PRELEÇÃO | Boa Esporte vs Vitória

prelecao do abbehusen

Para manter o embalo

Depois da bela apresentação, acachapante goleada e a manutenção da freguesia sobre as sardinhas, o Vitória retorna a campo às 19h30 desta terça-feira (07) em Varginha-MG no estádio Melão. Pelas circunstâncias, a partida desta terça promete oferecer muito mais dificuldades para o rubro-negro baiano do que o clássico vencido no último sábado.

Para esta partida, o técnico Vagner Mancini terá os desfalques do volante Marcelo, de Escudero e do atacante Rogério. Para a vaga de Marcelo, o substituto natural é Amaral, já na vaga de Escudero a briga fica entre David, Vânder e o atacante Robert. Particularmente, preferia que Mancini alterasse o esquema 4-1-4-1 pois sem o meia argentino acredito que o seu funcionamento fica muito comprometido e já colocaria Robert no lugar do fraco Elton. O Vitória deve ir a campo com Fernando Miguel; Diogo Mateus, Ramon, Guilherme M4tt1s e Diego Renan; Amaral, Flávio, Pedro Ken e David (Vander e Robert); Rhayner e Elton.

O técnico do Boa Esporte, Moacir Júnior, tem um desfalque importante para esta partida, o goleiro Andrey tomou o terceiro cartão amarelo e cumprirá suspensão automática neste jogo. O time mineiro vem melhorando nesta série B e nas últimas 4 partidas conseguiu 3 empates e uma vitória, sendo que jogou 3 partidas como visitante. O Boa deve ir a campo com Fernando Junior (Douglas), Sheslon, Everton Sena, Wallace, Pirão, Moacir, Alê, Radamés, Clébson, Bruno Felipe e João Paulo.

Já passou da hora do Vitória se impor nos jogos fora de casa, essas próximas duas rodadas vão mostrar se o time está evoluindo e brigará pelo título da série B, ou se apenas seguirá disputando a quarta ou terceira colocação do acesso. Que o nosso elenco entenda que a vitória no clássico vale os mesmos 3 pontos que outros jogos e que a vitória de sábado já passou, pois sabemos que quem vive de vitórias passadas não é o nosso clube.

Que o Vitória demonstre postura e futebol de favorito para que possamos voltar ao G4 já nesta rodada e que o nosso combalido rival, mesmo que pouco provável, consiga pelo menos um empate contra o Papão na Arena Fon73 Nossa!

 Boa vx Vitoria 2015

Segue relacionados:

 

Goleiros: Fernando Miguel e Júnior Gatito

Laterais: Diego Renan, Mansur e Diogo Mateus

Zagueiros: Guilherme Mattis, Ramon, Ednei, Maracás e Vinicius

Volantes: Amaral e Flávio

Meias: Nickson, Pedro Ken, David e Vander

Atacantes: Elton, Robert e Rhayner

 

Curtas:

  • O meia Pereira será apresentado essa semana no Vitória. O atleta está treinando no clube desde junho, mas como tinha um pré-contrato com a Portuguesa encerrando no início de julho, só poderá assinar contrato agora.
  • O Vitória vai ao mercado tentar a contratação de mais 3 ou 4 jogadores. Pode ser aproveitado a janela de transferências. As posições deverão ser preenchidas por um zagueiro, um ou dois meias e talvez um lateral esquerdo.

 

SRN e Bom jogo a todos.

Vitória coloca rival de quatro

g_20157419818370

Nem mesmo o mais otimista esperava um triunfo tão maiúsculo e com uma atuação tão bela do escrete rubro-negro. A escalação de Arílson Bispo como árbitro da partida foi o rol de preocupações durante a semana, devido as arbitragens tendenciosas pró-rival em duelos anteriores. Entretanto, com a repercussão negativa e o fato das ameaças feitas por alguns torcedores pelo WhatsApp, ele não complicou a partida e também nossa atuação soberba sobre os sardinhas evitou que Arílson “operasse”, pois se assim o fizesse ficaria muito na cara.

Talvez, um dos grandes motivos de nossa bela atuação tenha ocorrido pelo nosso gol aos 4 minutos, pois isso muda completamente o plano de jogo de qualquer equipe num clássico. Em cobrança de escanteio, Escudero tabelou com Rhayner, e o argentino caprichou no cruzamento para a bela cabeçada de Guilherme Mattis. Vitória 1×0.

mattis-bavi2

Mattis faz seu segundo gol com o manto rubro-negro. Foto: Eduardo Martins.

