Poderemos confiar ou será apenas “o triunfo da falsa esperança”?

dimarinho-vitoria2-0saopaulo

Marinho decidiu o jogo em cobranças de falta.

Já falei isso aqui outras vezes: O Vitória é o time mais esquisito da face da Terra e é aquele que tem prazer de afastar o seu torcedor do campo de jogo. E sabe por quê eu repito isso direto? Porque na semana passada, no jogo contra o modesto Botafogo, o rubro-negro poderia ter feito seu segundo triunfo consecutivo (havia vencido o Inter na rodada anterior), abriria 5 pontos da zona maldita e a partida de ontem no Barradas poderia ter tido um público bem maior em face do visto na tarde de ontem, mas como o Vitória gosta de afastar sua própria torcida, perdeu o diacho do jogo, continuou no reme-reme da zona e tirou muita gente do sério e do jogo de ontem, como eu, por exemplo.

Aí diante do São Paulo, um adversário muito mais arrumado, com elenco melhor, o Vitória fez 2×0 para um público modesto (não vi o borderô, mas creio que pelo que vi da telinha ali não tinha nem 10 mil torcedores). Vá entender este time esquizofrênico, bipolar e esquisito. Mas se engana quem acha que jogamos bem o tempo todo e que não sofremos risco. Para quem não pôde assistir o jogo nem pelo PFC nem pelas ondas das AM e FM por aí, o primeiro tempo foi muito parelho, com o São Paulo sendo levemente superior nas chances de gols. Inclusive acertou o travessão com um belo chute do garoto Luiz Araújo e em outras por grandes intervenções do inconstante goleiro Fernando Miguel. Somente por volta dos 20 minutos que ameaçamos a meta tricolor com duas bolas na trave de Zé Eduardo (uma cabeçada e um chutaço no travessão) e num chute violentíssimo de Diogo Mateus que passou perto do ângulo esquerdo do arqueiro Dênis.

vitoria2-0saopaulo

Achei uma profissão para Kieza após se aposentar dos gramados: Ator.

Mas o gol só veio aos seis minutos do segundo tempo, quando em cobrança de falta sensacional, Di Marinho colocou lá dentro, sem chance para o goleiro são-paulino. O São Paulo tentou fazer uma fumacinha após o gol, mas não estava achando nada com Kanu e Ramon bem postados e pela arrumação nas laterais depois que o péssimo Diego Renan saiu para a entrada de Euller, dando mais consistência no lado manjado onde nossos adversários forçam as jogadas, justamente pela fama viralizada da avenida Diego Renan. Para acabar de vez com qualquer tentativa são-paulina, aos 26 minutos Marinho cobrou falta na grande área e, assustado com o impulso de Kieza, o zagueiro Lyanco se precipitou e botou nas próprias metas. O K-9 deu um migué típico de político brasileiro e comemorou como se fosse gol dele, mas o replay mostrou a farsa.

Agora enfrentaremos a Chapecoense, em Chapecó-SC, e o Grêmio, na Arena Fonte Nova nas duas próximas rodadas. E aí encerro este texto com a pergunta do título. O triunfo de ontem é para torcida voltar a confiar ou foi apenas para dar falsa esperança? Os dois próximos jogos podem dar a resposta. Para mim tem que vencer as duas para me tranquilizar e voltar a ter meu apoio. Se fizer menos que 4 pontos nestas duas partidas eu recomendo que todos vistam o manto da realidade, pois sabemos que o Vitória não consegue reverter situação de rebaixamento quando é obrigado a vencer os últimos jogos, preciso lembrar de 2004, 2005, 2010 e 2014? Não, né?

Anúncios

11 respostas em “Poderemos confiar ou será apenas “o triunfo da falsa esperança”?

  1. Quero ver a postura do vitória contra a Chape fora de casa … Acho que o estilo de Argel casa melhor quando jogamos fora de casa pq não precisamos propor o jogo! A depender do resultado teremos uma visão real das nossas chances nesta série A. Mas uma coisa é certa: A briga será até a última rodada e não adianta jogar toalha numa rodada e pegar na outra 😂😂😂 Segura essa porra e fim do ano ver o que faz!

    Curtir

  2. É isso aí, pessoal, o Vitória tem esse perfil de, há muito tempo, de afastar a sua torcida.Na verdade, não andava nem assistindo pela tv, porque esse time sempre me dava raiva. No jogo contra o América achei uma boa oportunidade de conhecer a Fonte Nossa, mas aquela sensação esquisita que o time ia desapontar me tirou da idéia. Ainda bem que ganhamos. Agora é sufoco, porque os times da rabera tão tendo também bons resultados. Que esses dirigentes da oligarquia aprendam com essas dificuldades, e deixem o amadorismo, pois nosso time não merece estar nessa situação.

    Curtir

  3. Eu acredito que temos plena condição de evitar o rebaixamento.

    O problema é que Mancini demorou demais pra sair, mas creio que ainda temos chances!

    Gosto do estilo de Argel, ele não pensa pequeno, é disciplinador, e não joga com o time aberto que nem quenga.

    SRN!

    Curtir

  4. Kilerdeza e Diego Ruinan são duas peças que destoa do resto do time ,cara é incrível como não acrescenta nada ao time aliás o Vitória joga sempre com 9 com eles dois em campo parabéns Zé Eduardo(Love) joga com raça Marinho com um time melhor ano que vem sera um grande jogador e o vitoria terá retorno financeiro com ele .
    Grave esses dois nomes ” Ruan Café e Geovane” pois o Sâo Paulo vai vender por milhões os dois garotos que o Vitoria deu em troca de Kieza além dos 5 milhões que esse presidente de M…. pagou eu emprestaria ele ao jahia que vai morrer na 2 divisão .

