Vencer é preciso para seguir sonhando

O Vitória encara logo mais às 19h30 no Barradão, o seu primeiro desafio em busca do tão sonhado título da Copa do Brasil. Apesar de já termos estreado na competição e eliminado o Luziânia e o Bragantino, o Vasco da Gama é a primeira equipe “de nome” do cenário nacional e que também está na Série A do Brasileirão. Para chegar ao título enfrentaremos, obrigatoriamente, em algum momento, as equipes mais famosas do eixo SP-RJ-MG-RS-PR. Por nossa sorte, o adversário desta noite é um cliente contumaz do Leão, principalmente no Barradão, quando em 11 jogos oficiais, o Vasco só conseguiu apenas 1 empate.

Entretanto, sabemos que o “retrospecto” não é nenhum jogador e, por isso mesmo, não entrará em campo para marcar gols para o Rubro-Negro ou evitar os do adversário. A torcida, a comissão técnica, os jogadores e a diretoria reconhecem que será preciso jogar bem, ou pelo menos, ser eficiente nas finalizações e mais ainda no setor defensivo para chegarmos a 4ª eliminatória da competição. Um empate em 0x0 nos classifica, mas 11 de 10 torcedores do Vitória não querem nem imaginar nesta forma de classificação. Queremos um bom triunfo, de preferência com uma boa margem de gols e sem passar aperto, tipo um 2×0, no mínimo. E se a gente vier a tomar gols, que o placar seja 3×1 ou 4×2, ou seja, com pelo menos dois gols de diferença ao nosso favor.

Para o jogo desta noite, o técnico Argel volta a escalar o time no 4-4-2 e que alterna para o 4-5-1, a depender da situação do jogo. Esta mudança para utilização de 2 meias em alguns jogos, os considerados mais importantes, me alertaram para o fato de que Argel sabe que o time rende melhor com 2 meias de origem, mas talvez por esnobar as competições regionais, ele escala o time no 4-3-3 mesmo sabendo do péssimo desempenho em termos de atuação da equipe. Isso só aumenta minha desconfiança em cima dele. Com Gabriel ao lado de Cleiton Xavier, o time tende a ter melhor posse de bola e melhores condições de criação de jogadas, além disso, Gabriel flutua pelos extremos, caso seja orientado a fazer, assim como David, que inicialmente começará como segundo atacante, pode virar ponta durante a partida.

Nenê é um dos jogadores mais perigosos do Vasco.

Já o time do Vasco chega a Salvador com um clima bastante pesado, fruto da péssima partida contra o Macaé no último final de semana pela estreia da Taça Rio e também pelo resultado ruim (na ótica dos vascaínos, é claro) da primeira partida conosco, que terminou em 1×1, onde fizemos o chamado “gol diferenciado”, por sermos visitante naquela ocasião. Os jogadores do Vasco mostraram bastante irritação nas últimas coletivas para a imprensa do RJ, como o meia Nenê (foto) e o goleiro uruguaio Martin Silva. Isso pode ser um indicativo que se o Vitória abrir o placar logo no começo da partida, o psicológico dos caras irão abaixo, como uma avalanche.

A depender do resultado, é capaz de Cristóvão Borges ser demitido pela diretoria vascaína, pois a torcida e parte da imprensa estão triturando o cara sempre que podem. Se o tal do retrospecto entrar em campo esta noite e o Vitória tiver um lampejo das temporadas 97, 99 e 2008, o Vasco vai perder feio hoje e teremos mais um treinador à disposição no mercado. Mas sabemos que nem tudo no Vasco está ruim. O time deles tem alguns jogadores que podem desequilibrar como Kelvin, Nenê, Rodrigo (em cobranças de faltas) e o novato Luís Fabiano, 36 anos, que estará fazendo a sua segunda partida pelo time carioca, mas que todos sabem que é um exímio goleador. Todo cuidado a movimentação dele é pouco. Além disso, os jogadores rubro-negros precisam vigiar de perto os pontas Kelvin e Guilherme, que são velozes, dribladores e são os responsáveis de servir a Fabuloso, justamente com o meia Nenê, que tem uma canhota calibrada e boa visão de jogo.

