Preocupante a queda de rendimento nas primeiras decisões do ano

Acabou o gás? O preparador físico do Leão, que saiu do rival com “fama” de “estourador físico”, tem culpa no cartório? Seria consequência do efeito colateral por Argel ter escalado o time titular contra o Bahia há 15 dias? São perguntas que rondam as cabeças da torcida rubro-negra, inclusive a minha. Quando parecia que o time, enfim, estava se aprumando, eis que o torcedor assiste duas pífias atuações do Leão (Paraná e Primeiro Passo) e nota, além do declínio técnico, o desgaste total do considerado time titular e a perda de três jogadores por lesões, sendo somente a de José Welison sem culpabilização ao Departamento Físico, pois ruptura de ligamento é acidente, diferente de questões musculares. E esta queda de rendimento começa a aparecer justamente nas primeiras decisões da temporada. Isso é preocupante demais.

O Vitória foi engolido ontem pelo ECPP e só não saímos derrotados do Lomanto Júnior pela falta de qualidade técnica dos atacantes do Bode, que desperdiçaram umas três ótimas oportunidades de gols nos primeiros 45 minutos. Nossos melhores lances voltaram a ser frutos de lances fortuitos e, exclusivamente, por jogadas individuais, sendo nula a coletividade, jogadas ensaiadas e organização a partir do meio de campo. David foi o jogador mais lúcido e agudo do primeiro tempo. Chegamos na primeira quinzena de Abril com os mesmos problemas técnicos de janeiro. E a desculpa de elenco novo já não pode ser mais utilizada.

Com domínio do jogo, até que demorou para o ECPP abrir o placar. Somente aos 25 minutos da segunda etapa, em um contra ataque bem construído, Toddynho recebeu na ponta direita, avançou na vertical, cortou para a canhota e mandou lá no ângulo direito de Fernando Migué, que basta estar num jogo mais complicado, para simular dor na coxa, panturrilha, tornozelo, etc. Entretanto, para quem acompanha o futebol de maneira analítica e fria, mesmo sendo com o seu time em campo, sabe que se fosse um time melhor, o Bode terminaria a primeira etapa com 2×0, no mínimo.

Depois do gol, o Bode passou a cadenciar mais a partida, fechando a casinha, adotou a postura de jogar explorando nossas falhas para ampliar o placar e dificultar a nossa classificação. Já nosso time ia na base de chutões a esmo, o famoso bumba meu boi, tentando de maneira desorganizada, buscar o empate. E este só veio, no apagar das luzes, por pura obra da sorte e misericórdia pascal, aos 49 minutos, quando Euller cruzou na área para André Lima cabecear no canto direito, sem chances para o goleiro Rodolfo. Ufa! Evitamos a perda da invencibilidade no estadual e mantivemos a vantagem do empate para o próximo jogo, domingo (23), às 16h, no Barradão.

Análise de algumas atuações – O jogo de ontem serviu para a chegada de algumas conclusões acerca de certos jogadores do atual plantel. Vejamos:

Fernando Miguel: Ontem foi o jogo de nº 100 no Leão, mas para mim e muita gente, é um goleiro que não passa confiança, com alto grau de lesões e que virou “moda” nos jogos mais pegados ele catimbar apelando para “dores” em todas as partes do corpo, mais preferencialmente coxa e região lombar. Até o seu “diferencial” que era pegar pênaltis, tomou Doril®. Vem de uma Série A bisonha, onde falhou em muitos jogos. Portanto, precisamos trazer um goleiro mais experiente e qualificado.

Kanu: É nítido que neste começo de temporada ele deu uma evoluída imensa, sobretudo quando passou a formar dupla com Alan Costa. Todavia, fez uma partida terrível ontem, que lembrou os péssimos momentos de 2016, quase fez gol contra. Se daqui em diante voltar a ter aquelas atuações afobadas e cheia de erros primários, de 2015 e 2016, precisaremos de repensar a manutenção dele no time. Alerta ligado novamente.

