Vitória é o clube nordestino com melhor média de público em 2017

Todos os anos e sempre que pode, a imprensa esportiva baiana apela para o “mito” de torcida fiel, apaixonada e que sempre se faz presente em grande número independente da situação que o clube se encontre, ao nosso rival, o EC Bahia. Mas algo que eu já vinha notando de uns 4 anos pra cá começou a ser notado pela imprensa nacional, mas que estranhamente não ganhou uma notinha sequer nas tvs e rádios baianas: O VITÓRIA lidera, pela região nordestina, no quesito média de público neste primeiro trimestre de 2017. A tal “torcida de ouro” aparece apenas em 4º lugar, atrás de Fortaleza (2º) e Ceará (3º). O detalhe é que estes dois clubes estão nas Séries C e B, respectivamente.

Mesmo com o tícket-médio dos ingressos R$ 1,00 mais caro que o rival, coisa que chega a ser insignificante, o Vitória tem quase 2 mil pessoas a mais que a tão propagada torcida fiel de nosso arqui-inimigo. O Bahia também está bem neste começo de ano, perdeu apenas 1 partida também, está de volta à elite do cenário nacional e conta com jogadores de certo prestígio como Hernane, Maikon Leite e Allione em seu plantel.

Além de contar com alguns jogadores famosos, o Bahia tem um mando de campo num estádio de Copa do Mundo, com cobertura e cadeiras em todos os setores da arquibancada. A Arena Fonte Nova fica localizada no centro da cidade, praticamente, e que tem metrô e dezenas de linhas de transporte não só da capital como da própria Região Metropolitana, ao passo, que temos um estádio num bairro periférico, longe de tudo, com escassas linhas de ônibus, arquibancadas de cimento e sem cobertura para dias chuvosos ou de sol forte. Cliquem aqui para ver a lista completa postada pelo portal Globo Esporte e que tem como a última atualização a data de 30 de março deste ano.

Está aí mais uma prova cabal de quanto a nossa imprensa omite fatos positivos que enalteçam o nosso clube e a nossa torcida, enquanto para elevar a autoestima do torcedor do lado de lá, vale tudo, de reprisar anualmente os vídeos de 59 e 88, como de inventar campeão de turno ou campeão moral em épocas de vacas magras, como aconteceu algumas vezes no período em que eles ficaram 11 anos sem ganhar um título sequer. Neste sentido devemos sempre valorizar qualquer coisa nossa, ser mais corporativista e esquecer um pouco o lado corneteiro e negativista. Esta matéria do GE está postada desde a semana passada e não vimos ninguém de nossa imprensa dar o referido destaque. Será que com o Bahia aconteceria a mesma coisa?

ESTATUTO COM ELEIÇÕES DIRETAS APROVADO – Na manhã do último domingo (02/04) a Assembleia Geral Extraordinária com os sócios torcedores e conselheiros aprovou o Novo Estatuto do Clube com eleições diretas, conselho deliberativo proporcional, redução de 270 para 150 o número de conselheiros a serem eleitos, além de colocar as eleições em setembro ao invés de dezembro e período de até 90 dias para o sócio renovar o SMV sem perder o tempo de associação. Também será possível votar pela internet ao sócio-torcedor não residente da Região Metropolitana de Salvador.

JULGAMENTO DO CAS SOBRE CASO VICTOR RAMOS – Acontecerá nesta terça-feira, 04, o julgamento que pode ser o decisivo sobre a situação contratual envolvendo Victor Ramos, Palmeiras, Monterrey e Vitória proposto pelo Internacional, provocado por Bahia e Flamengo de Guanambi. Relatos dão conta que a imprensa gaúcha e alguns veículos de comunicação como Radio Zero Hora, ESPN e Bandeirantes estão fazendo lobby à favor do cholorado dos pampas. Mas acredito que sairemos vitoriosos e o Inter ainda poderá se queimar totalmente ao grande público.

Anúncios

20 respostas em “Vitória é o clube nordestino com melhor média de público em 2017

  1. A má vontade com a torcida do Leão é gritante. Concordo integralmente com o post. Há anos que esse folclore de “torcida de ouro” é empurrado.

    Quanto a essa questão do público, para termos uma compreensão melhor desses números, é importante observarmos também a importância do jogo com o vaxcu. Nesse link tem os números por jogo: http://app.globoesporte.globo.com/futebol/publico-no-brasil/time/vitoria/

    E após os 18 mil dessa partida, nosso melhor público foi o de 8 mil, uma grande diferença.

    Quanto ao Estatuto, em minha opinião, um avanço gigantesco com eleição direta, conselho proporcional, diminuição da chapa e redefinição das datas de eleição.

    Ainda acho que podemos avançar. Por exemplo com a diminuição da linha de corte (barreira) de 15% para representação no Conselho, achei contraditório a comissão eleitoral ser escolhida pelo presidente do conselho deliberativo, me parece que cada chapa deve ter um membro…
    enfim, coisas que poderão ser melhores discutidas, inclusive o Presidente se comprometeu a convocar uma outra para discutir os pontos, já que nessa se homologou a proposta tendo em vista a existência de uma ordem judicial que determinava que a AG é homologatória.

    Acho que o Leão está em um excelente momento!

    SRND!

    p.s fui comprar minha passagem pra vê a final do nordestão in PE e me surpreendi. A porra da final vai ser no meio da semana….

    p.s 2- desculpem a mensagem grande.

