Um fio de esperança ressurge

fichafinal-inter2x2Vitoria

O empate contra o Internacional dentro de território gaúcho sempre será considerado um “mal menor”, “um pontinho precioso”, e depois de estar perdendo todo e qualquer jogo fora de casa e atuando sempre como um rato encurralado fez nossa torcida perder a fé, a paciência e a lembrar daquele time que só sabe reinar na sua selva e em seu mequetrefe campeonato estadual (que deve ser extinto, sem mais). Só que na noite de ontem Ney Franco comprovou o que eu pregava aqui – Coloca Caio Júnior no bolso e conhece muito mais de futebol do que aquele miserável!

O Vitória agora encara o adversário, tenta sair jogando e até Chutão Ramos parou de dar chutão e a tentar trocar passes pelas laterais ou chamando o volante para dar o passe curto e coerente. Quem acompanha as atuações rubro-negras em todos seus detalhes, já sabia de cor e salteado, que quando tocavam a bola pra Victor Ramos na defesa, o lance seguinte era um chutão completamente a esmo!

Finalmente Cáceres conseguiu RENDER em sua posição original, pois para alguns TEIMOSOS (mais que o Alf da série de TV da década de 80), Cáceres não era meia porque nas raríssimas vezes que jogou na função, não rendeu. Então seguindo esta lógica determinista e (m)ocoronga, Renato Cajá também não deve ser mais meia não, porque já vem desde o final do baiano jogando nada na função. Ele deve ser zagueiro…

O paraguaio atuou na transição, ou seja, o meia que fica mais próximo do segundo volante e que tem a função de trazer rapidamente a bola da meiuca para os atacantes e ajudar o meia principal, nas criações de jogadas ofensivas. E nesta função, ele apareceu mais vezes no ataque, o que resultou em seus dois golaços. Pena que ainda sofremos com alguns momentos de desorganização tática deixada pelo ex-treinador e com o nosso limite técnico, por isso deixamos o triunfo escapar.

PRIMEIRO TEMPO

Um dos começos mais interessantes que vi pelo Vitória nesta Série A do Brasileiro, apesar do Inter ter partido para o abafa nos cinco minutos iniciais, nosso sistema defensivo estava diminuindo os espaços e pegávamos todos os rebotes, inclusive com Marquinhos ajudando até na zaga e na nossa primeira subida ao ataque, aos 7min, gol de Cáceres, meio sem querer é verdade, mas valeu e foi bonito. A bola foi levantada para ele e o zagueiro colorado veio para a disputa do lance, o paraguaio colocou sua perna a frente, apenas para escorar e dificultar a intervenção do oponente, mas milagrosamente a bola pegou o rumo do gol e de cobertura. 1×0.

Crescemos com o gol e dez minutos depois, Renato Cajá fez uma jogada de Messi, driblando num único drible três marcadores e chutou forte para a defesa do goleiro Alisson. A torcida do Inter já começava a cornetar o seu próprio time, talvez lembrando que o colorado já perdeu pro baea, náutico e já não tinha vencido a gente aqui e todos sabem que eles não suportam perder pontos para equipes nordestinas. Infelizmente, não soubemos aproveitar melhor o período de turbulência e pagamos caro por isso. Primeiro quando Neto Corjua fez uma falta besta na entrada da área quando já tinham dois rubro-negros vindo na cobertura. O argentino D’Alessandro bateu com categoria e empatou. 1×1.

caceres-2gols-13

Herança maldita de Caio Jr – Apenas dois minutos do gol de empate, nossa defesa deu um apagão geral, ficou em linha e teve outros jogadores marcando por pensamento…o resultado foi a virada colorada, num lance totalmente fácil de evitar de nossa defesa…a bola foi rolando por vários atletas do Inter, até sobrar pro camisa 10 livre na área e que ainda acertou as redes com a perna direita. 2×1 Colorado. O Inter equilibrou a partida, mas mesmo assim quase empatamos novamente com Cáceres, aos 40min, que perdeu um gol incrível em lançamento recebido (bateu pra fora).

