Triunfo com sabor de derrota

Já está ficando chato e repetitivo falar do pós-jogo do Vitória a cada jornada. Mais uma vez o Vitória, sob a batuta de Argel Fucks, vence sem convencer. Diferentemente daqueles que só se preocupam com o resultado final de cada partida, eu desde que me conheço e acompanho o futebol (desde os meus 10 anos de idade) nunca restringi o ludopédio ao resultado final de cada 90 minutos de jogo + os acréscimos. Sempre tive esta visão, desde cedo, de contextualizar cada partida, pois cada duelo tem sua história e suas peculiaridades, assim como cada campeonato.

O triunfo de ontem teve sim o sabor de uma derrota, pois a Copa do Nordeste é muito traiçoeira e também está na lista de prioridades do ano pela diretoria. A não conquista desta edição ratificará por mais um ano que nós viramos coadjuvantes a nível regional (mesmo sendo a equipe mais vencedora do torneio). Já se vão 7 anos da nossa última conquista, mas se for levar em conta a competição estruturada e com o mesmo status quo da atualidade, nosso último título nordestino, mesmo, foi na graça do ano de 1999, pois, na edição de 2003, os principais rivais da região não participaram por temerem represálias da CBF, que tinha acabado unilateralmente a Copa do Nordeste, e nosso ex-presidente, Paulo Carneiro, peitou e fez a competição de forma “não-oficializada” pela CBF. Já na edição 2010, a competição aconteceu no segundo semestre, de forma bem amadora e também sem contar com as principais equipes de Pernambuco e Ceará.

Outra justificativa para o triunfo de ontem ter sabor de derrota, foi que iniciamos às 16h como líder do grupo e encerramos a rodada como vice-líder, mesmo com a vitória, porque o Todo Poderoso Sergipe venceu o América-RN por 2×0, em plena Arena das Dunas, em Natal, onde empatamos em 0x0 com mais uma atuação brochante.

Daí se vê o grande engano de Argel em achar que 1×0 é goleada e para mostrar, também, que ele não estuda as competições que o ECV disputa. Nosso grupo está super embolado e esta edição só os líderes de cada grupo têm vaga assegurada à fase mata-mata. São três os melhores vice-líderes de grupo que passam à fase eliminatória da competição e estamos justamente na posição nº 3 deste requisito, ou seja, estamos por um triz. Enfrentaremos pela última rodada da primeira fase, justamente o Sergipe, lá em Aracaju. E do jeito que o Vitória vem jogando não é absurdo imaginar uma derrota e uma possível eliminação precoce.

O Sergipe joga por um empate para se garantir como “campeão” do grupo. E mesmo com este suposto empate, o Vitória pode ficar de fora caso haja um vice-líder com 12 pontos, ou até mesmo com 11, mas que tenha algum dos critérios de desempate superior aos nossos números. Por isso ratifico: Ontem foi um triunfo com sabor de derrota.

A insistência na tática 4-3-3 indica que Argel não sabe mesmo trabalhar alternativas táticas ou que ele não consegue entender que este elenco de 2017 foi montado para ter cadência e posse de bola no meio de campo, e não correria desenfreada pelos flancos e ligações diretas buscando os extremos do setor ofensivo. O Diretor de Futebol, Sinval Vieira, trouxe jogadores, pensando, talvez, na formação 4-4-2, 4-5-1, 3-5-2 ou 3-6-1, ou seja, povoando o meio de campo. Completamente o oposto feito por nosso treinador, que joga com apenas 3 no setor e mesmo assim, mal feito, haja visto que há buracos do tamanho da camada de ozônio entre defesa, meio e ataque.

A atuação de ontem combina com esta foto: Feia e Esquisita.

Além da limitação da visão de futebol de Argel, nosso time ainda deu-se o “luxo” de perder duas penalidades máximas, num jogo tão importante como o de ontem. Além de prejudicar o time na Copa do Nordeste, os pênaltis desperdiçados por André Lima e Patric deram o recado ao Vasco de que será ótimo levar a partida para esta finalidade. Ou seja, deu esperança e sobrevida ao time carioca, além de deixar a nossa mais preocupada ainda!

Sinceramente, eu pensei que o que vi no jogo do Sport, no ano passado, em Recife, não voltaria a acontecer tão cedo. Mas é impressionante como o Vitória tem este ranço maldito de se acovardar e GRITAR para a torcida que gosta mesmo de ser “pequeno”. Afinal, só time pequeno para perder dois pênaltis seguidos em jogos decisivos distintos. Este fato é tão raro, que até em pelada de rua e futebol amador a gente não vê isso com frequência, muito difícil acontecer e o ECV consegue a proeza de promover a segunda ocasião disso em menos de 6 meses.

