Sobre Fábio Monteiro

Fabio Monteiro,nascido em Salvador-BA. Apaixonado por futebol, informática, computação gráfica, livros, seriados, música e em cultura em geral.

VITÓRIA vs CUIABÁ | É hora de recomeçar

Depois de 28 dias apenas treinando por conta da interrupção das competições nacionais devido à Copa América, o Vitória volta a campo na noite desta terça-feira para encarar o Cuiabá pela primeira vez em sua história. O clube de Mato Grosso subiu pra Série B na temporada passada e ainda está se adaptando à segundona. Entretanto, tem alguns jogadores conhecidos nossos em seu elenco como Damian Escudero, o atacante Todynho e o zagueiro Ednei (vá de retro, satanás!). Após um primeiro semestre bizarro e que culminou com a antecipação de mandato do presidente Ricardo David, é hora do Vitória recomeçar na competição. Ainda restam 30 partidas para o fim da Série B e teremos dois jogos em casa neste retorno às atividades, o de hoje com o Cuiabá e o do Criciúma. Ou seja, é obrigatório o Leão vencer essas duas pra retomar a confiança e reconstruir-se na competição.

Contratações – Neste tempo de inatividade em jogos oficiais, a diretoria rubro-negra contratou o goleiro uruguaio Martin Rodríguez, que deve ser o titular hoje, o lateral e meia Chiquinho e o volante Baraka, que fez boas temporadas na Ponte Preta anos atrás. Além desses, e de acordo com jornalistas equatorianos, o Vitória pode anunciar a qualquer momento a contratação em definitivo do centroavante Jordy Caicedo, 21 anos, vinculado ao Universidad Católica/EQU e que estava emprestado ao El Nacional/EQU.

Pelo que pesquisei, Caicedo (foto) disputou 14 jogos esse ano pelo campeonato equatoriano e fez 7 gols e era figura certa nas seleções de base do Equador. Tem 1,85m de altura e seu estilo de jogo lembra e muito o de Obina quando surgiu aqui no Vitória, na temporada 2004. Isto é, possui bom posicionamento, faro de gol e uma certa habilidade com a bola no pé, porém aparenta ter maior arranque. De acordo com os bastidores do futebol equatoriano, o Vitória gastou cerca de R$ 2 milhões nesta aquisição e um dos indícios que esta negociação está em curso é que na última partida do El Nacional, Caicedo sequer foi relacionado.

Voltando a falar do jogo de hoje à noite, o treinador Osmar Loss deve escalar o time do Leão com Martín Rodríguez (Ronaldo), Van, Everton Sena, Zé Ivaldo e Capa (Chiquinho), Bispo (Baraka), Marciel, Ruy e Felipe Gedoz, Marcelo (Wesley) e Anselmo Ramon. Este Marcelo é o atacante que veio emprestado pelo Cruzeiro e que assumirá, por enquanto, a vaga deixada por Ruan Potó, que se lesionou gravemente no joelho, o que lhe tirou desta temporada. Além disso, o meia Wesley, vindo do Palmeiras, se contundiu durante o treinamento e por isso não tem a titularidade confirmada para o jogo desta noite.

Por fim, por mais que estejamos em último lugar e ainda sem um time confiável, não admito o VITÓRIA se engasgar com o Cuiabá, uma equipe que praticamente está disputando a Série B pela primeira vez na história e que também tem sérias restrições orçamentárias. É jogo pro Vitória vencer e começar a sair da lama!

VITÓRIA SEMPRE!

Relacionados

Goleiros: Ronaldo, Martín Rodríguez e Lucas Arcanjo;
Laterais: Capa, Matheus Rocha e Van;
Zagueiros: Dedé, Everton Sena, Ramon e Zé Ivaldo;
Volantes: Baraka, Gabriel Bispo, Léo Gomes, Marciel e Romisson;
Meias: Chiquinho, Felipe Gedoz, Nickson e Ruy;
Atacantes: Anselmo Ramon, Marcelo, Neto Baiano, Thiaguinho e Wesley.