SEGUNDO TEMPO

Começou e ficou muito morno até nosso gol de empate aos 27 minutos, novamente com Cáceres, depois de bom cruzamento de Ayrton, em que Dinei, enfim acertou a sua casquinha, e o meia revelado pelo Cerro Porteño pegou de primeira, acertando o ângulo direito de Muriel (que substituiu Alisson). Antes deste lance, a partida estava bem apática, com poucas jogadas agressivas de ataque, porém com muita batalha pela posse de bola, coisa que me alegrou muito, já que o nosso time praticamente não fazia isso em rodadas anteriores.

Após o empate, o jogo ficou aberto demais, qualquer um dos times poderia ter feito o terceiro gol. Nós vacilamos por precipitação na finalização, como um lance aos 42min que Felipe teve a chance de se consagrar, fora os outros que esbarrou na falta de pontaria em remates de fora como dois chutes feitos por Marquinhos, tendo um deles passando bem perto da trave direita da meta colorada. Já o Inter acertou mais o gol, só que Wilson estava seguro e defendeu as principais tentativas do meia Alex, que tem esta característica de arriscar de fora.

Enfim, ainda estamos sem vencer, mas a forma de nosso jogo nos dá um fio de esperança que logo logo voltaremos a vencer e tem grande chance de ser neste domingo contra o Náutico, o time bônus da competição, e que está na inglória luta de bater o recorde do América-RN, em 2007. Olha como é diferente ver o Vitória, mesmo sem triunfar, batalhar pelos lances na partida, atacar o adversário com lógica, coerência e procurar diminuir os espaços do adversário. É muito mais reconfortante do que ver aquela APATIA imensa, aquele desinteresse pela bola. Prefiro muito mais atuar mais ou menos assim como ontem, do que como contra a Portuguesa, que fomos um nada em campo e vencemos na mais pura cagada. Se futebol houvesse justiça em todos os jogos, não venceríamos aquele, com certeza.

NOTAS E AVALIAÇÕES

Wilson foi muito bem quando foi exigido. 8,0

Ayrton precisa melhorar mais suas atuações. 6,5

Victor Ramos parou de dar chutão, seu futebol melhorou. 7,0

Kadu fez uma partida sólida. 7,5

Juan tem habilidade, mas precisa ser mais ágil nos passes. 7,0

Michel jogou melhor por não estar sobrecarregado. 7,0

Neto Coruja jogou bem na parte defensiva, ajudou Michel. 7,0

Cáceres mostrou bons passes, movimentação e faro de gol. 10

Renato Cajá apareceu mais desta vez e quase fez golaço. 7,5

Marquinhos ajudou na defesa e fez salseiro pela ponta esquerda. 8,0

Dinei continua destoando do restante da equipe. 5,0

17 Felipe teve a chance de se consagrar, mas se precipitou. 6,0

NEY FRANCO mostra que conhece muito de futebol, que enxerga melhor as partidas e vem promovendo aos poucos mudanças drásticas na postura e formação tática do EC Vitória. Não me espantarei se este mesmo elenco, mal formado, consiga voltar a figurar entre os 8 primeiros, apenas por uma organização tática feita pelo treinador. 10.

Anúncios

79 respostas em “Um fio de esperança ressurge

  1. Eu continuo falando, a torcida é o mero reflexo do que o time é em campo. Estive no Barradas no último jogo e digo que mesmo debaixo de um dilúvio a torcida foi muito vibrante (assim como o time) e compareceu em bom número dadas as circunstâncias….

    Eu quero ver a torcida de ouro do Bahia que no último jogo, mesmo antes de tomar o 2º gol já estava vaiando o time…

    Tem gente que reclama demais da torcida do Vitória mas ela é como qualquer outra.