A Torcida Rubro-Negra, tão mal falada, desprezada e ironizada por alguns veículos de comunicação do Estado, deu um show nesta tarde. Se a festa já estava bonita no pré-jogo, após o gol, ela jogou com o time e fez o elenco rubro-negro não esmorecer em campo. Pelo contrário crescemos na partida e o rival não via a cor da bola e só assustava Fernando Miguel com cobranças de faltas do ruivo Souza. Seguramos o placar de 1×0 no primeiro tempo.

No segundo tempo, como é normal, o time visitante e com placar adverso, buscou mais o jogo. Deu aquela “pressãozinha” e por pouco não chegou ao gol de empate, num lance confuso em uma cobrança de escanteio, que o grandalhão do Titi quase marca. Só que aos 18 minutos veio o “quéta-sardinha”, num contra ataque puxado por Flávio e Escudero, terminou num lançamento em profundidade para Diego Renan, que invadiu a área e foi derrubado pelo Apodi Fake. Pênalti, e desta vez o mequetrefe marcou (não me esquecerei jamais de 2009 e 2010, Arílson). Damián Escudero pegou a pelota e bateu a penalidade com categoria. Vitória 2×0.

torcida vitoria x abc

Com dois a zero contra, a sardinha morgou de vez e o engolimos como uma baleia assassina faz com os peixes pequenos. Só que o terceiro cacete só veio aos 36 minutos, quando Rhayner, que fez uma excelente partida, deu um passe maroto para Rogério soltar o rojão de primeira. Vitória 3×0. Dá-lhe “Boca de Véia”!!

Demos um freio, passamos a cadenciar mais e permitir que o rival ficasse com maior posse de bola e num destes descuidos, o anão argentino da boca de Popeye novamente marcou de cabeça aos 41 min! Me poupem, viu! De novo isso? Vá matar o diabo! O eterno primo do Messi fez uma comemoração provocativa (mesmo tomando 3..é um doente mesmo!). E tal qual aconteceu com Rafael Bastos no Ba-Vi do 6×5 na Fonte, o reboque veio em seguida. O estreante Robert, aos 48 minutos, tabelou com Diego Renan e soltou um foguete em arco, no ângulo de Douglas Pires. Vitória 4×1 e a torcida multicores voltou com a cara que eu mais gosto…cara de tacho. A velha cara de quem comeu e não gostou e que iria voltar pra casa já prevendo as gozações dos amigos. E Maxi Iscariotes se deu mal!

Agora estamos de volta ao G4 e o jahia é o porteiro da zona de acesso! Aproveito a ocasião e mando um sonoro Chupa Silva Rocha! Chupa Bocão! Falaram tanta asneira nestes últimos 15 dias…Exaltaram demais este time lixo do jahia. Tomem aí. Respeitem o Vitória. 4×1 no “supertime” que vocês tentam vender pra torcida lunática do lado de lá.

Vitória Sempre!

Notas e Avaliações:

Fernando MiguelFernando Miguel novamente seguro, só foi exigido em bolas paradas. 8,0

Diogo MateusDiogo Mateus é uma das melhores contratações deste ano. 7,5

MattisMattis vem queimando minha língua. Jogou demais! 8,5

RamonRamon fez a melhor partida pelo rubro-negro até agora. Monstro. 8,5

Diego RenanDiego Renan foi bem regular e finalmente apareceu no ataque, sofrendo um pênalti e participando do quarto gol. 7,5

MarceloMarcelo vinha fazendo uma boa partida, saiu lesionado para a entrada de Amaral. Ambos nota 7,0

Flavio MedeirosFlávio ainda não está com a mesma pegada dos primeiros jogos pelo profissional, mas não está complicando. Jogou para o gasto. 6,5

Pedro KenPedro Ken foi um guerreiro, marcando, fechando espaços e indo ao ataque. 7,0

EscuderoEscudero foi um dos grandes nomes da partida. Vem sendo mais protagonista que em 2013. 8,0

RhaynerRhayner jogou com muita qualidade, também cumpre rigorosamente funções táticas e deu canseira nos defensores do rival. 10

EltonElton continua sendo a peça decorativa do time. Muito limitado e improdutivo. Não merece ser titular. ZERO.