Alan Costa: Se mostrou um estabanado, lento e bragueiro em seus primeiros jogos com o manto do Leão, se aprumou quando jogou com Kanu. Mas desde o BaVi voltou a fazer merda, como gol contra no clássico, falta de impulsão e posicionamento no primeiro gol do Paraná e virou “poste” no segundo gol, também do Paraná, e ontem levou um baile do achocolatado infantil, dono da camisa 11 do Bode. Não é jogador para jogar como titular em time de Série A! RISCO ELEVADÍSSIMO DE BRAGAS CONSTANTES.

Geferson: Simplesmente ridículo. Está conseguindo a proeza de ser pior que Mansur. O suposto melhor poder de marcação em relação a Euller é uma farsa, que até eu caí. Nos últimos 3 jogos que este cidadão atuou, ele se mostrou presa fácil para qualquer meia, ponta ou atacante habilidoso. Marca mal, recompõe mal, técnica ZERO, grosso, pé duro e nulo no apoio ao ataque. PRECISAMOS DE UM LATERAL ESQUERDO DE VERDADE, pois se Euller manda bem na parte ofensiva (ontem deu mais uma assistência), ele repete as mesmas falhas do seu concorrente, quando se trata da parte defensiva.

Paulinho: Não mostrou nada desde que aqui chegou. Não merece ficar para o Brasileiro. Dá claros sinais que está de má vontade, por achar que viria para ser titular absoluto e não é nem a primeira opção de mudança de Argel, perdendo este posto até para Jhemerson, recém promovido do sub20. Já foi expulso por idiotice, coleciona gols perdidos por negligência e não produz um lance positivo sequer. Está enfrentando adversários fracos e mesmo assim o número de assistências e de gols é muito baixo. O mesmo se aplica a Pineda, que apesar de ser mais raçudo e brigador, também é muito fraquinho naquilo que se espera de um atacante.

Esquema Tático e Argel: Sempre defendi um futebol vistoso e bonito, mas este ano fui forçado a defender o treinador, porque mesmo jogando feio, o time era brigador e estava vencendo todos os seus jogos. Não faltava luta, empenho e uma pitada de sorte. O técnico gaúcho tem o elenco em sua mão, tá se mostrando um líder querido dentro do grupo, mas a sua péssima decisão em ir com o time titular num “BaVi Morto” resultou em efeitos colaterais que devem colaborar para a sua eventual demissão. Perdemos Kieza, JW e Gabriel Xavier, fora que o cara, mesmo tendo várias boas opções para variar o esquema e encaixar o time seja no 4-4-2, 4-5-1, 3-5-2 ou 3-6-1, ele insiste na “tática da moda” o 4-3-3, que para os comentaristas nutella é 4-2-1-3.

Só que não somos o Barcelona, nem Real Madrid e não temos pontas criativos, com cacoete de meia armador. Por isso esta tática não vem funcionando. Para atuar na forma que Argel se bitolou a jogar, só se tivéssemos jogadores do tipo Marinho, Marquinhos e Rogério (Sport), Everton Ribeiro ou Everton (Flamengo) nas pontas; volantes mais habilidosos e de boa técnica como Willian Aarão, Paulinho (ex Corinthians) e Rithely (Sport); e um meia central com mais mobilidade, técnica e verticalização como Jadson, Diego Souza, Diego (Fla) ou Nenê (Vasco). Cleiton Xavier já não tem mais pulmão para organizar sozinho a meiuca, fora que ele passou boa parte da carreira mais recuado, como segundo volante. Para ele render mais avançado, precisa ter outro meia habilidoso ao seu lado. Além disso, qualquer meia escalado como Argel monta o Vitória, terá seu jogo prejudicado devido a falta de qualidade móvel, tática e criativa de nossos pontas atuais. Não basta apenas ter velocidade e saber correr.

Enfim, Argel precisa rever seu conceito de futebol urgente, pois o Bahia já deve ter pego nossos pontos fracos e Guto pode neutralizar nossos limitados pontos fortes e poderá nos eliminar na Copa do Nordeste, aproveitando-se também de nossos desfalques à medida que Dátolo e Pisculichi não saem do DM e da bendita transição.