    Eu acho até que pelos resultados medíocres dos últimos anos somos até pacíficos demais…

    Eu só não concordo com tamanha falta de paciência de alguns corneteiros que não o mínimo de bom senso e exigem que os meninos da base sejam brilhantes em TODO jogo, e se não forem são a escória… agora com os que vem de fora, tem paciência eterna, principalmente se o cara tiver tido uma passagem razoável em algum time grande há 50 anos atrás…

    SRN

    Curtir

  2. Embora a imprensa maldita tenha dito que o colorado tava assim, assado, cansando, com apnéia, Dunga armou errado…
    …eu não como reggae de ninguém: o Vitória jogou bem, com a esquecida atitude e com variações táticas.
    Se a técnica ainda não é das melhores, a vontade e a decisão de atacar sempre foi o diferencial para não sairmos com mais uma derrota fora de casa; porque uma coisa é clara: se você não ataca, não chuta, não agride, não há como fazer gol.
    Se o inter estava ou não cansado, aproveitamos bem as fraquezas do inimigo. E poderia ser melhor, se a referida ausência da técnica não tivesse dado o ar da graça.
    Como já estávamos cansados de tomar porrada fora de casa, o empate, da maneira que foi, pareceu uma Vitória.
    Sobre o jogador que fez os dois gols (não falarei o nome agora, porque aparecerá posteriormente), prefiro aguardar…
    …ainda tenho “memória do Cárceres” recentes.

    Abrçs!

    Curtir

    • Ele erra sempre na montagem da barreira e na colocação, mas os gols que ele levou de falta eram indefensáveis na sua grande maioria…

      Curtir

      • Abb, nesse gol de falta ele não falhou. Pode reparar que os homens da base abriram, se não me engano Ayrton e Coruja.

        Curtir

      • Pode olhar que o canto “dele” ele deixou vazio e ficou atrás da barreira esperando a bola… Erro feio!

        Curtir

  3. Vitória jogou muito bem. Análise perfeita de Fábio. Contava com uma derrota certa, mas fui surpreendido por um bom futebol. Acho que a saída de Vander e entrada de Coruja deu outra vida ao setor de meio campo e defensivo. De fato, não temos um ataque de qualidade que pode se dar ao luxo de ter 4 atacantes. Coruja, se não se machucar, ainda nos surpreenderá. Volante fantástico em forma.

    Curtir

  4. Que bonito ver nosso blogueiro e grande parte da torcida voltando a confiar no time e vamos ser honestos,o dedo do treinador esta’ funcionando e espero que seja dai pra melhor e como disse Fabio,agora vemos um fio de esperanca,nossa torcida nao pode passar por tanto sofrimento que este time comece a nos dar alegrias a partir de agora.SRN.

    Curtir

  5. Eu também gostei muito da atuação do Vitória. Acho que foi uma das melhores partidas que o Vitória fez esse ano. Que diferença abismal, viu?

    Ney Franco, em dois jogos, conseguiu arrumar o time. Não ganhamos do Atlético por um mero detalhe, mas a postura do time foi diferente.

    Finalmente, depois de quase 10 anos, apareceu um técnico pra compactar o meio-campo.
    O time com “Caio Junto” era uma coisa sem brio, uma coisa sem emoção.

    Vimos Neto Coruja, que estava claramente sem ritmo de jogo, marcar muito e vimos Michel também indo pra porrada. Vimos Cáceres jogar na sua posição de origem, ou seja, como um “médio-volante” (a mesma posição de Ramires).
    Vimos Marquinhos “lembrar”, por um instante, o “Marquinhos de 2008”.

    Enfim, galera, acho que o Vitória vai ficar entre os oito. É só uma questão de tempo para recuperarmos o bom futebol.

    Se mantivermos o planejamento com Ney Franco, daremos trabalho no ano que vem.