Mudam-se os caranguejos, mas o mangue é o mesmo!

Parece que estamos sob mais um Estelionato Eleitoral no ECV. De 2016 pra cá, os candidatos se apresentam com projetos bonitos, papo agradável e convincente, mexem com o brio da torcida, elevando autoestima, mas quando assumem começam a fazer uma sucessão de merdas e, por isso mesmo, os últimos presidentes não conseguiram terminar mandato. Carlos Falcão não resistiu após 15 meses de mandato, Ivã se afastou com cerca de 4 meses e em 7 já tinha pedido renúncia para fugir de um processo por gestão temerária. O seu sucessor-tampão, Ricardo David, também não aguentou 15 meses no cargo e agora com PC, tudo caminha para o mesmo destino. Se bem que eu acho que vai ser muito difícil ele renunciar ou ser forçado a sair, mas a torcida e parte da imprensa não vão aceitar um novo rebaixamento à Série C (que está desenhada) e piorará mais ainda se perder o campeonato baiano de 2020 tal qual foi o de 2019, na primeira fase. Aí meus amigos, não vai ter clima nenhum e PC pode sucumbir, até com ações dos cardeais que o apoiaram nas últimas duas eleições.

Paulo Carneiro não teve arma apontada em sua cabeça, nem foi algemado e torturado para aceitar voltar ao clube. Ele procurou isso, ele se pôs como candidato lá mesmo no final do ano de 2016, tentou mais uma vez ao final de 2017 quando Ivã renunciou e agora no meio de ano, depois que todos os conselhos e sócio-torcedores decidiram pela antecipação das eleições deste ano, que seriam em setembro. Portanto, por mais que Carlos Falcão, Raimundo Viana, Ivã de Almeida e Ricardo David tenham deixado dívidas a pagar, elencos fracos e cofres combalidos, quem se autoconclamou “mito” e com “expertise” para solucionar os problemas têm que apresentar resultados e ser cobrado por não estar conseguindo. E ele estava ciente dos problemas do ECV, vivia dizendo isso no A Ideia do Jogo, que tinha informante lá dentro, tanto é que várias coisas que chegaram a público foram através dos áudios dele do canal do YouTube e de sua Linha de Transmissão do WhatsApp.

Não sou louco nem mau caráter de dizer que a culpa maior é dele. Longe disso. Ele pegou um cenário devastador, um elenco mocorongo, cheio de jogadores podres, sem fibra, sem garra, sem moral e sem competência nem pra ser ídolo dos menores times dos menores centros de futebol do país. Mas ele também contratou jogadores com o mesmo DNA, vide Dedé (que ainda não jogou porque não agradou nem Tencati nem Loss), Van e Gabriel Bispo (que só conhecem o futebol baiano), Romisson, Matheus Manga, Anselmo Ramon, Ítalo (chutado como ruim pelo rival) e renovou com Neto Baiano com uma barriga que parece a curvatura de um berimbau ou de uma cadela prenha. O nível de contratações segue o mesmo padrão de [falta de] qualidade do seu antecessor, RD, tão criticado por ele em seus áudios diários de combate a quem quiser que fosse o presidente. Bastava não pertencer ao grupo dele, que ele fazia inferno, potencializando crises e se fortalecendo delas, inclusive! O time não podia empatar ou perder um jogo sequer que tinha áudio tocando o terror.

Além de contratar um bonde, afastou jogadores sem ter condições financeiras de rescindir os contratos, o que potencializa a insatisfação e a fofocaria dentro do grupo, que desmotiva os outros atletas. Edcarlos não é um primor de zagueiro e vinha falhando em alguns jogos, mas era o titular absoluto da zaga e fazia seus golzinhos de vez em quando e foi retirado abruptamente do grupo, depois tiveram os casos de jogadores que pediram pra sair do clube, o que demonstra que o ambiente dentro do clube é o pior possível. Victor Ramos e Léo Ceará já são titulares do CRB e já fizeram gols por lá, o centroavante já fez 3 gols em 4 partidas, enquanto no Vitória ele tinha feito 3 gols em 18 jogos. Sintomático!