    Curtir

  5. “(…)e pela arrumação nas laterais depois que o péssimo Diego Renan saiu para a entrada de Euller, dando mais consistência no lado manjado onde nossos adversários forçam as jogadas, justamente pela fama viralizada da avenida Diego Renan.” Espero que Argel tenha definitivamente notado isso. D. Renan é uma muito fraco como lateral-esquerdo, Euller no segundo tempo deu muito mais segurança ao sistema defensivo. Assim, não dá mais pra insistir com D. Renan como titular, pois ele não sabe marcar e dificilmente vai à linha de fundo para cruzar, ou seja, não tenha nenhum condição de atuar como lateral-esquerdo.

    Curtir

  6. Sempre é ruim tentar passar ao torcedor que alguma coisa não foi boa após o time vencer. Afinal, venceu. Qualquer detalhe notado pode tornar o comentarista um chato e desprezível aos olhos do torcedor, colocando no patamar dos helmintos mais desprezíveis.
    Mesmo assim, corre-se o risco, contando com a compreensão, mesmo que pouca, daqueles que pretendem ver o Vitória um patamar acima, e não apenas lutando para não ser um time da série B.

    Antes, porém, deveremos delimitar alguns pontos: Primeiro…ninguém desistiu ainda, que esse ano que o Vitória ainda apresente algo mais parecido com futebol, não é mesmo?

    Sendo assim e, segundo, a briga do Vitória não é só contra os times parelhos, os quais hoje são representados por, considerando a pontuação e o que estão jogando: São Paulo, coritiba, figueirense, sport, cruzeiro e internacional. Não é isso?

    Não eliminaríamos aí a pontuação completa contra o furacão, chape e ponte; principalmente o furacão, pois joga muito mal fora de casa. Não perderíamos para o santos (Vila) e Palmeiras (último jogo e, tomara, já livre). Seria um pouco Mãe Diná, mas com alguma argumentação…

    Terceiro, se todos os times a serem combatidos e o objetivo não é apenas permanecer na série A, qualquer coisa minimamente tática que possibilite um triunfo não é bem-vinda…

    Dito isto, Argel não vai muito bem obrigado.
    Embora com dois triunfos em três partidas, tomando apenas um gol, há pobreza técnica.
    Ontem o time foi mais Argel do que nunca, onde a ordem para a zaga era: ninguém sobe e chute tudo que se parecer com uma bola pra frente…tire ela daqui.

    O resultado é que os laterais pouco subiram, os volantes idem (fora um pouco Marcelo) e houve combate, mesmo que muitas vezes estéreis, dos atacantes na saída de bola do São Paulo.
    Por cima, a zaga estava melhor posicionada e não sofreu sustos maiores. Isso possibilitou que as chances aproveitadas pelo ataque não tivessem sido em vão, como observado em vários jogos, como o contra o Santa, no Barradão.

    Me preocupa, entretanto, e aqui mais uma vez a chatice do comentarista, que mesmo com um time com a psique em frangalhos (afinal tinham sido eliminados da CB por um time da série C), que sai para o jogo, o Vitória não tenha sido avassalador ofensivamente. Teve, claro, boas participações de Zé Love e, sobretudo, Marinho, mas ainda está longe do Vitória ofensivo que conhecemos, que é sua marca. Ah, tá…mas nessas condições é querer demais, dirão. Eu nunca estou satisfeito, ainda mais com pobreza tática.

    Discute-se muito a bola parada, mas foi uma alternativa ao Vitória ontem e deve ser respeitada, pois o time ataca na bola parada. Mas é muito pouco. Assim, pressiono Argel por uma definição melhor de um jogo para Kieza, que continua sendo mal aproveitado (só fazer pivô é ridículo) e a busca por alternativas ao jogo improdutivo de Cárdenas, que ainda não disse ao que veio.

    Se houve coisas boas nisso tudo, é que a ofensividade desembestada de Mancini (que eu gostava), passou para a preocupação defensiva de Argel. Isso também é bom, pois um time começa bem pela defesa.

    Deixo claro que não corroboro com pobreza tática em nenhum momento da vida. Penso que cuidados defensivos podem ser bem elaborados e bem executados, sem parecer que em determinado momento a casa vai cair. Ontem ainda foi assim, sobretudo pelas escolhas técnicas de Diego e Diogo Matheus.
    Claro que, num elenco pobre e ruim, fomentar a desunião seria temerário, mas passa pelo técnico a decisão de escolha dos melhores jogadores do momento. Penso que em determinado momento, Argel terá que fazer isso.

    Por fim, se você está achando que eu fui chato pra caramba e que o caminho para se manter na série A é só esse, respeito sua opinião. Afinal, contra três pontos não há argumentos e há possibilidade do Vitória ir pegando seus pontos dessa forma, mesmo de forma sofrível.

    Eu estou por aqui. Não confio que o Vitória de Argel vá passar disso, nem confio nele.
    Mas se ele conseguir mudar a defesa para melhor, coisa que Mancini nunca conseguiu, já vai ter sido um feito e tanto.

    Abraços!

    Curtir

Deixe aqui o seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s