Duas formas de pensar e agir

Rogerio

Pegando gancho de um dos comentários de um leitor do blog, constatei o quão verdadeiro é a história do povo nordestino em muitas das vezes se vislumbrar rapidamente pelas coisas do eixo Sul e Sudeste, esquecendo imediatamente todas as suas raízes fincadas no Nordeste. E muitas das vezes vão para lá com subemprego e quando não conseguem viram mendigos, bandidos e há outros tantos que retornam como a história do filho pródigo citada na Bíblia.

Estamos acompanhando há algumas semanas a mudança repentina do foco do atacante pernambucano Rogério, que está sendo sondado pelo São Paulo e sem pestanejar esqueceu do seu contrato em vigor com o Vitória e do projeto traçado pela diretoria e comissão técnica do Leão em subir campeão. Nossos dirigentes estão certos em dificultar a saída, pois o Náutico mais uma vez quer dar uma rasteira no Vitória (clube antiético, como Oscar bem classificou).

Mattis

Na outra vertente, temos um jovem zagueiro paulista de 24 anos que passou recentemente pelo midiático Fluminense e desde que assumiu a camisa 3 do Rubro-Negro ajustou a cozinha e vem se destacando em todos os jogos, pela sua raça, impulsão nas bolas aéreas e virilidade na disputa de bola com os adversários. Falo de Guilherme Mattis, que já começa a receber sondagens de times gaúchos, mais precisamente o Grêmio. E aí você me pergunta, o que tem em comum ou diferente nestes dois casos?

Bem, enquanto o primeiro esqueceu a importância de levar um time da região ao possível título da Série B e entrar na história como sendo um dos jogadores que participou do primeiro título nacional do Vitória, time nordestino como ele…pois preferiu frequentar o banco de reservas do São Paulo FC. O paulista Guilherme Mattis rechaçou (até o momento) trocar o Leão por qualquer outro clube antes do término de seu contrato aqui. E completou dizendo que abraçou o projeto do clube e quer ser campeão pelo Vitória. Discurso bem parecido com o de Fernando Miguel, que é gaúcho e sem nenhuma ligação afetiva com nossa região antes de parar na Toca do Leão.

650x375_guilherme-mattis_1528510

Aí você percebe a velha mania do nordestino em se autodepreciar, se achar inferior e se vislumbrar pelas regiões mais bem faladas pela mídia. Alguém em sã consciência acha que Rogério tem bola para tomar a vaga de Alexandre Pato, Boschillia, Luís Fabiano ou de Centurión? Alguém aposta que depois de passar uns 7 meses no banco ou nem sendo relacionado ele topará retornar para um time do Nordeste sobre o pretexto de ser titular?

Já atletas como Mattis e Fernando Miguel, além de mostrarem ética e comprometimento com o clube e torcida, vão só crescer na carreira e se valorizarão caso conquistem a Série B atuando pelo Vitória. E quando saírem daqui será com o sentimento de agradecimento e respeito da torcida e não de críticas, como o caso Rogério, que não é o único e infelizmente teremos outros exemplos deste tipo.

Mattis-entrevista

Vitória Sempre!

Anúncios

63 respostas em “Duas formas de pensar e agir

  1. Eu sei exatamente do que vc está falando Fábio. Fui fazer pós-graduação em São Paulo (terminei o mestrado e estou cursando o doutorado em Economia) e toda vez que venho para a Bahia, a galera me pergunta pq não tenho ainda o sotaque paulista. Meu primo com apenas 2 meses já falava arrastado, imitando os paulistas. Fiquei 6 anos em São Paulo (entre 2008 e 2014) e nem parece. O primo que citei já deixou até de torcer por nosso Leão e hoje torce para o tricolor do Morumbi. E conheço outras figuras que desprezam completamente suas origens. Coisas da vida!

    Curtir

  2. O ECV, também tem que tomar vergonha na cara e para de recontratar esses tipo de jogadores que pede para sair e não obtém sucesso por lá. Como aconteceu com Neto, Marquinho e Rogério(se recuperou no ECV e na primeira chance se manda). Só espero que Marquinho e Rogério nunca mais apareça por aqui.

