O Vitória precisa repensar a política do primeiro semestre

Esse é mais uma nova coluna do blog, em que eventualmente tentarei colocar de uma forma mais racional os problemas rubro-negros, prezando pelo bom diálogo, argumentação e evitando ao máximo a emoção do torcedor apaixonado que sou. Bem, pra começar este novo “quadro” da CRN, vamos aproveitar mais um tropeço do Leão no Campeonato Baiano para discutirmos sobre o que o clube está fazendo pra si mesmo com a total desvalorização do estadual.

O Vitória está muito perto de chegar ao terceiro ano consecutivo sem passar da primeira fase do modestíssimo campeonato baiano. Algo que era impensável mesmo antes da primeira era Paulo Carneiro, nos anos 90. O rubro-negro, mesmo quando era gerido por sucessivos amadores, sempre foi forte em nosso campeonato estadual, quase sempre sendo finalista e quando não era, terminava em terceiro ou quarto lugar. Ficar fora dos 4 primeiros lugares era coisa muito rara e que ultimamente está virando cotidiano.

Se for eliminado depois de completar todos os jogos que faltam devido à contaminação de covid na Jacuipense e ECPP, o Vitória chegará ao quarto ano sem título do estadual e a última vez que isso aconteceu foi nos anos 70, quando o Bahia teve aquela década do heptacampeonato. Se isso, caro leitor/torcedor, não é regredir e não te abala em nada, você precisa se perguntar se você torce ou apenas “gosta” do Vitória.

Apesar da gente, torcedor comum, de vida comum, ficar conversando entre amigos e parentes de que “campeonato baiano não vale nada”, “que tem que acabar”, entre outras. O clube e seu gestor jamais deve colocar isso em prática. O campeonato baiano vale sim, tanto é que através dele que se contabiliza os pontos para o ranking CBF, além dos campeonatos nacionais. E é através do ranking que o clube se posiciona nas diferentes faixas de premiação das fases da Copa do Brasil, por exemplo. E neste sentido o Vitória já começa a ver o diferencial em relação ao seu rival, o Bahia.

O tricolor recebe mais cotas atualmente, não por ter “duas estrelinhas” e sim porque nos últimos anos têm feito melhores campanhas em todas as competições em relação ao Vitória. Não é por caridade não, com nossa derrocada nas competições desde 2014, eles pegaram esse vácuo e melhoraram o handicap deles e outros clubes já ameaçam nos colocar pra trás também, como o Ceará, Fortaleza e até mesmo os times alagoanos. 

O Vitória, por conta de sua delicada situação financeira, não pôde fazer um time alternativo para revezar as competições do primeiro semestre. Todavia, o time titular que já é na conta do chá, fica muito mais vulnerável quando se mistura com os reservas, que logicamente não são do mesmo nível de quem é titular. Não é a toa que estamos penando neste ano no Estadual. Nos anos anteriores, a montagem do time pro estadual era na base arrogante do “qualquer catado serve”, com um time sub-23 cheio de bonde, que não foi pra canto nenhum. Me digam que jogadores do sub-23 do ano passado e do ano retrasado vingaram?

Enfim, mesmo com todas as dificuldades, o Vitória errou neste ano ao ficar botando time mesclado no estadual e tá perto de pagar caro por isso. Neste sábado enfrentaremos o Ceará e, na boa, a chance de passarmos é ínfima. Se o Ceará jogar mais ou menos passa. Se atuar com o máximo de seu potencial é goleada à vista. Não achem que fico confortável em constatar isso. Mas, apesar de ser torcedor apaixonado, eu sei separar as coisas. É muito difícil o Vitória com o atual time, ainda verde e com desfalques, desbancar o maior time da região na atualidade, com um elenco muito mais encorpado e com um treinador vencedor e super estrategista.

Caso a surpresa aconteça, menos mal, prosseguir na Copa do Nordeste e até mesmo vencê-la tem mais valor pro ranking CBF do que o estadual. Todavia, acontecendo o óbvio, o elenco jovem do Vitória terá que vencer os dois próximos jogos do Baianão para passar de fase…Ou seja, a pressão já aparece e muitos jogadores estão mostrando aí que não aguentam esse rojão, seja com lesões musculares ou por erros técnicos como finalizações erradas em lances fáceis, vacilo na marcação ou passe, tudo por nervosismo/stress, a necessidade imperiosa de vencer.

Falhar em pouco tempo em duas competições deste primeiro semestre vai impactar demais na confiança deles (jogadores), do treinador, da diretoria e principalmente da torcida em relação ao mais importante: A Série B que começará em cerca de um mês. Por isso, o Vitória tem que repensar melhor o seu primeiro semestre, valorizando sim o campeonato baiano, sem essa de adotar o discurso raso de torcedor de boteco. O Vitória está se apequenando e a perda de cotas é um reflexo de tratar o estadual como um nada, pois nem no Nordestão nos destacamos, então não faz sentido se desfazer de um título “mais fácil”, quando no que vale mais, inclusive financeiramente, não ganhamos desde 2010. Aliás, desde que o Nordestão passou a ter cotas milionárias e ter diversas formas de transmissão, benefícios como jogar a Copa do Brasil a partir da terceira fase (antes ia pra sulamericana), o Vitória não ganhou uma edição sequer (inclusive estamos na semifinal depois de 4 anos), ao passo que viu rivais da região ganhar com frequência e já estamos vendo a condição de maior vencedor da competição ser ameaçada.

