do segundo gol então foi uma pintura, quando ele pegou pela esquerda, entrou na área, driblou o zagueiro e rolou para a conclusão do volante Marconi.

Vitória Sempre!

Missão cumprida com louvor

O Vitória não deu chance para o azar e ao contrário de algumas equipes que bobearam e já foram eliminadas da Copa do Brasil como o Botafogo-RJ, o Leão entrou afiado no duelo contra o Globo do Rio Grande do Norte e fez 2×0 ainda no primeiro tempo com dois gols de Denílson, que assumiu a artilharia do Vitória na temporada com 4 gols ao lado de Neílton.

Como previsto no texto do pré-jogo, o Vitória já está jogando muito melhor que os dois/três primeiros jogos da temporada. A manutenção da parte boa do elenco de 2017 está facilitando o trabalho de Mancini e o entrosamento tá pegando muito mais rápido. Outra coisa que deve-se destacar é a mudança do estilo de jogo do Vitória do ano passado pra cá. Acabaram-se os chutões e aquele time reativo, que ficava encolhido só explorando os contra-ataques. Mancini prometeu e está cumprindo que este ano o Vitória voltaria a ser um time ofensivo, impositivo e com velocidade.

E foi jogando assim que o Vitória detonou o Ferroviário pelo Nordestão, o Bahia de Feira no último domingo e o Globo ontem. Logo aos 7 minutos, depois de uma grande troca de passes desde a zaga, e passando por Fernando Miguel, por pouco mais de 1 minuto de posse de bola que o rubro-negro chegou ao primeiro gol na partida. O lance final foi o passe em profundidade de Neílton para Rhayner, que foi à linha de fundo e cruzou rasteiro para Denílson empurrar para as redes. Vitória 1×0.

O Globo pouco atacava e quando assim o fazia era através de bola parada, quase sempre cobrada por Renatinho Carioca, que na melhor delas exigiu maior elasticidade de Fernando Miguel. O Vitória seguia dono do jogo e ampliou o placar aos 44 minutos quando Uillian Correia tomou a bola na intermediária, lançou Neílton na direita, o menino Nei se desvencilhou da marcação e quando preparava a finalização, Denílson apareceu de sopetão e chutou pegando o goleiro do Globo desprevenido. Vitória 2×0.

No segundo tempo, o Vitória continuou soberano e quase ampliou o placar, ambas com André Lima que acertou a trave numa cobrança de falta e o travessão numa finalização vinda de um cruzamento na área. Seria 4×0 o que comprovaria perfeitamente o que foi o jogo de fato. Entretanto, o rubro-negro cumpriu sua missão com louvor, venceu, convenceu e já é o segundo jogo seguido sem levar gols, fato positivo!

Agora o Vitória terá mais um compromisso no Rio Grande do Norte, pois enfrenta o ABC no sábado, às 16h, na Arena das Dunas. O time nem volta pra Salvador, como Ceará-Mirim fica a 30km de Natal, o Leão vai permanecer em solo potiguar, só retornando para Salvador no domingo. E na quarta-feira de cinzas, o Leão encara o Corumbaense de Mato Grosso pela Copa do Brasil, no Barradão. Na segunda fase o empate leva às penalidades máximas.

Vitória Sempre!

Globo x Vitória | Agora é pela Copa do Brasil

Globo e Vitória voltam a se encontrar depois de quase um mês, só que agora é pela traiçoeira e milionária Copa do Brasil. No dia 28/01 enfrentamos o Globo na abertura da temporada 2018 e vencemos por 2×1 pela Copa do Nordeste. Agora, com mais jogos realizados e maior entrosamento, a tendência é que atuemos melhor que naquela ocasião, em que mesmo vencendo e tendo uma boa postura na maior parte daquele jogo, vimos o Vitória meio duro, com as pernas pesadas, natural para quem vinha de apenas 14 dias de treinamento após as férias.

Todo cuidado é pouco – O Vitória não pode achar que vai ganhar fácil devido ao triunfo do mês passado. O jogo de hoje é eliminatório e temos a vantagem pelo empate. Uma derrota para o time potiguar a gente fica fora da Copa do Brasil, como o Botafogo-RJ que perdeu ontem para Aparecidense-GO. A passagem de fase é tida como obrigação pela nossa torcida e diretoria, além da maioria da imprensa nacional tamanha a distância de status de Vitória e Globo. Somos Série A e somos conhecido nacionalmente, ao contrário do Globo, Série C e que ainda está construindo a sua história.

O técnico Vágner Mancini precisa alertar o elenco para não entrar com soberba. O presidente do Globo tá se movimentando, criando promoção e sorteio pra sua torcida e tem o próprio brio dos jogadores potiguares em dar a revanche do jogo inaugural do Grupo B da Copa do Nordeste. Time por time, somos melhores e entramos como favoritos. Mas, pra sair de lá com a vaga será preciso jogar bola, levar a sério. Para o duelo desta noite, Mancini formará o Leão com Fernando Miguel, Lucas Marques, Kanu, Bruno e Bryan, Uillian Correia, Fillipe Soutto, Juninho e Yago, Neilton e Denílson.

Vitória Sempre!