Hora de dar o troco e seguir fugindo do Z4

chapecoense_vs_vitoria_br2016

Faltando 10 jogos para o término do Campeonato Brasileiro – Série A 2016, o Vitória precisa de 12 a 15 pontos para se garantir na elite do futebol nacional da próxima temporada. E nestes últimos dez duelos está a Chapecoense, simpática e humilde equipe em ascensão no cenário brasileiro. No jogo de ida perdemos de virada por 2×1 nos minutos finais, a partir do momento em que o meia Arthur Maia, que foi chutado pela torcida leonina, entrou com a camisa do adversário e em duas assistências calou nossa corneteira e injusta torcida no Barradão.

Agora com um novo técnico e com uma aparente melhora de nosso sistema de jogo (e defensivo, principalmente) a ideia é de dar o troco no time catarinense e nos aproximarmos mais do objetivo de fugir da zona de rebaixamento, mais conhecida como Z4. A Chapecoense está na 11ª posição com 38 pontos e durante a semana eliminou o Independiente-ARG nas penalidades máximas pela Copa Sulamericana. Portanto, é uma equipe chata, de muita marcação, entrega em campo e que costuma vender muito caro derrota em seu mando de campo, a Arena Condá. Não é a toa que mesmo sem grande visibilidade e orçamento, a Chape está completando 5 anos consecutivos na Série A e isso reflete organização e planejamento administrativo dos dirigentes de lá, coisa que falta aqui. Lá não correm atrás de medalhão para enganar torcida e sim de jogadores operários, que se enquadrem na política do clube e onde a seriedade e o foco é exigido por quem gere o clube. Só para ilustrar, nunca passamos da fase internacional da Sulamericana, qualquer catado que não seja do Brasil nos tira com facilidade.

O time catarinense está sendo treinado pelo instável Caio Júnior, que alterna bons e maus trabalhos onde passa, assim como foi aqui em 2013, quando conseguiu empolgar no primeiro semestre daquele ano, mas no começo daquele brasileirão começou a se perder, a ponto de ser trocado por Ney Franco que deu uma “re-motivação” naquele grupo e o resultado foi a nossa melhor campanha em pontos corridos (5º lugar).

comemoracao_vitoria-1_0_Inter2016

Para este duelo chato e de certa forma imprevisível, o Vitória terá que se igualar na disposição e garra da Chapecoense. No papel eles não possuem grandes talentos individuais, mas jogam de forma homogênea e com “sangue nos olhos”. Se entrarmos em clima de quarta-feira de cinzas vamos ser atropelados. O ideal é repetir a pegada do jogo contra o São Paulo, talvez por isso, Argel Fucks mantenha a mesma equipe, exceto Sherman Cárdenas que foi vetado de última hora, por isso o line-up será formado por Fernando Miguel, Diogo Mateus, Kanu, Ramon e Diego Renan; William Farias, Marcelo e Serginho; Marinho, Kieza e Zé Eduardo. Deste time aí eu colocaria Euller no lugar de Renan e Caíque no lugar de Fernando Miguel.

Já a equipe catarinense deve ser montada por Caio Júnior no 4-3-3 com Marcelo Boeck, Gimenez, Filipe Machado, Thiego e Dener Assunção; Matheus Biteco, Cléber Santana e Rafael Bastos; Tiaguinho, Lourency e Bruno Rangel.

Que o Vitória repita a garra de jogos anteriores e consiga o nosso terceiro triunfo como visitante, até para compensar as caruaras dentro de casa!

Confira a lista completa dos relacionados:
Goleiros: Caíque e Fernando Miguel;
Laterais: Diego Renan, Diogo Mateus, Euller;
Zagueiros: Ramon, Kanu e Vinicius;
Volantes: Amaral, José Welison, Marcelo e Willian Farias;
Meias: Serginho e Tiago Real;
Atacantes: Kieza, Alípio, Marinho, David e Zé Eduardo.

PS.: Domingo é dia das eleições municipais, e o Blog CRN deseja que todos usem a consciência para o voto. Por favor, reflitam sobre o chamado “voto de protesto”, que é aquele que as pessoas votam naquele candidato que se porta durante a campanha como um verdadeiro palhaço, fazendo piadinhas de tudo, se vestem de forma espalhafatosa e agem de forma excêntrica e extrovertida em algo que é muito sério para o povo: O Poder Público. Num ônibus ou shopping lotado você consegue cravar quem vota em quem? Não, né? Então esta onda de votar em fulaninho de tal como “voto de protesto” por achar que ele não vai ganhar é um erro imenso. Se num buzu com 60 pessoas você não consegue estimar em que cada um vota, imagina numa proporção de milhares? Portanto, o voto de protesto para mim é voto de burrice, pois se um candidato-palhaço destes se elege, quem vai se arrombar depois é você mesmo e seus conterrâneos. Escolha o candidato que, durante a campanha, se porte com seriedade e que apresente propostas concretas para a cidade.

Boas eleições a todos!

Anúncios

5 respostas em “Hora de dar o troco e seguir fugindo do Z4

  1. Que bom ver a inteligência de jogo de Marcelo, ele que esteve esse tempo todo no banco. Mostrando que pra marcar não precisa ser, necessariamente, um afoito estabanado.

    Curtir

      • OK! Espero que a condição física de Serginho tenha melhorado, pois, após 30 minutos, por ser jogador de fibra lenta, sem velocidade, ele desaparece no jogo. Tem qualidade, mas tá devendo.

        Curtir

Deixe aqui o seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s