Amaral15 Amaral fez bem o papel exercido por Marcelo. 7,0

Robert218 Robert fez uma bela estreia, marcando um golaço pra tirar sono dos sardinelsons. 10

Rogerio20 Rogério funciona melhor quando entra no decorrer dos jogos.8,0

Vágner Mancini

Vágner Mancini escalou e mudou bem o time. Nota 10

PRELEÇÃO DO ABB| Vitória x Sardinha

prelecao do abbehusen

E neste sábado acontece mais uma vez o maior clássico da região Nordeste do Brasil. Infelizmente as direções de Vitória e Bahia fizeram com que esta festa aconteça pela segunda vez na história na série B do Brasileiro. Às 16:30 no Barradão Vitória e Bahia duelam pelo G4 da série B com campanhas muito parecidas e separados por apenas 2 pontos na tabela de classificação.

Este clássico possui todos os ingredientes de emoção e disputa necessários para compor uma bela festa, mas a CBF prefere acirrar e tumultuar mais ainda o jogo e colocam mais uma vez o questionado e tricolor Arilson para comandar a partida. Não sei qual interesse existe para atrair confusão e problemas extras para o jogo, mas é muita temeridade para os dois clubes e para o jogo a escalação desse cidadão.

Para esta partida o técnico Vagner Mancini irá repetir a mesma base que vem jogando as últimas partidas. A única dúvida declarada do treinador é o retorno de Amaral ou a manutenção de Marcelo como nosso primeiro volante. Neste clássico Mancini ganha o reforço de Robert, regularizado e apto para o jogo, o artilheiro do Brasil deve iniciar a partida no banco de reservas. O Vitória deve ir a campo com Fernando, Diogo, Mattis, Ramon, Diego Renan, Amaral (Marcelo), Flávio, Pedro Ken, Escudero, Rogério e Elton.

Já o técnico do time de Dias D´Ávila/Itinga tem dúvidas na armação do seu ataque, o ataque KLB não vem correspondendo às expectativas e o fraco Léo Gamalho deve perder a vaga no time para a meninada da base tricolor, outra dúvida de Sérgio Soares é a situação de Kieza, o atacante reclama de dores na virilha, mas deve estar em campo nesta partida. A equipe deve ser formada com Douglas, Tony, Titi, Robson, Marlon, Pittoni, Souza, Tiago Real, Maxi, Kieza (Willian Santana) e Léo Gamalho (Jacó).

Esta partida será o 46º confronto no Barradão, o Vitória venceu 23, ocorreu 10 empates e 12 derrotas. A atual direção do Vitória vem tentando a passos largos diminuir até essa nossa vantagem que historicamente já foi muito maior em relação ao rival. Parabéns a todos os envolvidos.

 A expectativa é de um bom jogo, com as duas equipes procurando o gol, o Vitória tentando pressionar com o apoio da torcida e as sardinhas usando muito a velocidade nos contra ataques para surpreender o Vitória. Prenuncio de jogo com gols e muita emoção para a torcida. Que a nossa saia feliz do estádio e garanta a entrada no G4, pois na sequência teremos dois jogos difíceis fora de Salvador e vencer é preponderante para as ambições de quem almeja o acesso.

Segue relacionados:

 Goleiros: Fernando Miguel e Júnior Gatito

Laterais: Diego Renan, Mansur e Diogo Mateus

Zagueiros: Guilherme Mattis, Ramon, Ednei e Vínicius

Volantes: Amaral, Marcelo e Flávio

Meias: Escudero, Pedro Ken, David e Vander

Atacantes: Elton, Robert, Rogério e Rhayner

SRN e Bom jogo a todos.

A estratégia dos abutres não mudam!

imprensa marrom

Que nossa imprensa jabazeira baiana é um lixo, todos nós sabemos. Agora o nível de previsibilidade deles ultrapassa qualquer noção de bom senso. Como de costume, toda semana de clássico, a imprensa arco-íris lança matérias denegrindo e preocupando a torcida do Vitória e anunciando supostos reforços, ou mudança de CT, compra de iPhone 6 pra todo sardinelson pela diretoria e outras patacoadas mais, no intuito de elevar a moral da torcida do time multicores.