#ParaRefletir

Anúncios

30 respostas em “Preocupante a queda de rendimento nas primeiras decisões do ano

  1. o Leao tem um zagueiro na base( acho que o nome é Gabriel) que é convocado p seleção sub 20 constantemente; mas, quem é relacionado p o profissional é Bruno…alguem explica??

  2. O primeiro tempo do último jogo, foi o pior do Vitória na temporada. Geferson saiu se culpando de um jeito de alguém que não tá nem aí. O time não se mexeu, simplesmente bisonho. Muito estranho.

    Pra mim, ou Argel perdeu o comando, ou perdeu a sorte parte dá sorte (pq ainda teve sorte para empatar aos 49 minutos). Ganhamos muitos jogos esse ano na base da sorte, vamos ser justos.

    Vamos lançar a sorte amanhã, está chegando a hora de separar os homens dos meninos e de Argel mostrar que tem não só pulso com o time, mas técnica para sair de situações adversas e poder de decisão.

    SRN

  3. Quando penso que deixamos de trazer o Lucca que está jogando na Ponte Preta, para acabar trazendo Paulinho.Os laterais foram realmente desastrosos em todos os sentidos, portanto teremos trabalho para montar um time competitivo para o brasileiro. Por fim, essa questão de brigar por título nacional fica cada vez mais distante.

  4. Como acho difícil classificarmos em Curitiba , não pelo placar adverso muito menos pelo “escrete poderoso” do Paraná, mais pelo estado atual de jogadores chaves do elenco.
    Preservaria de imediato :
    Farias , Patrick , Kiesa ( está fora mesmo ) David , kanu e Cleiton Xavier e ( mesmo este não jogando porra nenhuma mais a experiência em jogos decisivos conta muito ) pra mim só retornariam na quinta que vem dia 27/04 primeira semi do Nordestão , preservaria estes 06 jogadores , descanso e treinamentos dosados , acho que Gabriel Xavier tb está machucado.
    Muito foi dito aqui que nosso time alternativo seria a segunda melhor equipe do campeonato , portanto porque temer Paraná e Conquista ?
    Iria para os dois jogos com : Fernando Migué , Norberto , Fred , Alan Costa e Geferson.
    Bruno Ramires , Uilllian Correia , Cardenas e Jhemerson.
    Pineda e André Lima.
    Com reais chances de colocar Euller neste meio durante os jogos .
    Levava pro banco o q tivesse e o restante iria compor com os da base e vamos q vamos , pois se não tomarmos alguma atitude sensata , corremos o risco sim de sairmos para o regular time de Itinga , pois estão descansados e domingo com certeza se preservaram.
    Quem viu Farias jogar estas duas ultimas partidas sabe o que estou falando , este jogador é nosso coração , quando ele vai bem tudo fica mais fácil , apesar de Argel.
    Agora ouvi várrriasss vezes Sinval Vieira como comentarista dizer claramente , ser contra a poupar jogadores , pois jogador tem de jogar , acontece Sinval que quando vc foi diretor na ultima passagem ( não lembro o ano ) o futebol não era assim tão intenso como é agora , os caras não são máquinas , é impossível manter o mesmo padrão físico ( porque tático não temos ainda nenhum ) principalmente aqueles que se dedicam tipo : Farias.
    Se este time acima não conseguir pelo menos empatar com o Conquista no Barradão , porra ai fica difícil.
    Bom senso tem de prevalecer , peloamordedeus.

    • Agora dai achar que se tudo continuar como está sem poupar ninguém ( o que eu acredito que vai ocorrer ) que seremos presa fácil para os fuscas há uma imensa diferença , pois mesmos os caras arrebentados ( nosso time ) aquele timeco regularzinho vai ter de rebolar muito pra nos ganhar , principalmente que o primeiro jogo é no Barradão e a noite onde o desgaste é menor.

