Ainda existe a Seita do Mancini?

ARGEL FUCKS

ARGEL FUCKS

Argel Fucks chegou sobre enorme cornetagem e desconfiança daqueles torcedores que adotaram, desde 2008, a ideia de que sempre o “treinador atual” é o melhor, para encobrir o medo da mudança. Esta ideia ridícula chega a doer nos nervos e dá a impressão, de que para esta galera, a saída do “treinador atual” significa a “morte” do clube. Em três jogos disputados, o Vitória venceu DUAS, perdeu uma e tomou apenas 1 gol. Mancini em toda esta temporada não conseguiu isso, até porque o time que ele armava era mais aberto que pernas de periguete em plena atividade sexual, sem falar que de uns tempos pra cá parecia que ele não tinha mais motivação com as coisas do Vitória, pois não concentrava o time direito, não reclamava em treinamentos e passava os 90 e tantos minutos da partida apático com a mão no queixo de lua crescente dele. Sem falar que os jogadores disputavam, que nem crianças birrentas, para bater faltas e pênaltis e o então treinador só fazia cara de paisagem.

Argel chegou e já mostrou outra parada. E os jogadores sentiram, inclusive até em roda de bobinho, o novo treinador exige seriedade e foco no trabalho. Voltamos a concentrar com certa antecedência aos jogos. E em sua primeira entrevista ele falou que quem não estivesse afim que poderia pedir pra sair do clube. Enfim, chegou logo mostrando que a disciplina seria levada em consideração. Além disso, vimos um técnico que chama a atenção dos atletas o jogo inteiro, que joga com o time e não fica de “poste” só vendo passivamente a partida não.

E olha que curioso, para quem criou e frequentou a Seita do Mancini, usando a mesma tática e os mesmos jogadores, o Vitória parou de sofrer sempre o primeiro gol e de dar uma “Floresta Amazônica” para os oponentes. Talvez, a recaída tenha sido contra o Botafogo, pois Diego Renan está visivelmente fora de ritmo e já não dá mais para jogar como lateral, contribuindo bastante para a falha coletiva daquele gol. Fora este jogo, estou vendo um time que marca melhor, com maior aglutinação entre os jogadores e maior disposição de brigar pela posse de bola, coisa que no período Mancini, prevalecia a marcação por telepatia e no olhômetro.

Vagner_Mancini_2015

Não estou dizendo que Argel é o fodão dos fodões, nem que agora vamos sair do Z4 para encostar no G4. Mas já vejo outra forma do time atuar, com mais empenho, luta e vontade. O que pode me dar mais razão ainda nesta análise será a postura e os resultados contra Chapecoense e Grêmio. Se o Vitória conseguir fazer entre 4 a 6 pontos nestes dois próximos duelos ratificará o que eu sempre falei: que o problema não era de nosso time ser ridículo (temos um elenco bem limitado, mas existem piores e com maior pontuação), e sim de nosso ex-treinador ser teimoso e pouco criativo.

Na condição mais otimista (Vitória fazendo 6 pontos nos dois próximos jogos) teremos em 5 jogos com Argel, 4V e 1D, coisa que em nenhum momento Mancini conseguiu neste Brasileirão, tendo os mesmos jogadores à disposição. Aliás, o único jogador que chegou e que parece ter encaixado bem no Clube foi Zé Eduardo, que está mostrando muita raça, volta para marcar, se movimenta e vem finalizando bem, inclusive já fez gol, coisa que Dagoberto em 15 jogos não conseguiu fazer.

Enfim, galera. É isso! Vamos parar com esta mania louca de temer mudança de treinador e de colocar sempre o atual (independente do nome) como a melhor alternativa. Não existe pessoa insubstituível e treinador vive de resultado, sobretudo aqui no Brasil. Alguém tá sentindo falta de Mancini? Algum outro clube já fechou com ele? O considerado “Deus” para muitos?

Anúncios

9 respostas em “Ainda existe a Seita do Mancini?

  1. Argel conseguir dar uma mínima estrutura ao time não será coisa do outro mundo. Mancini deixou terra arrasada, principalmente na defesa.
    Só acho que ele não é técnico para levar o Vitória a um patamar maior.
    É um técnico para salvar do rebaixamento, e só.
    Se bem que não consigo imaginar o Vitória num degrau acima no cenário nacional com a diretoria que tem. Por isso é Argel, é Argel, e pronto.
    Mas, repito, não é o técnico que visualizo num Vitória grandioso.
    É um técnico que já impediu que outro time caísse. Para mim, está aí por isso.
    Mas nem escapar do rebaixamento é certeza. Tem muito campeonato pela frente.
    Mas se ele conseguir, que não o eternizem do clube, como fizeram com Mancini. Toda hora esse cara tá por aqui…
    O futebol do Vitória não merece isso. Tem que ser mais que Argel como técnico.

    Abraços!

    Curtir

  2. Belo texto Fábio, de fato, o que deixou o Vitória nesse perigo todo, foi não ter feito a mudança antes.

    Tinha vários amigos dizendo que o problema não era Mancini não… que não adiantava mudar o treinador.

    A resposta está sendo dada… é claro que não temos um time competitivo, nem protagonista como a diretoria pregou e nos enganou… Parece que os dirigentes estão mais focados em fazer Arena do que com o time em campo…

    SRN!

    Curtir

  3. Seita Mancini, cara de paisagem… kkkkk
    Cara, fico imaginando se ele lê esses seus textos, acredito que se isso acontecesse até ele iria rir dessas suas ideias.
    Em 21 jogos com Mancini o time só não tomou gol em 2.

    SRNS

    Curtir

  4. First! Eu ainda estou com o desconfiômetro ligado…O último milagreiro do futebol brasileiro chamava-se Evaristo de Macedo.
    Mas é fato q a defesa melhorou…

    Curtir

Deixe aqui o seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s