Nesta semana – Requentaram notícia de 2009, do episódio da saída de Jorginho Sampaio do Clube…Talvez a mando da atual diretoria, já que JS faz parte do Movimento Por um Vitória Melhor e saiu brigado com elementos que compõe o Executivo do Clube. Também saiu a repercussão (tardia) da suposta não renovação do meia Escudero, que foi publicada uma semana antes (ou mais) através de “fogo-amigo” do site Arena Rubro-Negra. Por mais que seja verdade esta tendência da diretoria, a divulgação aberta à torcida, ainda na 9ª rodada da Série B, desestabiliza o torcedor, que vê nele um ídolo, o único de maior talento, como a própria motivação/desmotivação do jogador, que sabendo que o clube não vai renovar com ele, ou se acomoda como muitos já fizeram, ou se motiva para ser visto por outro grande clube, fazendo o máximo daqui em diante, nos jogos.

Julgamento de jogadores rubro-negros, esquecimentos de julgamento dos tricolores – Mais uma vez, na semana do clássico, resolvem julgar atletas rubro-negros expulsos há duas rodadas ou mais e esquecem os dos tricolores, mesmo que este seja reincidente (Souza, bi expulso recentemente). Por sorte, ou pela gritaria de raríssimos comentaristas e do próprio clube, resolveram absolver o zagueiro Ramon e o volante Amaral. Já Souza, do Bahia, ninguém sabe quando vai ser julgado. Só sabemos de uma coisa, nunca será perto de um ba-VI.

Arilson-bispo-foto-evelson-de-freitas

Fechando com chave de ouro – A mutreta impera na FBF e CBF. Se no único clássico de 2015, no estadual, deu Jaílson Freitas na arbitragem, em “sorteio” com Arílson. Agora no BR, mesmo com mando rubro-negro e com clássicos estaduais pelo país afora com arbitragem “neutra”, aqui colocam agora o perdedor do primeiro sorteio. Tanto Arílson como Jaílson são árbitros com ficha longa de erros crassos em ba-VI’s, sempre beneficiando o tricolor. Arílson não deu penalidades máximas claras em Ramon, do Vitória, em duelos de 2009 e 2010, além de ter amarelado todo o time rubro-negro e fazer vistas grossas nas entradas criminosas dos zagueiros e volantes do rival. O que vamos presenciar neste sábado? Só existem Jailson e Arílson pra apitar ba-VI? Volto novamente com esta pergunta.

Enfim, o clima já foi formado. A torcida do Vitória já entra no clássico com medo de “operação” da arbitragem para favorecer o rival, que tem a TV Bahia louca para publicar matérias e chamadas com os dizeres “o bahia é líder da Série B”. Aguarde as cenas dos próximos capítulos. Torcedor Rubro-Negro, se for ao Barradão leve uma caixa de Maracujina, Serenus ou Se Akalm, pois vão querer fazer o rival vencedor, de qualquer jeito. Espiem…

A escrotidão reina na Imprensa Esportiva Baiana

imprensa marrom

O torcedor rubro-negro sabe, de longa data, o quanto somos provincianos tratando-se da cobertura esportiva pelas mídias locais. O Vitória, por causa de uma briga de dirigente com um famoso redator da década de 60, teve seu bicampeonato estadual 64-65 OMITIDO pelo maior jornal impresso da época. Parecia que não existia campeonato baiano rolando naquela oportunidade. Isso deve ter sido o grande propulsor para um tratamento diferenciado pela imprensa baiana, pois eu cresci vendo críticas exageradas para o Vitória, ao passo de alívio, omissão de problemas internos da sardinha e puxação de saco descaradamente seja pela TV, impresso e mais rotineiramente pela Web.

A bola da vez agora cai para a equipe da Transamérica, que tem seu programa matinal de segunda à sexta, das 07h às 8h, liderados pelo “gentil” Silva Rocha (ligue pra lá e contrarie ele, pra você ver como ele responde no ar, numa “gentileza” de chorar!). No dia de ontem, 25/06, quem era de fora, e estava ouvindo a rádio no referido horário do programa, deve ter pensado que o Bahia está muito a frente do Leão e que nós estamos na zona do rebaixamento. As duas maiores equipes do estado estão com 1 ponto de diferença apenas. O Vitória está em quinto lugar e o Bahia em 7º, mas a forma como Silva Rocha detonou a irregularidade e a “gangorra” do rubro negro, parece que estamos à beira do precipício ou que esta irregularidade esteja acontecendo apenas com o Vitória.