Para encurtar a conversa, o time tinha jogado razoavelmente bem contra o Sport no sábado passado. Teve um momento da partida que o Vitória teve 70% de posse de bola e criado várias chances de gols, inclusive pela boa estreia de Wesley (talvez a melhor contratação de PC até aqui), e pouco antes da partida, PC tinha soltado um áudio enaltecendo a evolução física dos jogadores, comparando até ao padrão europeu, aí depois do placar em 3×1 pro time pernambucano, solta outro áudio, desta vez para os jogadores, em um grupo restrito a atletas e Comissão Técnica, dizendo em bom português que todos estavam gordos, fora de forma, de um modo que até pode caracterizar como Assédio Moral, pois constrange atletas, como foi quando ele citou Neto Baiano “que deveria treinar mais e comer menos, pela idade dele” e de um reforço com viés pejorativo acerca do peso de Nickson. E é claro que isso se refletiu em campo ontem. Com 2 minutos de jogo o placar já apontava 1×0 com gol contra e uma defesa milagrosa de Ronaldo à queima roupa! Não vimos o ímpeto do jogo anterior contra o Sport, vimos um time burocrático que parecia jogar apenas por “obrigação protocolar”. E o placar de 3×0 para o modesto time do Oeste, que não vencia há 5 jogos e que tem como dupla de zaga Kanu e Maracás só reforça a minha tese: PC perdeu o grupo e vai ser sabotado daqui pra frente.

Mudam-se os caranguejos (presidentes/diretorias) mas o mangue continua o mesmo! Não consigo vislumbrar um futuro positivo ao Vitória. Talvez só com uma intervenção ou algum grupo estrangeiro ou nacional resolver “comprar” o clube e tratá-lo como uma empresa que queira crescer e se destacar no mercado, como o Red Bull faz pelo mundo afora ou com um magnata que queira se estabelecer e ter prestígio no futebol como alguns que conhecemos do futebol europeu, a exemplo do dono do Chelsea, Roman Abramovich.

A verdade, é que lamentavelmente, Paulo Carneiro perdeu a mão e sua credibilidade com boa parte de seus eleitores começa a cair assustadoramente e ele vem se mostrando ser uma continuidade de Carlos Falcão, Ivã e Ricardo David. Não sou muito afeito a ele como pessoa, nem com a ideologia política que ele defende, mas acima de tudo EU SOU VITÓRIA e esperava que os militantes dele estivessem com a razão, eu errado e que ele, realmente, pudesse dar uma resposta rápida e tirar o Vitória do buraco que os antecessores o jogaram. Mas estamos vendo a continuidade do apequenamento e possível fim do Esporte Clube Vitória.

Estou triste, sem chão e altamente desolado.

CARTOLA FC | Boletim da #Rodada7

Olá galera cartoleira do Blog Casa Rubro Negra. Vamos falar um pouco de nossa liga. Estamos caminhando para a oitava rodada, que começa amanhã – ATENÇÃO – O mercado fecha às 18h30 desta sexta-feira, portanto armem logo seus times e vamos pra cima!

Assim como no ano passado, estou bem na tabela (dentro do G4, 3º lugar), mas quero o título ao final do campeonato. Portanto, estou estudando todos os scouts e analisando seriamente cada rodada, pra escolher os caras certos e torcer pra dar tudo ok. Por que é cartola meus amigos, e é futebol. E como diz aquele ditado velho “futebol é uma caixinha de surpresa”, e o imponderável reina com vontade. Podemos muito bem estudar todos os scouts de nossos 11 jogadores, escolher os melhores, dos jogos tidos como favoritos e zebrar em todos ou em boa parte deles. Faz parte. Ou seja, mesmo tendo critérios para montar o seu time, há o fator sorte e o fator azar. Afinal aquele atacante que você gastou 20 cartoletas pode ser expulso ou ser lesionado com 10 minutos de jogo, o goleiro que você achava que faria SG e DD toma 4 gols e ainda comete pênalti, o volante que rouba 25 bolas em 5 jogos passa mal no vestiário e é cortado minutos antes da partida rolar!!! Essa é a graça da imprevisibilidade. 