    Curtir

  3. Vamos confiar nos jogadores que irão substituir os titulares, com relação aos juniores, não adiantaria os rivais ganharem a partida se nossos futuros craques não fizessem a parte deles. Retornando ao tempo passado ( brasileirão/2014), ficaram preocupados com o Atlético-Pr, diante do Palmeiras numa possível ¨ entrega¨ e esquecemos de vencer a partida em nossos domínios, deu no que deu. Portanto …….

    Curtir

      • Meu medo é só a velocidade de Pimentinha, pois achei Kanu um tanto quanto lento. Mas vamos torcer. O time está encaixado e acho que somos superiores ao Sampaio.

        Curtir

    • No caso de um possível revés no próximo jogo contra o Sampaio Corrêa, já vislumbro a mídia não dar nenhum desconto pelos importantes desfalques (Fernando Miguel, Mattis e Escudero). Tirando o questionado Pedro Ken da lista de desfalques.

      Contudo, com fé em Deus sairemos com a vitória.

      Curtir

      • Ubaldo, com Euller a gente pode perder poder de marcação, mas ganha, e muito, em criação de jogadas por aquele lado, principalmente se JW, David ou Rhayner caírem por aquele setor para triangularem com Euller. O jogo vai depender muito de quem fizer o primeiro gol. Se formos nós, eles, que vão jogar com três volantes, terão dificuldades em criar, terão que sair para o jogo e espaços aparecerão para contra-ataques. Agora se eles marcarem um gol em nossa frente, o esquema fechado deles será letal para nós.

        Curtir

  4. O “craque” Mansur, mesmo estando emprestado ao Galo somente até janeiro de 2016, disse que trabalhou muito para um dia chegar a um time “top”. É esta a visão de Mansur, Rogério e outras perebas: chegar a um time considerado grande do sul ou sudeste. Lote de baba ovo.

    Curtir

  5. Passou agora, no BATV, um golaço de Nickson, de bicicleta, em cima da Ponte. Golaço! A assistência de Alef também foi perfeita. Pega, Leão!

    Curtir

  6. Leão finalista do Brasileiro Sub-20 com ajuda do Itinga. Eu já tinha jogado a toalha, achando que as sardinhas abririam as pernas para a raposa. Mas os Itingas foram dignos. Parabéns ao Leão e às Sardinhas.

    Curtir

  7. Sub-20 do Vitória está na final do Campeonato Brasileiro com ajuda do rival estadual!
    27/08 no Rio contra o Flu e dia 02/09 no Barradão.

    Curtir

    • Já é certeza isso, João Victor? Pergunto porque antes dos últimos jogos Escudero foi poupado de alguns treinamentos, mas jogou normalmente. Agora se já informação oficial, aí a gente vai ter que torcer para JW voltar a jogar bola.

      Curtir

  8. Olha só a reportagem que ilustra bem a diferença entre o pensamento de Mattis e o de Rogério, que Fábio apontou em sua matéria:

    Quinta, 20 de Agosto de 2015 – 09:45

    Guilherme Mattis descarta saída do Vitória: ‘Já jogo em clube grande’

    por Glauber Guerra

    Guilherme Mattis descarta saída do Vitória: ‘Já jogo em clube grande’
    Foto: Glauber Guerra / Bahia Notícias

    No início da semana, um boato foi propagado pelas redes sociais em que o zagueiro Guilherme Mattis estaria de saída para um clube da Série A. O defensor rechaçou “a fofoca virtual” e garante que pretende permanecer na Toca do Leão.

    “Ninguém me ligou, não recebi mensagem e nem meu empresário foi procurado e nem o Bragantino, clube que detém os meus direitos. Minha vontade sempre foi de jogar em um grande clube do Brasil e hoje já jogo em clube grande. E por isso não tenho que ficar me preocupando em transferir para a Série A. Isso é um sonho de quem não joga no Vitória. Pois quem está no Vitória, não precisa se preocupar com isso. O Vitória é um clube de Série A e quem vai brigar para ser campeão”, disse o zagueiro, em entrevista a equipe Fanáticos F.C., da Rádio Tudo FM 102,5.

    Emprestado pelo Bragantino até o final do ano, Mattis revelou o sonho de conquistar o título da Série B pelo Rubro-negro.

    “Meu contrato é até o fim do ano e espero cumprir para ser campeão com esse clube. Não tenho conversado com nenhum clube. Apenas com o Vitória”, completou.