Não gosto de pintar o pavão, de enganar a torcida com palavras bonitas para massagear ego. O nível de atuação do Vitória em 2017 é ridículo e preocupante. Daqui a 2 meses (60 dias) começa o Campeonato Brasileiro da Série A e times como Atlético Mineiro, Palmeiras, Cruzeiro, São Paulo, Atlético-PR e Grêmio não hesitarão em nos enfiar goleadas homéricas, pelos erros absurdos que cometemos nas partidas, que até então, são contra equipes das Séries C e D do futebol nacional. Tá difícil. O elenco mudou, mas o cenário é o mesmo de 2016, só que sem Marinho.

FORA ARGEL!!!!

Anúncios

40 respostas em “Triunfo com sabor de derrota

  1. Esse caso de Victor Ramos, tá mim preocupando inter da insistindo muito. Quanto ao jogo desta noite contra o vasco da gama, se o vitoria entra em campo ligado, ganha o jogo mais tem um homem que se chama juiz que não é de confiança abra do olho vitoria.

  2. Excelente comentário.

    Também acho que Argel não estuda as competições que jogamos.

    Necessitamos, urgente, treinar cobranças de pênalti (com vários jogadores e todos os goleiros do elenco).

    Os jogadores precisam de, no mínimo, dois repertórios de cobrança e os principais batedores 3 modos diferentes.

    É só ver que, com a eficiência nos pênaltis, Portugal chegou as finais da Euro.

    Gostaria de compartilhar um dado para reflexão sobre o percentual de receitas do ECV.

    2 semestre 2016.
    TV 55%.
    Patrocínio. 19%
    Sou Mais Vitória. 6%.
    Bilheteria. 4%.
    Atletas. 5%.

    1 semestre 2016.
    TV. 76%
    Patrocínio. 6%.
    Sou Mais Vitória. 6%.
    Bilheteria. 1%
    Atletas. 6%.

    Nenhum clube conseguirá nada significativo com um quadro de receitas como esses.

    As cotas de TV não devem representar mais do que 40% das receitas de um clube do Nordeste que pretenda se tornar verdadeiramente competitivo.

    E o preocupante é que a Puma revelou desinteresse no contrato em razão do baixo número de camisas oficiais vendidas.

    No Estado da Bahia, o Vitória é superado pelo Flamengo (primeiro colocado), pelo Bahia (segundo colocado) e disputa a terceira colocação com o Vasco (seguidos de perto por Corinthians) ?!

    Como convencer uma empresa a pagar um valor significativo por uma marca superada, em seu estádio, por um clube do Rio de Janeiro e que compete com um segundo clube do Rio de Janeiro.

    É necessário organizar o Sou Mais Vitória, melhorar arrecadação com bilheteria, definir os investimentos no Barradão para torná-lo um produto mais negociável (como marketing), mas, sobretudo, estratégias de marketing de fortalecimento da marca no interior (entorno da região metropolitana).

    É complicado porque o interior do Estado da Bahia tem um cultura completamente diversa da capital mas o fortalecimento (criação de embaixadas), campanhas em algumas cidades do interior (em eventos festivos no interior), inclusão de atletas regionais como atletas olímpicos do clube …. .

  3. O vitoria tome cuidado com o time do vasco quinta feita, eles vão fazer de tudo para sair com a vitoria pois a imprensa do rio, esta achando que o vasco já ganhou o jogo. Abra do olho vitoria, Eurico Miranda e mafioso.

  4. Não aguento mais falar #ForArgel já ficou enjoado!
    Ele não entende de futebol pelas substituições e pela formação que arma o time do Vitória!
    Treinador muito limitado e ponto! Se passar pelo Vasco não vai passar pelo próximo adversário que certamente será melhor do que o Vasco.

  5. Hoje o Vitória colocou um texto em seu site oficial comunicando o inicio da venda dos ingressos para a partida de quinta, contra o Vasco. E gerou polemica. No primeiro momento, deixei pra lá, me pareceu mais uma forma descontraída de se chamar o torcedor. Mas parando para refletir, houve uma falta de bom senso. Vou deixar o dito aqui pra quem ainda não leu.

    http://www.ecvitoria.com.br/lotacao-maxima/

  6. Fábio concordo com seu texto mas acho , que vc sendo um torcedor atuante e tendo seu blog como instrumento para que possamos nos manifestar . Acho que vc deveria também cobrar desta diretoria uma posição mais atuante porq se a meta do sr Sinval era fazer uma campanha rumo ao título da copa de Brasil , e se sairmos desta forma bisonha como estamos jogando , pra só dai ele tirar o Argel , ele o Sinval , será o maior responsável pelo nosso fracasso

    • O Fábio so pode fazer isso se for função dele. Se não, tem que se manter na dele.