    Curtir

  6. Ontem, Caceres jogou certo, 2 gols, massa. Mas, sinceramente, acho que ele está muito estabanado, errando passes bestas – tá copiando o fraco Juan.
    Na CNTP, ele não é titular do meu baba.
    O zagueiro completo não é nem meia bomba e não dá para insistir com Felipe. Futebol burocrático, by Fernando Bob e Camacho.Só toquinho para o lado. O cara não se firmou no futebol tailandês…
    Apesar dos pesares, foi uma grata surpresa o jogo de ontem. Até pq, quando os times do eixo jogam contra time do Nordeste na casa deles, eles jogam sussa, pensam que pode fazer o resultado a qq tempo. É notório tal comportamento. E pata piorar, os times do Nordeste vão com o pensamento oposto, de que podem perder a qq tempo…ontem foi atípico, buscar um resultado adverso e com uma postura convincente é sinal de novos tempos.

    Curtir

    • Cara, vc é a cara de boa parte da torcida que vai para o estádio vaiar. O time jogou bem, mas não… tem que dar espetáculo. Porra se quer ver espetáculo vá torcer para o Barcelona que é mais fácil. Puta que pariu, não tem como agradar essas porras, os jogadores correm, se esforçam, mostram que ainda querem alguma coisa mas tudo continua uma merda para alguns.

      Curtir

      • Já vi gente dizendo aqui que vão pegar no pé de tal jogador na próxima partida. O time precisando de apoio e um monte de gente querendo cornetar. Não sou chegado a esse papo de torcedor modelo mas a torcida do Vitória é o cúmulo. Iguais só a torcida do Vasco e do Santos.

        Curtir

      • Essa torcida que se diz realista, inteligente, está ficando mesmo é antipática. Dizem que as torcidas dos times grandes se formaram por conta de títulos. Puro engano. Veja a torcida do Corinthians chegou a ficar 23 anos sem ganhar nada, nem um paulista, venceu seu primeiro título brasileiro em 1990. E antes disso como era? Já era conhecida com uma torcida apaixonada e que empurrava o time mesmo em jejum de títulos, mesmo sendo um time caseiro, que só vencia campeonato estadual. Um time que foi a primeira a libertadores em 1977 e só voltou em 1991. Cara parem pra pensar em que tipo de torcida vocês estão se tornando. Está cada vez mais difícil um garoto sair da base e jogar no time principal, já sai vaiado. Nosso time será grande não quando presidente pensar grande, mas quando a torcida mostrar que é grande, que ama o time acima da campanha, que pelo seu tamanho e força mostra pra qualquer jogador que jogar no Vitória não é como jogar em qualquer time. Vejam o Atlético-MG, sem ganhar nada há muito tempo, mas com uma torcida fanática que faz o jagador saber que representa uma multidão de apaixonados, não um bando de insatisfeitos.

        Curtir

      • Antes que venham uma turma me jogar pedra, quero logo esclarecer que não acho que essa torcida insatisfeita não ama o clube, mas não tá sabendo demonstrar e motivar, parece uma torcida em depressão, rsrsrsrs.

        Curtir

      • E o time e esta diretoria TÃO SABENDO motivar a torcida? Em que manual diz que o torcedor tem que ser um “abestalhado” que tem que torcer loucamente, passar fome à não perder um jogo sequer, e não pode exigir nada em troca? Torcida e Time são duas coisas que uma puxa a outra, não tem essa de uma ser mais do que a outra. Em qualquer lugar do mundo, quando o time tá ruim a torcida se ausenta mais, critica mais, quando o time tá bem, se tem mais pessoas, se falam melhor. Que maluquice esta que deu agora de dizer que torcedor não pode criticar, não pode ficar insatisfeito, que passa a ser tratado como um criminoso.

        Curtir

      • Agora eu não entendi foi nada… A torcida do Corinthians é PARÂMETRO?????????????????

        Sério mesmo???????????????????

        A mesma torcida que fez Roberto Carlos sair do clube porque estava sofrendo ameaça de morte???

        A mesma torcida que a qualquer momento que o “timão” dá uma oscilada recebe os jogadores na base da PEDRADA??? Que apedreja ônibus do time???

        Agora o time em 11º no campeonato (com 2 jogos a menos) e os torcedores quebraram foi o CT e chamaram o time de “SEM VERGONHA” e isso na era TITE, RECEBA NOS PEITOS!!!