    Curtir

      • Valeu, Fábio! Veja a personalidade de Mattis, de Escudero, de Fernando Miguel e até do contestado Marcelo Mattos, que já pensa em renovar contrato e afirmou que o Vitória era um modelo a ser seguido por outros times, que não deve a nada aos times cariocas em estrutura, que paga em dia, etc. Além disso, Mattos elogiou muito Salvador e disse que ele, a esposa e o filho estão adorando a cidade e completamente adaptados. Enquanto isso, vejo nordestinos como Rogério que só pensam no eixo sul-sudeste. É realmente como você citou no título de sua postagem: “duas formas de pensar e agir”. Abraço!

        Curtir

  9. Interessante sua linha de raciocínio Fábio. O Vitória é muito maior que Rogério. Que ele seja feliz no time “do coração” dele, se é que o Náutico vai pagar…

    SRN

    Curtir

  10. Li alguns comentários aqui e minha opinião é a seguinte:

    Eu deixaria ele ir o quanto antes para não desestabilizar o clima do grupo, essa picuinha pode ser prejudicial ao atual momento do time.

    Em relação ao profissionalismo vejo que o clube, através de sua diretoria, também já fez pressão para a saída de jogador pelo fato do mesmo não estar rendendo mais colocando para treinar separado, atrasando salário… Logo vemos que nesse negócio ninguém é santo.

    Concordo com a ideia de se comprar logo os direitos e faturar quando algo disso acontecer, ninguém é insubstituível, muito menos Rogério, que pra mim é um jogador “meeiro ” que sabe driblar, mas isso não garante nada no futebol, é necessário principalmente inteligência e visão de jogo, coisa que ele não tem.

    SRNS

    Curtir

  11. Acho que o Vitória deve liberar o Rogério se receber uma compensação financeira muito boa!
    E quanto ao jogador, tem que continuar treinando e jogando quando convocado pelo técnico.
    O resto é falta de profissionalismo do jogador, do seu empresário e do Náutico. Um absurdo!
    O Vitória deveria multa-lo. Alguém tem que chamar ele para conversar, pô!
    Gabriel e Marquinhos foram grandes exemplos de profissionalismo, honraram os contratos até o final, mesmo com negociações bem encaminhadas.

    Curtir

    • Dois belos exemplos que você deu… Nem me lembrava deles.

      Isso mostra que ética, caráter ou o cara tem ou não.

      O Vitória tem que descontar do salário dele esse período em que ele está se recusando a jogar. Aqui não pode ser casa de Mãe Chica não.

      Curtir

  12. Bom texto!

    Mas discordo em grande parte…

    Amor? Raiz? Região? História por conquistar um título num clube nordestino?

    Essas coisas não existem mais. Futebol é negócio! O Vitória deveria ter investido 500 mil na compra de Rogério e agora teria o retorno com a venda do jogador. Mas só quer empréstimo 0800 e servir de vitrine sem ganhar quase nada… aí fica difícil, é só lamentar, aprender a lição e tentar compor o elenco com um atleta mais qualificado.

    Quem de nós recebendo uma proposta salarial muito melhor para trabalhar numa empresa maior não trocaria de emprego?

    Não culpo Rogério. É um jogador limitado que deve procurar estabilidade financeira em quanto é tempo.

    Curtir

    • Mas Fiuza, você não deve desprezar uma empresa sem ainda não ter nada certo com a outra. ( Ou melhor, não se deve desprezar em nenhuma hipótese.)

      Na minha opinião, faltou respeito sim para com o clube e a torcida que já estava colocando fé nele. Visto que o mesmo ainda tem contrato, poderia seguir treinando, jogando normalmente, mas já subiu pra cabeça. Sendo assim, foi até bom ter saído do time.

      Mas não culpo só o atleta, existe empresário por trás disso tudo como sempre.

      O São Paulo liberou Osvaldo, ex-Ceará que na minha concepção é muito mais bola que Rogério, imagine ele que a sua melhor fase na carreira esta sendo aqui? Vai ter que comer muita bola.