      • Agora Sinval deu azar nos meias que trouxe , pois :
        Dátolo – Contratação de risco pelo histórico e está se comprovando.
        Piscu – Não tenho muita informação , mais pelo que ouvi estava parado e as partidas que jogou em 2016 já não foram em um nível elevado ( informações que tive )
        Cleiton Xavier – Vi algumas partidas deste jogador tanto no Palmeira mais principalmente no Figueirense , cara dinâmico , bom finalizador mais aqui pelo menos pra mim está devendo , não sei se é dedo de treinador que tb tem isso.
        Gabriel Xavier – Pra mim alternar muito durante os jogos.
        Mais quero dizer continuo acreditando em todos eles , principalmente em Dátolo agora este jogador sempre me pareceu estar acima do peso ideal .
        Tudo só no achômetro , pois não sou profissional da área.

  5. Só acho o seguinte, agora “ainda” é hora de apoiar e acreditar.
    Temos importantes decisões pela frente e só assim teremos certeza dá força desde elenco.
    Quem achava que seria fácil? Se achou, vá torcer para o Barça! Ops, nem pro Barça está sendo fácil mais!

    Então, vamos partir pra cima para brocar essa Paraná lá, jogar pra pirão e classificar!
    Esse deve ser o espírito para o jogo, mudança de postura e desistir jamais.

    E para os “videntes” de plantão, vamos esperar as decisões acabarem. Quem sabe vcs estão errados…

    Saudações rubro negras!

    Vai pra cima Leão!

    #parana1vitoria3

  6. Pessoalmente, acho que o ECV apresentou uma queda de rendimento significativa.

    Em janeiro e fevereiro, o Vitória apresentou um futebol lastimável.

    Em março, tivemos boas apresentações sim.

    Com o Vasco (no Rio e no Barradão), com o River (em Teresina) e com o Sergipe (em Aracaju).

    Tivemos exibições razoáveis com a equipe alternativa contra o Flamengo de Guanambi, Jacobina e Fluminense de Feira.

    Nos dois últimos jogos, um desastre.

    Então, claramente, vemos uma sequência de dois péssimos jogos.

    Tem se discutido sobre a força do Vitória no estadual e na Copa do Nordeste.

    Até o jogo do Fluminense de Feira, considerava o Vitória favorito para o estadual e, com o Sport Recife, favorito a disputar a final do Regional em igualdade de condições.

    Hoje, considero o Bahia favorito para o estadual e o Sport Recife favorito para o Regional enfrentando o Bahia.

    Não porque o Bahia apresenta um futebol vistoso e tal …. mas, simplesmente, porque o rival chegará inteiro “física” e “taticamente” as decisões.

    O time do Vitória teve três contusões recentes preocupantes e um time visivelmente desgastado.

    Contra o Paraná, Kanu e Wlilian Farias receberam atendimento no campo com o time perdendo ! Sinal que eram situações incômodas.

    Chegará as decisões do regional e estadual esfacelado e dependerá da desenvoltura do “elenco B” diretamente.

    Põe na conta da burrice.

    Duvido que se o infeliz disputasse a Libertadores pelo Botafogo ou Palmeiras, iria escalar os principais jogadores em um jogo que não valia mais nada.

  7. Em algum momento a falta de estratégia de Argel ia ficar evidente.
    Já foi dito e redito, batido e debatido, que o Vitória não trabalha bem (ou nada) pelo meio.
    Laterais sobrecarregados, sendo um totalmente ridículo, tentam fazer as jogadas previsíveis e que, por terem essa característica, já serem combatidas pelos adversários.

    Mas…o que fazer agora? Com pouco ou nenhum tempo pra treinar?
    Se treinar, resolve? Tendo eu e o mundo feito a colocação da primeira linha?
    Como fazer jogadores como Paulinho e C. Xavier renderem mais?
    Será um “volta, Kieza!” e um “retorna, G. Xavier?

    Pelo visto continuaremos com o abafa inicial, tentando logo fazer o gol, para depois tentar administrar com toque de bola lento, paciente e curto. Se será o suficiente para 90 minutos, ninguém sabe.