        Eu já acho é o contrário, CORINTHIAS É TIME GRANDE, POIS SE A DIRETORIA FIZER UMA MERDINHA OS CARAS QUEBRAM TUDO…

        Agora RECEBA, o time foi vaiado, Pato foi vaiado, e eles com O RABO ENTRE AS PERNAS, SE MIJANDO DE MEDO, DIZEM QUE “ENTENDEM” O TORCEDOR:

        TÁ AÍ SUA TORCIDA DE OURO CLÉBER…

        Curtir

    • Fábio, eu moro em São Paulo, essa informação vc tem com pessoas que moram aqui, com gente que acompanha futebol antes de vc nascer. Isso é um fato reconhecido e respeitado por todas as torcidas locais.

      Curtir

      • Existem vários tipos de critica, e momentos corretos para criticar. Nem toda crítica é construtiva e nem todo momento deve-se criticar. O que vejo é que essa torcida critica a todo o momento. Toda torcida critica, mas tem aquelas que percebem quando o time precisa é de apoio, coisa que o nossa torcida ainda não aprendeu.

        Curtir

      • Visite os outros blogs dos outros times que estão linkado aqui, principalmente os quem tão no g4. Em todo há cobrança, em todos há os torcedores que apontam as falhas do time. Por que a gente tem que engolir tudo à seco e fingir que somos felizes? Vc nem vai pro Barradão pra afirmar que a torcida não está apoiando. É a velha mania de criticar a sua própria torcida, só pra mostrar que é “mais torcedor” que os demais.

        Curtir

      • Inclusive está precisando aqui também se discernir o equilíbrio das coisas, apoiar não significa ser “abestalhado”.

        Curtir

      • Para mim jogar as falhas do time e diretoria pra debaixo do tapete, ver jogador se omitindo em campo e não poder reclamar disso, pelo contrário se omitir também e apoiar pra mim é sim SER ABESTALHADO.

        Curtir

      • Não entendi nada…mas vamos lá.
        1-Em qual momento postei que o time tem que dar espetáculo?
        2-Vc não frequenta msm a casa…muitas vzs fui chamado de Binha por acreditar no time e no G4, aí vc vem me incluir nos torcedores que vaiam.
        3-Vc diz quem Nem todo momento deve-se criticar…cara discordo veementemente dessa sua análise, veja o Cruzeiro líder disparado e os caras cobram empenho de Egídio, o criticam assim como o Nilton. Até sobrou para o DéDé ídolo. Aí aqui a torcida tem que aguentar gol de falta a toda hora,é rasteira, no ângulo, tirando da barreira…displicência de marcação… No trabalho eu sou cobrado caso eu erre ou aja com displicência.Por mais que eu seja um dos melhores ou não.
        4-Vc tem que se atualizar, sair de SP e vir para alguns jogos. Pois nos últimos que fui, a torcida surpreendemente apoiou mesmo com placar adverso. Até os tiozinhos barrigudos corneteiros da Leões da Fiel apoiaram.

        Abs cara. Bem vindo a CASA

        Curtir

      • Pois é Ciro. Agora virou moda que a gente não pode criticar nas redes sociais, nos blogs e muito menos no estádio. A gente tem que ser feliz, ou fingir ser feliz com tudo do time, se contentar com migalhas pela doutrina dos Super-Torcedores. Todo time, toda torcida cobra, mas aqui não se pode. E isso já tá passando pra jogador viu! Obina falou que tava sendo cobrado diariamente e ele não quer ser cobrado não? Todo profissional é cobrado em sua vida de trabalho, e ele que ganha 180 mil tem ser imune é? Quando ele era do Flamengo, Palmeiras e Atletico-MG ninguem cobrava dele ne?