Abre o olho, Vitória!

Uma resposta em “O Vitória precisa repensar a política do primeiro semestre

  1. Fábio, desculpe pelo tamanho do texto. Considero a questão da maior importância.

    Pessoalmente, acho que o ECV tem menos de 10% de passar amanhã.

    O Ceará tem o elenco mais forte, o Vitória vai desfalcado de algumas peças fundamentais (vai sem Gabriel, sem Fernando Neto, sem Rend, sem Marcelo) e jogará no Castelão.

    De qualquer modo, acho que a campanha no regional já é razoável considerando o estágio atual do clube.

    Por outro lado, cabe ao time e comissão técnica tentar errar o mínimo para equilibrar o jogo e, quem sabe, tentar surpreender o adversário.

    Regredimos a década de 80. Isso é fato. Só temos mais estrutura física e torcida.

    Enquanto isso, o rival no estado recuperou parte do seu terreno (apesar de ter um passivo alarmante) e os cearenses voaram e estão em outro patamar (fizeram cts novos / marc\ própria/ loja/ esportes olímpicos/ tvs oficiais/ elencos fortes/ associação em massa/ interiorização da marca/ saneamento de dívidas).

    Qto. ao estadual, é uma vergonha o clube ficar fora das semifinais pelo terceiro ano. Uma tragédia. Provaria que a estratégia de revezamento foi mal executada.

    Pessoalmente, nunca desvalorizei o estadual, mas devemos ter noção do que é prioridade hoje.

    A prioridade é a série b. É gastar pouco agora (para não chegarmos em setembro com salários atrasados). É testar quem pode contribuir com a série b em bom nível e escolher as contratações com eficiência.

    Isso porque o ECV esteve perto de encerrar as atividades como ocorrerá em breve com o Paraná Clube,

    Não estou dizendo que ocorrerão contratações eficientes, mesmo porque, em 2020, as contratações de meio de ano foram ridículas (com exceção de Frizzo).

    Só discordo que isso seja consequência do revezamento.

    O clube está quebrado e precisava testar com quem pode contar para série b.

    O Vitória tem que entrar com força máxima na série b com um elenco de 30/ 36 jogadores razoáveis para brigar na parte de cima e tentar o acesso e, ao mesmo tempo, conseguir revelar 2 ou 3 jogadores para serem vendidos (para garantir pagamento de débitos imediatos).

    E, para isso, temos que escolher no mínimo uns 26 do atual elenco e contratar o restante.

    Agora, temos certeza que Eron não dá (eu já tinha certeza porque vi não conseguiu se firmar nem no Remo na série C). Não adianta insistir. Aqui no Vitória ele não vai render nada.

    Por outro lado, temos 5 ou 6 jogadores da base que já são importantes

    As lesões atrapalharam e, principalmente, o jogo ridículo contra o “polpa de fruta”. Aquilo não existe.

    Tivemos um primeiro tempo fraco e, no meu entendimento, o treinador acabou o time na segunda etapa piorando a organização do time.

    Achava Rodrigo Chagas, apesar de melhor que Mazola e Barroca, meeiro para a temporada.

    Fez contra o polpa de fruta a mesma pataguada do jogo contra o Confiança na série b.

    Tirou Soares que era, no meu entendimento, o melhor jogador na armação para colocar mais um atacante de beirada e matou o ataque do time que já tinha dificuldades.

    Prefiria um Geninho, um Mestre Giva ou, até mesmo, um Hélio dos Anjos ou Bonamigo.

    Não estou dizendo que sou favorável a substituição porque sei que o presidente traria um pior. O estilo de técnico que o cara gosta é Pivetti/Loss …. (essas porcarias).

    Contra a Juazeirense o time fez um jogo razoável a maior parte do tempo (perdeu gols patéticos) e, agora, tem obrigação de vencer as três partidas no Barradão.

    Se formos eliminados contra o Ceará, haverá a possibilidade de escalar os melhores à disposição.

    Do contrário, se tivermos uma boa surpresa, devemos continuar o revezamento.

    Com todo respeito a Conquista, Jacuipense e Fluminense mas o Vitória tem a obrigação de vencer todos os jogos mesmo (com o time que for).

    Devemos recordar que, na época de Argel/ Mancini, em 2017/ 2018, o ECV foi o clube que mais jogou nos primeiros meses (sempre com os titulares) e acabou a primeira fase na frente de tudo o que é time dois anos seguidos e vários titulares baleados por excesso de partidas.

    Tem sempre a conversa que,, na década de 80, o cara jogava domingo e quarta.

    É verdade.

    Mas, na época, o jogador não corria a metade do que corre hoje. É só ver uma partida gravada e perceber a lentidão do jogo da época.

    Ninguém suporta correria 90 minutos com impacto/ rotação sem danos …. .

    Se poupando o time o ECV tem esse número de contusões imagine se jogasse o tempo todo.

    Acho que a prioridade é avaliar o departamento físico e de fisioterapia para saber se essas contusões são normais.

    Curtido por 2 pessoas

Deixe aqui o seu comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.