    A indicação de Fábio é que o técnico mude o esquema 4-3-3 para qualquer outro, desde que mude. Mas a insistência do treinador é irritante.
    Resta a desobediência civil…
    Mas que jogador em sã consciência, e atuando com o treinador, tentará algo novo durante a partida? E que jogador será inteligente a esse ponto?
    Creio que nenhum.
    Momento tenebroso que vive o Vitória, com perspectivas desastrosas em tempos de decisões.

    É para temer o jaia?
    Não! Mas jogando desse jeito o time de Itinga equilibra a peleja.
    É para indicar eliminação da Copa do Brasil?
    Também não! Mas, se jogando bem já seria difícil, imagine jogando bolinha de gude.
    É tirar um coelho da cartola, sobretudo na parte física, que parece estar seriamente comprometida. É indicar aos jogadores para fazerem o simples, com foco e disciplina, para que não vejamos atitudes estabanadas de Srs., como Alan Costa e Jhemerson. É tentar modificar a atitude de C. Xavier e indicar que, semelhante a Farias, ele tem que comandar. Se não, que se tente um pouco do time reserva, com Cárdenas. Tem que se tentar alguma coisa. Do jeito que está, o primeiro semestre vai ter perspectiva de segundo: brigar pra não cair.
    Desse jeito, o baianinho vai começar a ter cara de Champions, e isso é inadmissível.

    Abraços!

  8. Parece que meu faro para o vexame está se confirmando. Este time armado por Argel nunca me convenceu e concordo com o Fabio: este timeco vai ser presa fácil para o Bahia e se passar por ele não resistirá ao Sport. Vamos para frente. Tomara que eu esteja errado.

    • “Presa fácil pro Sardinha”, me deixe viu!!! Cada uma que aparece aqui! Essa mesma carniça que vc acha um supertime tomou cacete nosso com esse time fraco nosso! Então companheiro, se gosta tanto das sardinhas assim acho que vc deveria torcer pra eles, pense nisso!? Abs

    • Se depender dos torcedores, o baiano fica sem campeão esse ano. Nenhum dos dois está empolgando. Presa fácil não vai ser. Perder pode porque é do jogo, mas lá tem o quê de especial?

  9. Pra mim enquanto Argel for treinador do Vitória, vai continuar o time sem tática nenhuma, os meias não tem criatividade para armar, não por serem ruins mais pelo esquema de jogo do Argel, desde a renovação dele não o queria aqui e não vou entrar no oba oba de alguns torcedores que ainda querem a permanência dele pelo fato da ilusão criada nos números desse cidadão, ele é fraco e vai continuar sendo.
    Sobre as contratações para esse ano e nítida que algumas não deram certa como seu salino, geferson, Alan Costa os piores na minha visão, e não tinha renovado com seu noberto não rendeu nada ano passado ia render esse ano?
    Acorda Sinval a copa do Brasil já tá pelo triz vai esperar para ver também a copa do nordeste e baiano?
    #foraargel
    #pelobemdomeuvitoria
    #acordasinval

    • Escalei aquele time pensando em todos os jogadores disponíveis, exceto os 3 moradores do DM.

      Com a ausência de Gabriel e Kieza entrariam Jhemerson OU Cardenas e obviamente André Lima no lugar de Kieza.

  10. Contra o Paraná temos pelo menos um reforço: Paulinho não joga. Pelo menos um alento diante de tantos desfalques. Ainda bem…

  11. Acredito que a melhor formação para este elenco é o 3-5-2; Patric e Euller são laterais com qualidades de meia, daria mais liberdade pra eles flutuarem no ataque ajudando mais na criação de jogadas e caindo pelas pontas pra ser opção lá na frente.

    Wilian Farias ficaria sozinho como volante, mas com os laterais ajudando na marcação, Cleiton e/ou Gabriel revezando como meias de ligação não comprometeria muito o sistema defensivo que teria 3 zagueiros. Devido as eternas lesões de Dátolo, Pisculiche e Zé Wellison eles não tão no time abaixo:

    —————— Caique ————

    — Fred — Kanu — Alan Costa —

    ———– Wilian Farias ———–

    Patric – Cleiton – Gabriel – Euller

    —— David ———– Kieza ——

      • De digno não tem nada na zaga do Vitória, nem os titulares e muito menos os reservas.