      Eu já teria demitido o Argel sem dúvidas…

      Comigo não tem essa não, espinho quando tem de furar vem com a ponta ! Ainda mais quando se trata de futebol.

      Pode botar outro BOM TÉCNICO que o Vitória anda rapaz. O Argel tem um dos melhores elencos que o Vitória já fez.

      Eu conheço TEMPORADAS INTEIRAS de vários desses jogadores que estão aí e posso garantir que esse rendimento abaixo da média nas partidas é fruto do trabalho ruim feito pelo treinador.

      Eu apostaria até em Wesley Carvalho e já teria feito isso antes e faria depois do jogo contra o Vasco sem dúvidas.

      Mas pelo discurso adotado pela diretoria eu acho que ele saira apos um vexame conta o Vasco ou perda do campeonato pro Bahia.

      Talvez uma eliminação da Copa do Nordeste.

      Uma pena ! Porque desejo muito os 3 títulos sem dúvidas.

  7. “O elenco mudou, mas o cenário é o mesmo de 2016, só que sem Marinho.”

    Então o time de 2017 é inferior ao 2016?

    17 contratações… quantas aprovaram?

    • Acho que ele se referiu a forma que o time vem jogando, só que agora não teremos: Joga no Marinho. Kkkkk

      srns

      • Isso Roberto. Nao eh a toa que muitas pessoas perdem concurso publicos e vestibulares por conta de errarem a maioria das questões de interpretação de texto em Português.

    • A maioria das contratações aprovaram sim.

      Quem foi abaixo da media foi Geferson, Salino e Alan Costa

      Confio na melhora do rendimento do Alan Costa.

      Talvez Paulinho pode não ter dado certo, mas vejo potencial sim, acho que ele pode render mais em alguns periodos do ano.

  8. Argel não entende nada de esquemas táticos, a salvação dele ano passado foi Marinho. Argel não entende o próprio elenco que tem nas mãos.

    A imprensa tricolete fez um loby pra ele permanecer a frente do ECV (mostrando numeros), claro, eles querem que o ECV se arrebente lá na frente.

    Argel já deveria ter saído. Não é um treinador de série A, não é compatível com esse elenco.

    Se fosse a mesma situação com o time de Itinga, a imprensa já estaria divulgando uma lista com nomes de prováveis técnicos substitutos.

    Vitória Sempre.

  9. Argel é péssimo e isso é fato, mas o que eu vi ontem foi sacanagem dos jogadores. Argel não entra em campo pra bater penalti e nem joga trotando no segundo tempo. Lamentável a atitude da maioria dos ditos atletas, um jogo importante como esse e os caras abdicaram de jogar futebol no segundo tempo, se pouparam e agora vão ter que correr atrás em Sergipe.

    O primeiro tempo pra mim foi um dos melhores do time esse ano, envolveu o adversário teve várias chances de ampliar, não fez mais gols por deficiência dos próprios jogadores mesmo. Apesar dos pesares acho que a gente passa pelo Vasco com certa facilidade até, além do histórico o jogo em São Januário mostrou que o time sabe se defender, e já entramos classificados na quinta, é só não tomar gol.

  10. Se você desse esse título a 80 por cento dos jogos nesse ano, não seria injustiça. Esquema tático vai ser esse aí. É o que ele gosta, paciência. O que tem que fazer é criar mecanismos pra dar mais qualidade. Por exemplo, ao invés de um atacante aberto porque não um meia aberto? Gabriel Xavier pode fazer essa função. O passe melhora, a saída fica mais limpa e ganha em aproximação. Isso mantendo o 4-2-3-1.

    • Estava aqui pensando se o “professor” não estaria adorando que jogadores como Piscu e Dátolo, estejam machucados, pois com a teimosia dele em jogar com um só meia na armação do time, iria ficar comprometida.

  11. Fábio, o único grupo que pode tirar a classificação do Vitória é o do CRB. Só que é o seguinte: CRB tá com 8 e Itabaiana com 10. O último jogo é CRB e Itabaiana em Maceió. Empate classifica o Vitória. Vitória do Itabaiana classifica o Vitória. Vitória do CRB tem que ver o saldo de gols. Hoje temos 2 positivos e o Itabaiana 1 negativo. Se o CRB vencer, o Itabaiana, no mínimo, ficará com 2 negativos. Aí precisaria o Vitória tomar 5 do Sergipe, para que a gente ficasse com 3 gols negativos de saldo. Convenhamos que é muito difícil isso acontecer.