Para quem ainda não entrou na minha liga clique aqui e entre.

Vitória 0x2 Bragantino | Já virou rotina…

Já virou rotina o EC VITÓRIA entrar em campo e sair dele com derrota. Desde a reta final do Brasileirão de 2018 essa sina não passa, inclusive pegando o fraquíssimo campeonato estadual e a primeira fase da Copa do Nordeste. Só nesta Série B são 5 derrotas em 6 jogos, sendo a quinta na noite de ontem, quando o Bragantino (conforme falei no pré-jogo) viria pra cá pra matar o jogo e que não teria dificuldades se o Vitória jogasse a mesma bolinha das últimas partidas. Aos nove minutos, o lateral Edimar abriu o placar num chute cruzado e no final do primeiro tempo, Thiago Ribeiro acertou um petardo da entrada da grande área sem chance para Ronaldo, que evitou uma derrota ainda maior!

Primeiro Tempo O Bragantino tratou logo de mostrar que não seria presa fácil ao rubro-negro. Partiu pro ataque desde o pontapé inicial e exigiu duas excelentes defesas de Ronaldo. Mas na terceira tentativa foi infalível e o lateral esquerdo Edimar, ex São Paulo, aproveitou a oportunidade na ponta esquerda e soltou o rojão. Bragantino 1×0. Se já tava ruim antes de tomar o gol, piorou depois. O Vitória continuava batendo cabeça e sem nenhum poder de reação, a ponto do goleiro do Bragantino não realizar uma defesa sequer. Antes de terminar a primeira etapa, o atacante Thiago Ribeiro pegou da ponta esquerda e da entrada da área mandou no ângulo! Bragantino 2×0.

Segundo Tempo Na etapa complementar o Massa Bruta cadenciou o jogo, recuando suas linhas de marcação, enquanto o Vitória tentava, de forma desordenada, atacar o Bragantino, porém sem criatividade e sem assustar o goleiro Júlio César. Foi assim até o término da partida, para decepção generalizada da torcida que não tinha outra reação a não ser de vaia e xingamentos. E parece que a lua de mel com Paulo Carneiro acabou. Já comecei a ver diversas cobranças em todos os meios da torcida, apesar de ainda ter, é claro, os pcminions pra contemporizar e culpar os antecessores, que de fato tem muito mais responsabilidade com a situação do clube. Entretanto, já temos diversos jogadores e o técnico trazidos pelo novo “velho” Presidente, ou seja, já está sim na hora de ser criticado, pois aí já entra a escolha dele de contratação.

O fato é que este elenco precisa ser REFORÇADO DE VERDADE. Não adianta mandar as mangas podres trazidas por Ricardo David, para trazer outras mangas também podres. Tem que trazer mangas maduras, doces, saborosas, que possam fazer um bom suco, uma boa polpa. O atual presidente, em campanha, não se vendeu como o único com expertise pra tirar o clube dessa situação? Que recuperaria o time em curto prazo? Então…tá na hora de ser cobrado mesmo. Se não quisesse ser cobrado, não entrasse no meio do furacão, ora bolas…

Vitória x Bragantino | Osso duro de roer

O Vitória encara na noite desta sexta-feira o melhor time da Série B. O Red Bull Brasil  adquiriu, por R$ 45 milhões, o controle administrativo do Bragantino, transferindo todo o seu elenco que disputou o campeonato paulista de 2019 e mais a comissão técnica para o time de Bragança Paulista, que teve 95% de seu plantel reformulado, já que o Massa Bruta fez um péssimo campeonato estadual.