        Curtir

      • A filosofia Cliente=Torcedor que o mundo europeu está vendendo no futebol não condiz totalmente com a realidade brasileira. Essa história de estou pagando aguente as consequências não serve para transformar o Vitória e algo maior. Estamos discutindo aqui no blog, tudo bem, é válido, e o espaço é para isso. Mas eu discordo muito da falta de paciência da torcida com jogadores da base, que precisam chegar no profissional já completos, discordo de pegar no pé de um garoto como o lateral Daniel Borges como se ele fosse o culpado de todo o problema do time, sou contra cornetar o lateral Airton que chegou num time todo desarrumado. Discordo de começar a vaiar um time que não conseguiu fazer um gol até os 25 min. E pra quem fala que recebe pressão no trabalho e coisa e tal, que cobram resultados. Te digo: nunca vc teve o privilégio de errar na frente de milhares de pessoas. Cara você não tem dimensão de como a pressão é diferente. De entrar num lugar com umas 15 mil pessoas olhando somente pra vc. Jogadores de futebol vivem pressionados, somente por estarem jogando. Não digo que a torcida não deva criticar, como falei antes toda linha de raciocínio que se discorre aqui é levada por muitos, e até pelo blogueiro, da forma mais extremista possível. Digo que ontem o time se entregou completamente a proposta do técnico, mandou um recado claro para a torcida que vão correr por uma situação diferente, e temos que valorizar. Ontem tivemos mais motivos para valorizar do que criticar. E já escrevi isso aqui há alguns anos (para aqueles que acham que não acompanho o blog: leio este blog diariamente há uns 6 anos) a torcida precisa entender que vai demorar muito para termos jogadores de alto nível no Vitória, a única forma de tê-los é formando na base. Precisamos permitir que isso apareça e aprender a motivar os “meia-boca” que vem de fora.

        Curtir

      • E sobre o “LENDA! LENDA! MITO CORINTIANO!” só cresce quem aprende, não quem desdenha da experiência alheia. Não podemos desconsiderar história só porque não é a nossa.

        Curtir

      • E Ciro abraços pra vc também. Só quero levantar um ponto na casa que acho que ainda não tinha sido exposto dessa forma.

        Curtir

  7. Meus amigos: empatamos, mas deveríamos ter ganho o jogo. eramos melhores, o adversário jogou duas partidas em 48horas, se pararmos pra pensar, sem se deixar levar pela emoção de empate fora de casa (coisa de time pequeno), o resultado foi ruim.

    Em que colocação estamos?
    subimos quantas posições?

    Atlético Mg e Flamengo venceram e ultrapassaram o vitória, Portuguesa e São Paulo venceram e diminuíram a distância. Então que auto-astral é esse?

    Tudo bem, o náutico é fraco, somos favoritos,mas comemorar empate é excesso de mediocridade.

    Pense bem torcedor: será que se o inter tivesse mais tempo de descanso, o resultado seria o mesmo? E outra, o time continua com apenas uma vitória fora de casa e há seis jogos não vence.
    4 derrotas e 2 empates, isso é mudança?

    Curtir

    • Leandro, acho que mais do comemorar o empate, estamos comemorando a mudança de postura do time cara. Até uma semana atrás nosso time chegava derrotado na esquina, jogava atrás, com marcação por telepatia. Ontem evoluímos muito, jogamos p frente, tivemos chances de ganhar o jogo, atacamos até os 47 do 2º tempo.

      Não acho que houve influência nenhuma de Inter cansado. Terça eles estavam cansados??? Tomaram um baile do Santos e perderam. O problema do Inter é um só, Dunga. Eles têm uma seleção no papel mas um técnico horroroso, aliás um esboço de treinador.

      Sds

      Curtir

      • Só posso comemorar vitória, a não ser que um empate garanta um título, ou coisa assim. Você acha que esses times vem aqui e acham empate bom resultado?

        Eu fico pensando como o povo acredita fácil em político e boleiro, basta uma coisinha e o povo solta foguete.

        Curtir

      • Leandro, repetindo… ninguem ta comemorando empate e sim mudança de atitude do time.
        Outra coisa, deixemos essa postura de vira-lata, “times do sul”, “ñ sei o que do eixo”, cara conversa com torcedores reias de outros times, ñ é torcedor que mora em Salvador e torce pelo flamengo, torcedor que vive ou viveu o dia a dia de seu clube e vc vai ver q os times comemoram empates contra gente no Barradão sim, a despeito de má fase do time.