      Curtir

    • Fiuza, de pensar que a maior parte da torcida rubro-negra, inclusive eu, achava que Rogério, pelo desempenho pífio no Foguinho em 2014, não jogaria nada em nosso time, hein? Depois dos gols importantes contra o Jahia e o Ceará, o cara deu uma guinada e ganhou moral com a torcida. Agora eu concordo plenamente contigo e com todos que o acham um jogador limitado. Ele é limitado e acho que é pior que Rildo e Neto Berola, mas tem feito os gols e ajudado o time. Acho que David, Gabriel, Nickson ou outro da base pode muito bem substituí-lo à altura. A questão da liberação ou não do cara é por uma questão legal, pois o contrato não estabelece que o Vitória tenha obrigação de liberá-lo. E o cara com contrato em vigor, fica fazendo corpo mole para não treinar nem jogar.

      Curtir

      • Fábio,

        Rogério não alegou dorzinha, ele falou que não estava emocionalmente pronto para jogar. O cara tá com o contrato de outro clube na mão… vai entrar em campo pensando em não se machucar…a torcida iria pegar no pé, vaiar… será que ele botaria o pé na dividida?

        Entendi a situação e digo mais; se Mattis, Fernando Miguel ou outro jogador do elenco receber boa proposta de clube do porte de São Paulo/Grêmio vão embora mesmo….é a realidade!

        Curtir

      • É essa contradição que não entendo…

        “Futebol é negócio”.

        “Não está emocionalmente pronto pra jogar”.

        Peraê, futebol é paixão ou é negócio?! Se é negócio, então que o jogador enfie no rabo o seu emocional e jogue a porra do jogo como todos nós fazemos quando temos um problema em nossas vidas e vamos pro trabalho.

        Curtir

      • Não vi a contradição!
        Não é pq o time é uma empresa que os jogadores vão ser máquinas… hehehe

        Curtir

  13. Perfeito. Mattis é jogador pra chamar pra renovar. Ramon casou certinho com ele. Rogério tá confundindo as coisas. Está erradíssimo em quanto atleta profissional que tem contrato a cumprir.

    Curtir

    • O problema da renovação com Mattis é que os direitos econômicos dele são do Bragantino. Assim sendo, com as boas atuações dele, quando chegar o fim do contrato de empréstimo com o Leão em dezembro, o Bragantino vai tentar vender o jogador.
      Só tem uma hipótese do Leão ficar com ele, que é exercer o direito de compra ao final do empréstimo (normalmente todo contrato de empréstimo tem uma cláusula que prioriza o clube que estava com o jogador numa eventual transação definitiva).

      Curtir

      • O ruim de se fazer, em excesso, contratação por empréstimo (quase sempre a 0800) é este. Saudades eternas da época em que o Vitória tinha um presidente empreendedor, que conhecia de bola, que garimpava e CONTRATAVA os direitos econômicos de promessas como vimos com Russo, Chiquinho, Dudu Cearense, Magnum, Cléber Santana, Preto Casagrande, entre outros. Fazer time de aluguel é complicado…quando dá certo acontece isso aí…e já tenho medo se começar acontecer uma hipótese (improvável, mas real) citada pelo amigo Oscar.

        Curtir

      • Verdade, Fábio. Também espero que não haja aquela debandada hipotética que apontei há um tempo atrás. Se Rogério for tem David, mas se Mattis for também, tem que ser um da base ou Kanu. Aí a coisa pode complicar. Mattis tem sido a referência de nossa zaga.

        Seu texto está perfeito. Sua análise foi na mosca. E ainda podemos incluir outra referência para se juntar a Fernando Miguel e Mattis: Escudero. O cara é argentino, jogou no Boca e Vélez. No Brasil jogou no Grêmio e Galo, e nenhum momento fala em deixar o Vitória. Pelo contrário, já deu preferência ao Leão para renovar o contrato dele. Isto sim é vestir a camisa. Isto sim é amar um clube e uma torcida.

        Curtir

  14. Concordo contigo Fábio, até porque ele já esta faltando com respeito a instituição que lhe acolheu. Porem, pensando pelo lado do jogador, SE EU FOSSE ROGÉRIO, também iria embora..

    Motivo: Ter passagem por um time multi campeão como o São Paulo (Mesmo que reserva do reserva), valoriza consideravelmente o passe do atleta, além de ter mais chances de ganhar um titulo mais importante, mesmo jogando alguns segundos do segundo tempo.