Quando você lê o nome dos jogadores do Bragantino, você deve me achar um doido varrido, afinal não tem nenhum jogador acima da média. Talvez o que tenha mais expressão seja o atacante Thiago Ribeiro que já viveu grandes momentos no Santos, São Paulo e Cruzeiro. Entretanto, quando as pessoas que assistiram o agora extinto Red Bull Brasil atuar no Paulistão, onde chegou nas fases finais e dando testa nos Big Four de SP, e acompanha este começo de Série B do agora Red Bull Bragantino, ou RB Bragantino, percebe que o time é muito bem ajustado, marca muito bem, tem uma lealdade tática e dentro de suas limitações técnicas possui sim boas capacidades ofensivas. Não é à toa que eles estão na vice-liderança, dois pontos atrás do surpreendente Botafogo-SP, que também vendeu seu controle administrativo, apesar de ser com valores bem mais modestos em relação ao RB Bragantino.

Tendo um dos piores elencos da competição e seu handicap de 4 derrotas em 5 jogos, o Vitória terá que se desdobrar para vencer o RB Bragantino. Só consigo ver a vitória rubro-negra se a gente tiver uma atuação impecável ou se o Massa Bruta tiver uma noite sem muita inspiração. Se continuarmos com a bolinha que estamos jogando e o time de Bragança Paulista atuar em seu normal, não tenho dúvidas que o balaio virá. Sou realista, não enfeito pavão e não sou menos torcedor que ninguém por estar cético quanto ao elenco que temos. Basta ver o ECV de janeiro até aqui. Não temos elenco! Não temos um esquema tático sólido e nem poder de reação. Dá pra contar nos dedos as partidas que jogamos bem nestes cinco meses de temporada!

Para o duelo desta noite, o técnico Osmar Loss terá a ausência de Felipe Garcia, mas em compensação, Ruan Potó retorna. Todavia, parece que o treinador e a diretoria não perceberam que Léo Gomes não está afim de jogar pelo rubro-negro e deve ser titular mais uma vez, enquanto Rodrigo Andrade fica no banco. Mais uma vez iremos no 4-3-3 e por favor não me venham em falar de 4-1-4-1 não, isso é um sofisma para dizer que não é 4-3-3, até porque eu aposto com qualquer um que no decorrer do jogo veremos Nickson aberto pela direita e Ruan Potó pela esquerda. Só vou acreditar que tem de fato 4-1-4-1 se os dois extremos recuarem pelo centro, dois volantes abrirem nos flancos, para cobrir os laterais e um ficar mais centralizado, quando o Vitória estiver sem a posse de bola.

Já o RB Bragantino, do treinador Antônio Carlos Zago, ex zagueiro do Palmeiras/Parmalat dos anos 90, virá praticamente com os mesmos jogadores que foram titulares na vitória sobre o Figueirense, por 2×0, na semana passada. Além disso, Zago contará com a volta de Bruno Tubarão e de Roberson, que desfalcaram a Massa Bruta nas últimas rodadas. Porém, ambos devem iniciar a partida no banco de reservas. Com vistas na liderança, o time de Bragança Paulista prega respeito ao Leão da Barra, mas não vai abdicar de seu esquema de jogo e de buscar a vitória.

O jogo desta noite marca também a estreia do uniforme 2019/2020 do rubro-negro. Sai a Topper e entra a italiana Kappa. A novidade é o retorno das faixas na vertical, lembrando as temporadas de 2000 a maio de 2004 e o ano de 2015, em que também estávamos na Série B e subimos em 3º lugar. Para os supersticiosos, está aí um prato cheio pra renovar o otimismo!

Percebam que a Logo da Kappa estão meio inclinadas e colocadas em posições diferentes de uma camisa para outra.