    • Ou seja, o Vitória não vai sair. Agora ficar em segundo pode ser um problema sério. Veja o pote dos primeiros colocados aí. Não tem 1 fraco.

      • Filipe, com todo respeito ao futebol nordestino, mas os times daqui são todos meeiros. Não tem nenhum super time e talvez ficar em segundo não feda nem cheire. Quem fica em segundo joga a primeira em casa. Se pegarmos o Jahia, por exemplo, sabemos que eles tremem no Barradão e podemos fazer o resultado no primeiro jogo e administrar o segundo em nossa casa de veraneio. Sinceramente, não temo nenhum time nordestino. O melhorzinho é o Sport e só. Se um dia eu tiver medo de Jahia, Sergipe, Ríver do Piauí, Santa Cruz, Campinense, CRB, Itabaiana, irei sozinho me internar no Juliano Moreira.

      • Olhe…jogos duros meu parça. Bahia é clássico e Sport é duro. Santa Cruz é bom respeitar. Não tem super time não, mas vendo meu baba desse jeito eu fico apreensivo. Eu quero uma mãe dessas aí, Itabaiana, River, Sergipe.

    • É o fim do mundo termos o melhor elenco do nordeste (não para mim) e a essa altura da competição estarmos fazendo conta e dependendo de outros resultados para classificar na CN.

      • Desculpa, Ubaldo, mas só dependemos de nosso resultado. Vitória ou empate classificamos, em primeiro ou segundo. Tudo bem que o time não está bom e que não devemos ser extremamente otimistas, mas só ver o lado negativo também não dá. Vi evolução defensiva nos últimos jogos. Quando jogou no 4-4-2 melhorou a compactação e todo mundo viu melhoras, inclusive com muitos elogios aqui mesmo na Casa Rubro Negra. Então…

    • E isso aí, pra mim já estamos classificados. É difícil o Vitória ficar de fora, tem acontecer uma combinação muito maluca e convenhamos tomar goleada do Sergipe é o fim…
      Tanto faz ser 1º ou 2º: o Vitória tem que ser campeão e não dá pra escolher adversário!
      Melhor elenco do Nordeste: 1º Vitória, 2º Sport e 3º O FUSCA, então prefiro pegar logo um dos dois, apesar de estarmos jogando pedra em santo confio no time, tem qualidade falta técnico que não entra em campo.
      Contra o Vasquin vai ser 4 x 1…

      • Uma coisa temos que admitir: Alan Costa cresceu ao lado de Kanivis. Fred apesar de técnico é lento. Agora Fernando Miguel deve ter algum problema! O cara vai fazer a reposição de bola, sai correndo e para na linha da grande área, olha pra um lado, olha pra outro aí olha de novo e pufs… dá um chutão… “maluca beleza”.

      • Ontem, no segundo tempo, ele saiu para tentar cortar um cruzamento e furou a bola, além da marca do pênalti. Pensei comigo mesmo: que maluquice da porra. Ano passado perdemos do Botafogo e outro jogo que não lembro agora por causa das saídas atabalhoadas dele.

  12. Pra quem tá com medo do Vasco, leiam este link abaixo e vejam se as críticas do lado de lá não são ainda maiores que as do lado de cá. Vejam que Cristóvão alega que o time deles ontem deu mais espaços que o normal ao Macaé por conta da intensidade do jogo com o Vitória, do desgaste, etc. Aí pergunto, quem ficou com 10 o segundo tempo todo foi o Vitória ou o Vasco? Que tipo de preparo físico ridículo é esse deles? Se nossas linhas estão espaçadas, as deles ontem foram semelhantes a um Oceano Atlántico entre América do Sul e África. Volto a dizer, não estou afirmando que será um jogo fácil na quinta, mas somos favoritos sobre esse Vasco horrível e freguês de carteirinha no Barradão. Em 11 jogos, ganhamos 10 e empatamos 1.

    http://globoesporte.globo.com/futebol/times/vasco/noticia/2017/03/cristovao-admite-jogo-ruim-do-vasco-e-ja-pensa-na-copa-do-brasil-decisiva.html

    • Ta certíssimo Oscar !

      Temos que passar e trocar de técnico, senão acho que já sairemos no próximo confronto da Copa do Brasil.

Deixe a sua opinião

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s