        Curtir

  8. Sinceramente, apesar do time ter jogado bem não vejo motivos para tanta comemoração, O Inter jogou terça contra o Santos e ontem estavam nitidamente cansados, se arrastaram o segundo tempo inteiro. Pelo menos o time teve atitude e não se aputou com o resultado adverso, já é alguma coisa.

    Além de Cáceres, queria destacar também Juan e Marquinhos que jogaram bem, se entenderam ali pelo setor esquerdo, o Juan inclusive tá mostrando muita vontade. Dinei continua a mesma merda e Cajá apesar de ter se apresentado mais continua errando 95% das jogadas.

    Curtir

  9. Tenho lido aqui algumas criticas ao Diney, as quais não concordo, mas respeito. Esse jogador tem sido o mais sacrificado do nosso sistema de ataque devido a inoperância (principalmente do do Renato Cajá) do setor de armação em fazer o básico com qualidade para que os atacantes possam finalizar. Some-se a isso a dificuldade do nosso lateral direito em promover jogadas em que ao receber a bola vá para cima do marcador fazendo triangulação com o meia por aquele lado, ou seja ele tem dificuldade em driblar e fintar o adversário.

    Curtir

  10. Marquinhos Solto cara, jogando bem, Pena que Dinei é fraco demais.. Cajá com alguns lampejos, e Caceres se apresentando o tempo todo… Muito bom, gostei de ver !

    Curtir

  11. Excelente texto Fábio… excelente mesmo! Acredito que se nosso goleiro treinar mais as saídas de bola e lances de falta, e Ney concertar a nossa defesa (mais do que já concertou) vamos fazer um grande segundo turno!

    SRN

    Curtir

  12. Sei que isso não influência muito, mas tudo é valido na briga…. Quero ver se a Senhora Diretoria do Vitória vai permitir que Willie entre em campo pelo vascaindo contra nós na semana que vem.

    O time deles já é fraquinho com Willie, ainda mais sem ele. Não sei as cláusulas do empréstimo, mas hoje em dia é bem comum… O flamingo teve pagar não sei quanto p o Gremio p ter Marcelo Moreno em campo contra eles.

    Sds

    Curtir

  13. Rapaz que grata surpresa ontem… O paraguaio Caceres jogou pela 1ª vez, desencantou.

    Gostei muito do time ontem, personalidade, partiu p cima sema medo, até os 47 do 2º tempo tava buscando o gol e ñ se amarrando ou dando chutões como na época de CJ.

    Tenho aqui que dar o braço a torcer (pra Fabio e outros), ñ achava q nosso maior problema era CJ, mas a diferença é nítida… o time é outro, a postura é outra, deu gosto de ver e torcer no jogo de ontem. Um amigo torcedor do Coxa em disse: “o bom de NF é q ele joga p cima em qualquer jogo, dentro e fora de casa”. Eu ñ botei fé.

    Vamos ver as próximas rodadas, domingão estarei em SSA e é claro irei ao Barradão ver nosso time brocar o nautico.

    BORA VITÓOOOOOORIA

    Curtir

  14. Não irei criar esperanças pq o inter tava morto dentro de campo.
    Não entendi pq Ney não fez mais uma substituição por alguém mais veloz.

    Curtir

  15. O vitória ontem teve uma atuação da qual devemos nos orgulhar, sem medo do adversário… os dois gols tomados foram em falhas pontuais, o 1º Wilson tentou adivinhar o canto e o 2º Ayrton não acompanhou alinha de impedimento! No mais foi uma excelente partida.

    Curtir

    • Danilo, Renato Cajá se esteve bem foi em um ou outro momento do jogo. Marquinhos, Cáceres, Michel e Juan, é que mataram a pau. O Marquinhos e o Juan, fizeram boas triangulações pelo lado esquerdo.

      Curtir

Deixe aqui o seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s