Agora apesar da beleza e do retorno das listras verticais, o preço é muito salgado para um país em crise profunda e num Estado onde ela é mais acentuada, com um grande contingente de desempregados e com mais de 85% dos assalariados com rendimentos de salário mínimo.

Erro de impressão na parte interna da camisa.

Pagar R$ 220,00 numa camisa pesa no orçamento de mais de 85% de nossa torcida, mas isso parece não abalar o nosso presidente, que acha tudo com a pecha de “popular” é ruim e/ou ligado à Esquerda. Ademais, já soube de muita gente que o material é de péssima qualidade, com a logo da Kappa plotado em silk, ao invés de bordado e que o próprio escudo do clube é mal costurado (foto abaixo).

Vitória Sempre! 

Atlético 1×1 Vitória | Melhora mínima, resultado mínimo e mais uma vez Ramon apronta

O Vitória teve uma leve melhora de rendimento na tarde de ontem, abriu o placar aos 8 minutos com Everton Sena numa forte cabeçada após cobrança de escanteio, mas permitiu o empate aos 4 min do segundo tempo, em cobrança de penalti de Mike, penalidade esta cometida mais uma vez por uma domingada de Ramon, que atua profissionalmente há quatro anos e não evoluiu 1% de 2015 pra cá. Com o resultado, o Leão da Barra caiu para a 18ª posição e o Atlético-GO se afastou um pouco mais do G4.

Primeiro Tempo Uma das surpresas na escalação foi a presença de Ronaldo entre os titulares e sinceramente, dos catadores de borboletas que temos, Ronaldo é o que cata menos. Aparentando mais organização tática entre as linhas, o rubro-negro baiano mostrou logo que estava em busca de apagar a má jornada passada. Aos oito minutos em cobrança de escanteio conseguiu logo o seu gol com Everton Sena, que tomou o posto de zagueiro-artilheiro de Edcarlos (bate na madeira!). Entretanto, a evolução do Vitória da semana passada para esta foi mínima. Tanto é que a criatividade do time inexiste, praticamente, e os volantes continuaram a dar vacilos, sobretudo na cobertura dos laterais, além dos extremos continuarem achando que não devem voltar pra marcar. Para piorar, perdemos Felipe Garcia no começo do jogo, por lesão, o que fez gastar uma substituição muito cedo. Porque, vamos ser justos, Felipe Garcia não faz lá diferença alguma né? Talvez por ser relativamente alto e forte, pode dar mais resultado como centroavante!

Segundo Tempo Precisando dar uma resposta a sua torcida, o Dragão voltou com tudo para a etapa complementar e não demorou muito para empatar. Aos 4 minutos, Ramon mostrou que continua sendo um zagueiro cabaço e deixou a perna do jeito que todo atacante manhoso quer pra simular a penalidade. O juiz caiu na simulação e marcou. Na cobrança, Mike empatou a partida. A partir de então voltou a ser aquele jogo em que o Atlético-GO estava mais próximo de virar do que o Vitória marcar o segundo e tomar as rédeas do jogo.

Entretanto, como disse no pré-jogo, o time do Atlético-GO não é nada brilhante, não tem o bom futebol como virtude e sim lampejos de um jogador ou outro e da letalidade de seus contra-ataques. Quando não está numa tarde muito inspirada não incomoda os adversários. Exceto pela entrada do arisco Héctor Bustamante, conforme também avisei na preleção, que é um ponta que incomoda, que tem habilidade e incendeia os jogos quando entra no 2º tempo. E após a expulsão de Matheus, do Dragão, o Vitória fez uma pequena blitzrieg nos minutos finais, tendo duas grandes chances de gol: Uma com Nickson, que o zagueiro tirou em cima da linha e outra num chutaço de Marciel de fora da área.