imprensa

Estamos indo para a 9ª rodada. Nesta fase os times (todos) estão se ajustando, pegando entrosamento (já que no Brasil é comum ter o time do estadual e o time pro nacional). Com tantas mudanças nos elencos de todos os clubes e pela própria escassez de bons jogadores no país (estamos perdendo a nossa força, nosso futebol está niveladíssimo por baixo, a ponto de Rildo ser contratado pelo Corinthians, com ares de craque) é normal ser irregular. Parafraseando a frase típica do seriado Sobrenatural, “a estrada até aqui” do Vitória só contou com um deslize, que foi a derrota em casa, na estreia contra o Sampaio Correia. Perder para Botafogo e Paysandu em seus respectivos mandos de campos, não é demérito, nem humilhante. Estamos à 4 pontos do líder Botafogo, mas ontem ninguém tocou nisso, apenas fomos jogados à fogueira!

Já em relação ao Bahia, que continua atrás de nós pela segunda ou terceira rodada seguida, há um abrandamento nítido, avassalador e uma parcimônia acima do normal. Por mais que o rival tenha melhores jogadores do meio pra frente que nós, é o Vitória que está pontuando mais. Foi o rival que perdeu para o então lanterna Bragantino e empatou com o modestíssimo Macaé, do “matador” Pipico.

O curioso é que eles pedem profissionalismo na gestão dos nossos clubes, maior critério nas contratações e eles com os microfones nas mãos, agem como torcedores e não como cronistas, que devem ser isentos de paixão clubística na hora do trabalho. Pedem profissionalização dos clubes e eles são os primeiros a agir conforme se tem benesse pessoal ou não dos dirigentes da dupla Ba-Vi. Se for contrariado, usa do poder da mídia para inflamar a torcida contra o dirigente, e claro, atinge o clube, que tem seu valor imaterial e incalculável.

Para encerrar. A sardinha contratou dois jogadores desconhecidos do também obscuro Rio Branco-ES e não se vê críticas depreciativas a estas contratações. Já com André Castro e Pereira, trazidos pelo Vitória e que estavam jogando no estadual mais forte do país, chove “preconceito” e desmerecimento aos atletas, e sobrou até pra Vampeta que indicou o André Castro. Então amigos, tirem suas conclusões e não se deixem levar pelas opiniões destes “maravilhosos” e “talentosos” cronistas, que nunca serão lembrados para assumirem um Redação Sportv, Sportcenter (ESPN) ou Fox Sports.

Atenciosamente,

Fábio Monteiro (Redator Casa Rubro-Negra)

Vitória da Superação e do resgate da torcida

650x375_pedo-ken_1531600

Time de Guerreiros. Pelo menos no jogo de hoje esta alcunha é verdadeira. O Vitória guerreou para fazer o quarto triunfo seguido no Barradão nesta Série B. O ABC mostrou que é realmente um time chato, que não se entrega com facilidade. Logo no primeiro ataque deles, o cartão de visita nos assustou, com aquela bola passando ao lado do canto direito de Fernando Miguel.

O Vitória demorou para se aprumar em campo, e neste ínterim, o ABC perdeu outras boas chances de gol. Só que no futebol quem não faz, toma e num belo passe de Diogo Mateus, Pedro Ken foi frio na finalização e abriu o marcador. Leão 1×0. Minutos depois outro passe em profundidade, desta vez de Elton para Rogério. O “boca de véia” não desperdiçou e ampliou para 2×0.

rogerio vitoria vs abc

Tinha um Amaral no meio do caminho – Com 2×0 e com o adversário acusando o golpe, um jogador do rubro-negro resolveu bagunçar o coreto. Amaral, que vinha fazendo uma partida razoável deu duas porradas em sequência, levou amarelo e foi expulso, na segunda chegada! O jogo teve outra cara, após este vacilo do camisa 5. Com um a mais, o time potiguar forçou mais as jogadas e nosso sistema defensivo ficou meio zonzo, no quesito posicionamento, sobretudo entre Pedro Ken, Flávio e Escudero. Tomamos um gol, logo no lance após a expulsão, mas o bandeirinha acusou impedimento, pra nossa sorte.