    • È exatamente isso. Mas o treinador nem alternativas ao esquema falho dele treinou. Acho difícil conseguir encaixar um time num esquema tão diferente do habitual rapidamente sem nunca ter treinado antes. Principalmente a zaga! Sinceramente tenho esperanças quase nulas de classificação na Copa do Brasil. O Paraná vai se fechar mais do que no jogo daqui. E infelizmente não temos variação pra furar o bloqueio. Digo muito infelizmente mesmo. Mas é a realidade de momento. NO baiano ainda dá pra passar tranquilo. Intrigante é que estamos vendo o mesmo filme desde janeiro e todas as previsões dos corneteiros estão se concretizando. Estamos questionando os mesmos jogadores Alan Costa/Geferson e nossas esperanças de Criação infelizmente não sairam do DM e não mostraram pra que vieram. Triste realidade. Pior é que foi diagnosticada antecipadamente!

  12. Brincadeira de mau gosto o que esse entregador de colete vem fazendo com o Vitória, colocou o time titular em um jogo que não valia nada e continua insistindo em um esquema falido que vai nos custar caro nesse primeiro semestre!

    Mae a culpa não é só dess arremedo de técnico não, é principalmente de quem manteve esse traste (“contrata jogador bom que qq técnico serve”), mas esperar o que de quem já falou publicamente que não liga pra tática dentro do jogo? E que o que vale é a danada da bola entrar??

    Agora pagamos um preço caro e já está gritante o erro na montagem do nosso elenco, pois jogaror é momento e não contratamos nenhum ainda esse ano… fabinho tá chegando e é mais um nessa situação!

    A prova mais certa do erro será a reformulação que virá desse elenco montade, quem viver verá! Desde janeiro que sinalizo esse futebol pobre e ridículo, mas os números agradam assim como ex jogadores em atividade mas com nome de peso e sem momento….

    Oremos e quarta feira estaremos a espera do milagre! Srn e seja o que Deus quiser!!

  13. Eu bem que avisei antes dos jogos ,no baVI e contra contra o primeiro passo ,tínhamos que ir com o time B , pôs ia evitar contusões e cansaço, nessa reta final tinha que ser inteligentes ,Argel não teve coragem agora tem de correr atras do prejuízo nessa altura do campeonato já não pode mas poupar ninguém oremos .

  14. não entendi Euller!
    o cara entrou no segundo tempo, e tomar calor de Todynho!?
    jogador sem a mesma preparação e já estava na partida desde o início
    ta puxado viu

  15. Fábio, poucas vezes discordei de algum comentário seu feito aqui na casa, mas hoje vou fazer. Não houve nenhum declínio técnico, de desempenho e de qualidade pelo fato de que em nenhum momento esse ano o time comandado pelo “professor” Argel mostrou essas virtudes, mesmo enfrentando times fracos.
    A verdade está no final do segundo paragrafo do seu comentário: ” Chegamos a primeira quinzena de abril com os mesmos problemas técnicos de janeiro”. Essa é a verdade cristalina.

  16. Preocupou demais. A pobreza da criação se manteve ontem. Saída de bola triste. A marcação foi desastrosa. Tinha melhorado, mas ontem vi erros do início do ano. Inacreditável. O momento não é de estardalhaço. Nada está perdido, mas 2 aspectos são importantes.

    1- A saída de Zé Welison. Faz uma falta tremenda. Ele bem é o jogador que melhor encaixa no estilo de Argel. Correia é bom jogador, mas com Farias a lentidão é clara. Pelo menos nessa forma de jogar, que busca o jogo direto e rápido.

    2- A maratona. Estamos sofrendo muito. Além das lesões, fica clara a falta de força da equipe. Muitos se arrastando. E não vamos poder poupar na volta.

    Enfim, espero melhora nisso. O time mostrou mais na mão do mesmo técnico. Agora não é o momento de gofar.

Deixe a sua opinião

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s