    Porem o motivo principal HOJE que me levaria a ir embora para o São Paulo e ser banco lá, é o fato de saber que aqui no leão eu também não sou titular.. entre ser banco de um ou de outro, obvio que escolheria aquele que me paga mais e tem mais tradição. MINHA OPINIÃO!

    Mattis vivi uma situação diferente de Rogério.. aqui Mattis é titular ABSOLUTO, conquistando a torcida (Se for campeão, vai virar ídolo fácil, fácil), já tem passagem por clube grande (Botafogo de Rogerio é igual ao Vitória e Bahia) e apesar da pouca idade APARENTA ser mais centrado.

    Curtir

    • Discordo. Rogério não é reserva. Está mais pra 12 jogador. Se macini optar por 433 ele é titular absoluto pela suas características. Essa avaliação do que é melhor é bem pessoal. Eu tenho a impressão que no momento ele pode brilhar mais aqui no vitória do que no sp. Mas respeito e entendo sua opinião.

      Curtir

      • Siiim, concordo contigo tbm.. Rogerio é um Rildo, Neto Berola, Picapau da vida! É só presepada, chega em time grande e some.. esse tipo de jogador geralmente só presta pra time de médio porte como o vitória, Goias, Ponte, Sport, Bahia, Coritiba, Botafogo, etc.

        Curtir

  15. Eu penso assim: aqueles que defendem que Rogério é um profissional e tem mais é que ir mesmo pra um time de maior vitrine, de São Paulo, pra ganhar melhor, usam como argumento o PROFISSIONALISMO.

    Concordo com tudo isso. Mas não é nem um pouco profissional forçar a saída e pedir pra não jogar pelo clube com o qual ele tem contrato.

    Não podemos aqui ficar cobrando que fulano tenha amor pelo clube ou vista a camisa do projeto de subir campeão… Esse tipo de coisa acontece naturalmente e, nos tempos do ~futebol moderno~ é algo cada vez mais raro.

    Acontece que existe uma coisa que se chama CONTRATO. Qual a postura dele? Deveria chegar pra diretoria, através do seu empresário, e dizer “recebemos uma boa proposta de transferência para o SPFC, o Náutico já deu o aval. Qual a posição do clube?”.

    A partir daí, cabe ao empresário dele diligenciar junto ao Náutico uma compensação financeira ao Vitória ou então aguardar que as partes se resolvam. Enquanto isso, o jogador TEM CONTRATO COM O VITÓRIA. Tem que jogar, tem que suar. Isso é profissionalismo.

    O que não vale é alegar profissionalismo pra defender a ida do jogador e esquecer desse mesmo profissionalismo na hora que ele resolve pipocar pra pressionar pela saída.

    Curtir

    • Perfeito Leonardo. A ETICA PROFESSIONAL deveria ser levada em consideracao, mas acredito que nem ele nem o time pernambucano saibam do significado da palafra ETICA>

      Curtir

    • Concordo Leonardo. E ainda é capaz do sp desistir da contratação dele e ele ficar com cara de tacho e queimado com o prof macini. Coisa de moleque rsrs

      Curtir

    • Excelente análise, Leonardo! Se discordamos em termos políticos, concordamos em cheio em termos de futebol. Acrescento que o período que ele não tá jogando nem treinando, só na academia, deveria ser considerado como falta, descontando do salário dele, como ocorre com qualquer mortal regido pela CLT. Até se tivesse dentro dos 30 dias do Aviso Prévio tinha que bater ponto e trabalhar (se não optasse por pagar o aviso, é claro), imagina ficar de beicinho, só malhando, e no final do mês os R$ 80 mil continuarem a pingar na conta corrente. Isto realmente demonstra o “profissionalismo” que Rogério tem. O pior é que Neto Baiano já fez igual, para forçar sua ida ao Japão; Índio fez isso para ir para a Coréia; Rildo fez para ir para o Santos; Romário fez para ir para a Alemanha; Dankler fez para ir para o Foguinho; Wellington, do Sub-20, fez para não renovar; Agdon também; etc. A lista é grande.

      Curtir

  16. Parabéns para Mattis. Este jovem jogador, além de personalidade e caráter está demonstrando ser um grande jogador que o Vitória, sim, poderia renovar com um bom salário, já que o Grêmio não é nenhum Barcelona. Parabéns, Guilherme, o mundo ainda não está perdido!

    Curtir

Deixe aqui o seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s