    • Quanto ao jogo do Vasco eu digo o seguinte, nós temos a maior média de público no nordestão. Não tem Vasco no nordestão…

      SRN

  2. Inter se lascou hoje, no seu aniversário. CAS vão avaliar se tem competência para julgar o caso. Nem quis ouvir o Internacional, digo, o Fraudenacional. Kkkkkkkkk

    SRN

    • Deivid, se a gente analisar a questão com isenção, vai perceber que o CAS/TAS não tem competência para julgar o caso, pois o Inter recorreu da decisão monocrática do Procurador Geral do STJD a um órgão que só julga questões após serem esgotadas todas as instâncias dentro de cada Federação ou Confederação Nacional. Ou seja, o TAS/CAS só poderia receber esse recurso e julgá-lo se a decisão fosse do Pleno do STJD e não do Procurador Geral, que nem deu andamento à denúncia, arquivando-a. Se o CAS/TAS julgasse o recurso do Inter, seria o mesmo que alguém recorrer à ONU porque Janot não abriu processo no STF contra o político A ou B, que é acusado de corrupção. A ONU não poderia fazer nada, porque não teria ocorrido o Trânsito em Julgado do processo em nosso país. Sendo assim, não tem como prosperar isso e o B-Inter vai ter que jogar sua segundona. Bem feito para esses gayúchos arrogantes e pernósticos.

      • Outra coisa: antes de ir para CAS/TAS, o B-Inter, após esgotarem as chances de sucesso no Brasil, teria que recorrer primeiro à FIFA, para somente depois partir para o CAS/TAS. Mas como a FIFA já tinha arquivado o pleito do Jahia e do Flafake, eles sabiam que não teriam êxito e pularam a hierarquia dos órgãos jurídicos. Se lascaram…Bem feito…

      • Verdade, Ribeiro. Os caras caíram no campo e ficam nessa palhaçada começada pelo Flafake e Jahia de Itinga.

  3. Bem lembrado, Américo, com fatos e nomes. E, justamente, por ser, assim, o Vitória contra todos, é que a gente deve se agigantar, começando com adesão de sócios, que acho irrisório nosso time ter apenas 10, 12 mil sócios. O Internacional 100.000. E não ficarmos esperando afagos de, por exemplo, da tv Bahia, que a gente sabe que o proprietário ACM júnior. é ferrenho conselheiro da sardinha. E o neto também.

    • Isso não tira o do Inter dá reta. Eles deveriam ter verificado a veracidade dos documentos antes de entrar com a ação… Mas eu mesmo não confio neles não… Se eles são tão santos, pq não desistem do processo já que “descobriram” que as provas são falsas?????

      SRN

  4. Boa tarde, saudações rubro negras.
    Esse caso Vitor Ramos está me deixando mais curioso, o auditor do STJD Mauro Marcelo, disse que houve sim falsificação de documentos das conversas de vitória e o diretor de registro da CBF,mais que não pode ter sido o inter que o falsificou, então quer dizer que pode ter sido as sardinhas pois o inter usou os documentos dos mesmos para reabrir o caso, sendo que em abril acho o juiz disse que os documentos que o Bahia apresentou eram de má índole para induzir o erro na transferência de tufão.
    Aí me pergunto o jahia pode ser punido por falsificação ocasionando ao rebaixamento?

  5. Já estou até acostumado com esse tipo de coisa da nossa imprensa tri colorida, que para o rival qualquer coisa que eles façam é digno de elogio já no nosso caso é uma má vontade da zorra , cabe a nós torcedores do Vitoria boicotar esses programas e jornalistas tendenciosos a não dar audiência para eles, Vitoria sempre contra rudo e contra todos .

  6. Comentário perfeito Fábio.

    A imprensa, de modo geral, é amplamente favorável ao rival em elogios e, paralelamente, crítica em relação ao nosso clube.

    O pior é que parte de nossa torcida segue a “toada” e se “importa” com a opinião alheia a ponto de tomar decisões com base no que “eles pensam”.

    O Vitória teve bons públicos no início da temporada e, provavelmente, terá um público expressivo na Copa do Brasil.

    De qualquer modo, nossa torcida é presente e participa dos jogos com o clube.

    Com a “via expressa paralela barradão”, teremos uma melhoria de público (não tenho dúvida).

    Por outro lado, a Diretoria e Associados precisam começar a definir o modelo de modernização adequado ao Barradão.

    Considero como principal problema a inexistência de uma cobertura para a chuva e calor.

  7. Eles estão esperando o público do Javi que certamente aumentará a média deles, pra ver se vale a pena comentar alguma coisa nesse sentido.

  8. Mas é isso mesmo, Fábio. O Vitória já está acostumado, dentro da sua história, a lutar contra tudo e contra todos. Tenho conhecimento, por exemplo, daquele famigerado bicampeonato de 1964/65, se não me engano, em que a nossa briosa imprensa baiana boicotou o nosso time em represália a um presidente do clube na época, que brigara com o jornalista. Os torcedores da época nem sabiam que era o campeão, a não ser aqueles que frequentavam estádios.

    • Na verdade, o jornalista Cléo Meireles teria sido surrado por prepostos do presidente do Vitória na época, que era o Sr. Antonio Ney Ferreira, genro de Antonio Balbino governador da Bahia. O jornalista fazia uma campanha sórdida contra o Vitória certamente a serviço do Bahia, clube dirigido por Osório Vilas Boas, um dos maiores gangsters de que se tem notícia no esporte brasileiro. Após o fato o citado jornalista retornou a Sergipe não mais retornando a Salvador. Acho até que Ney Ferreira foi até mais ousado ao enfrentar as mutretas do Bahia do que o próprio Paulo Carneiro. Quando não era no jeito era no pau mesmo!

  9. Perfeito Fábio… Se fosse o baea era uma enchessão de saco dos seiscentos. No passado, TODO jogo a imprensa comparava o público… De repente tudo isso acabou. Imprensa medíocre!

    Chegaram até alardear “a melhor defesa do Brasil”…

    É dose…

Deixe a sua opinião

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s