Pelo histórico é jogo do tipo “barbada” para o Vitória, mas como nosso time não vem enchendo os olhos em termos de atuação, acredito que vai ser um jogo tenso e que pode ficar fácil se a gente abrir o placar nos 10 primeiros minutos e não baixar o ritmo. A moral deles está abalada, temos que aproveitar isso fazendo uma blitzrieg insana nos primeiros 15 minutos em busca do gol. Nada de jogar pensando no 0x0, isso é coisa de quem pensa pequeno. Temos que vencer para seguir sonhando!

RELACIONADOS

Goleiros: Caíque e Fernando Miguel;
Laterais: Geferson, Norberto e Patric;
Zagueiros: Alan Costa, Kanu e Vinícius;
Volantes: Bruno Ramires, Uillian Correias, Willian Farias e Zé Welison;
Meias: Cárdenas, Cleiton Xavier e Gabriel Xavier;
Atacantes: André Lima, David, Kieza, Paulinho e Pineda.

#VitóriaSempre

#FechadoComOLeão

#OsonhoÉpossível

Anúncios

12 respostas em “Vencer é preciso para seguir sonhando

  1. O time jogou muito bem hj. Mas ainda acho que esse time do Vasco não é referência. Um time que empata na marra com um adversario que perdeu todas no carioca não tem como ser um adversario dificil.

  2. Chupa Edmundo ! Vai torcer assim na casa do caralho !

    Nunca vi tanta energia negativa pra cima do Vitória, vsf

  3. Estou confiante em um bom resultado. Ao que tudo indica Argel colocará dois meias, em minha opinião é o que temos de melhor neste momento no time. A defesa evoluiu com Alan e Kanivis assim como Patrick deu qualidade à lateral direita e o ataque David é superior a Paulinho e Pineda e Kieza é o nosso artilheiro.
    Vai ser um jogo tenso, mais o Vitória é superior ao Vasco neste momento, 3 x 1 pro leão.

  4. Conhecendo meu gado, Argel vai jogar no contra-ataque. Tendo a vantagem do 0x0 ele não vai abrir mão disso. Sei que essa postura irrita a torcida. Pra mim, qualquer estratégia é válida, desde que bem executada. Se for pra jogar sem a bola e incomodar em jogadas de velocidade, que seja assim. A grande dúvida é o esquema. Ele pode entrar com David de segundo atacante ou ponta. Deve ser a segunda opção, porque vem jogando assim desde o inicio. Agora ele deve encostar um pouco mais em Kieza. Zé Welison se mantém no time titular. Vem de duas boas partidas.

    Se o Vitória não vem bem, o Vasco é pior. Tudo que nós reclamamos aqui os cariocas também chiam. A diferença é a maior qualidade do nosso time. Por isso, Vitória favorito. O que não representa facilidade. Espero uma classificação dura, mas ela vem.

  5. Se o Vasco der ao Vitória o tanto de espaço que deu para o Macaé contra atacar (vi este jogo), vamos golear. Segundo o GE, talvez Cristóvão tire Kelvin e escale Bruno Gallo ou Andrezinho no lugar. Assim eles viriam com 3 volantes ou 3 meias, jogando no 4-5-1 e deixando apenas Luís Fabiano na frente. É o tipo de jogo que todo jogador espera. Mídia nacional em cima, estádio com público bom, adversário querendo mostrar serviço. Temos uma atmosfera perfeita para classificação do Leão da Barra. Basta ser competente na defesa e eficiente no ataque que passamos. Acredito em 3 a 0 para o Leão.

  6. Jogo difícil, muita coisa em jogo. O vasco deve fazer uma partida melhor do que a última. Pressão do torcedor, treinador com “a corda no pescoço”. E nosso time ainda sem padrão e com um treinador questionado. APESAR DISSO AMO ESSE TIPO DE JOGO! mesmo sabendo que pode existir uma eliminação, saímos da mesmiçe desse baianinho pereba.

    O vasco vem tropeçando muito no carioca, espero que se repita jogando aqui e tome logo uns 2 a zero no primeiro tempo.

Deixe aqui o seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s