Segundo Tempo – O ABC voltou com muita força e perdeu duas outras grandes chances, com a bola cruzando a pequena área, sem ninguém deles para aproveitar. Além disso Fernando Miguel se mostra a cada dia que está no seu melhor ano da carreira (quem era ele antes do Leão? Apenas um goleiro gaúcho). A pressão foi tremenda e novamente cometemos penalidade máxima. ISSO TEM QUE SER REVISTO URGENTEMENTE. A estrela de Fernando Miguel brilhou mais uma vez e o arqueiro defendeu a terceira cobrança, em jogo oficial! Assim nasce um ídolo. Ramon, autor da penalidade, foi expulso e ficamos com dois atletas a menos em campo.

fernando miguel

F. Miguel está virando especialista em pegar pênaltis.

Se já estava difícil segurar o ímpeto abcedista com um a menos, com dois a menos então…Entretanto, com muita raça, disposição, inteligência emocional e tática, o rubro-negro conseguiu montar um cinturão e cortou toda tentativa de ataque potiguar, seja por cima ou por baixo. Destaque para o gigante com cara de soldado alemão Guilherme Mattis e dos esforços de Pedro Ken, Flávio e Escudero! O Leão da Barra foi valente e segurou a onda, sem tomar o gol até o apito final, mesmo com 6 minutos de acréscimos.

Hoje, com certeza, foi a vitória da superação e do resgate da autoestima do torcedor leonino. Apagamos a APATIA e DESINTERESSE do time em campo, tão marcado em 2014 e no primeiro semestre de 2015. Carlos Falcão e certos jogadores estavam realmente carregados de negatividade! Tá amarrado! Estamos no caminho certo, apesar de tantas carências no elenco. Somos 3º lugar, o mando de campo voltou a ser forte, a coletividade briga pela retomada da bola e ataca o adversário com objetividade. Isso já é um bom recomeço!

torcida vitoria x abc

Vitória Sempre!

*Fotos: Eduardo Martins (A Tarde)

PRELEÇÃO | Vitória x ABC

prelecao do abbehusen

E neste sábado (19/06, às 16h30) a torcida rubro-negra tem mais um encontro marcado no nosso sucateado e abandonado estádio Barradão. O adversário desta 8ª rodada é o inconstante ABC, equipe que contraria a lógica do futebol e tem sido um visitante bastante indigesto com 100% de aproveitamento longe de seu estádio. Me sinto mal pedir a torcida do Vitória que compareça ao jogo, mas quem puder comparecer e ajudar já servirá de grande prova de amor ao clube.

O técnico Vágner Mancini irá repetir a mesma base que empatou de forma vergonhosa contra o lanterna Mogi Mirim, na última rodada. Recuperação surpresa – O zagueiro Ramon sofreu um corte profundo contra o Mogi e a princípio estaria de fora para o duelo contra o ABC, neste sábado. Em seu lugar entraria o gordo, pesado e ruim Ednei. Mas no dia de hoje, Ramon reapareceu treinando entre os titulares e vai para o jogo, como TITULAR. A dúvida agora para Mancini é sobre quem vai vestir a camisa 5: Amaral ou Marcelo? Com isso o line-up deve ser formado por Fernando Miguel, Diogo, Mattis, Ramon e Diego Renan; Marcelo (Amaral), Pedro Ken, Flávio e Escudero; Rogério e Élton.

A equipe do ABC vem de uma derrota dentro de casa por 2×0 para o Paysandu e vai tentar sua reação justamente onde tem se saído melhor nesta série B, na casa do adversário. O técnico Gilmar Dal Pozzo tem o desfalque do capitão Leandro Amaro, mas conta a presença do artilheiro Kayke. A equipe potiguar deve ser formada por Saulo, Igor Julião, Suelliton, Maurício e Lima; Fábio Bahia, Dedé, Rafael Miranda e Ronaldo Mendes, Fabinho Alves e Kayke.

Mais uma partida difícil dentro de casa para o Rubro-Negro, o ABC tem um esquema de marcação forte quando joga fora de casa e tem aproveitado bem as brechas para vencer suas partidas. O Vitória vai precisar ter paciência e sabedoria, pois se abrir o placar cedo a chance de ganhar com certa facilidade, fica muito mais provável.

SRN, bom jogo e São João a todos.

Jr Abbehusen