Vale ressaltar que do jogo de ontem deu pra perceber que Marciel não é volante. Seus melhores momentos do jogo foi quando ele passou a jogar mais adiantado, praticamente como um meia ao lado de Ruy. Assim como Rodrigo Andrade, por mais que tenha um extracampo complicado e uma tendência a engordar, é o nosso melhor volante, pois sabe marcar e tem qualidade na saída de jogo e toque de bola. Bispo parece ter sentido o jogo ontem, afinal é a primeira vez que ele disputa algo sem ser o Baianinho e a última divisão nacional e Léo Gomes não quer jogar mais pelo Vitória. É difícil compreender isso? Léo Gomes joga sem raça, sem comprometimento e vem errando passes de meio metro!

Outra coisa, ou contrata um lateral direito digno (e um goleiro também!!) ou bote um esquema sem laterais, já que CAPA também tem sido um ponto bastante fraco de nosso time. Existem o 3-6-1, o 3-5-2 e o 3-4-3, quando você pode escalar os caras da posição, Osmar Loss! Novamente vai teimar no 433 nem que seja improvisando volantes de laterais e atacantes lentos e cabeçudos como pontas? Se você não confia nas laterais, ao invés de improvisar volantes de laterais, escala três zagueiros e povoa o meio de campo, ô cabeção?! 

Para encerrar, até quando Neto Baiano vai ser titular ad infinitum no Leão? Quem é o padrinho dele no Vitória? Está na cara que Neto Baiano morreu para o futebol. Ele simplesmente não consegue acompanhar os lances, quando as raras bolas chegam nele, ele sempre tá fora de posicionamento ou simplesmente acontece o Mustela Putorius Furo, o furão! O cara não tem arranque, não tem ginga pra vencer no um-a-um, não tem mobilidade e só fica ou cometendo sucessivas faltas nos goleiros adversários ou batendo faltas medíocres na barreira e segue sendo o Sr. cobratudo! Acompanhem abaixo o scout dele no jogo de ontem:

1° TEMPO

1 min – cara de choro
5 min – abriu os braços
10 min – fez falta
29 min – fez falta
30 min – fez falta
45 min – cara de choro

2° TEMPO

1 min – cara de choro
5 min – abriu os braços
8 min – cobra falta na barreira
10 min – fez falta
11 min – fez falta
12 min – cara de choro
15 min – abriu os braços
18 min – cobra falta na barreira
21 min – faz cara de choro
30 min – fez falta
34 min – abriu os braços
35 min – cara de choro
38 min – fez falta
40 min – cara de choro
43 min – abriu os braços e reclamou
45 min – reclamou

Pós jogo nas redes sociais e durante a semana: Faz piadinha com o rival, chama ex companheiros de clube de corno na lives deles. Se irrita com críticas!

Atlético-GO vs Vitória | Em busca da reabilitação

O Vitória entra em campo às 16h deste domingo (26) com um desejo imenso de voltar a vencer, apagar a péssima imagem deixada na semana passada contra o São Bento e renovar as energias com o novo técnico Osmar Loss, ex Corinthians e Guarani. Como era esperado, depois daquela vergonha de perder de virada por 3×1 para o modesto São Bento, não tinha mais clima para a permanência de Cláudio Tencati no comando técnico do Leão da Barra.

Durante a semana, o novo treinador conheceu os jogadores do elenco e passou a apresentar a sua filosofia de jogo. Num dos primeiros treinos dedicou-se integralmente a trabalhos táticos, visando corrigir a péssima organização e compactação do time rubro-negro em campo. Espero que isso realmente seja trabalhado e corrigido logo, pois, ao assistir diversos jogos das Séries A e B, noto que o Vitória é o time que mais atua errado e com marcação frouxa – pra não dizer inexistente. E para ter uma solidez defensiva, não precisa ter os melhores volantes, laterais e zagueiros do mundo. Basta se espelhar no Sampaio Correia, que mostrou nesta semana que para dificultar um adversário mais qualificado tecnicamente, basta reduzir distâncias entre as linhas, ter um poder alto de concentração e gana durante a partida.

Já a equipe goiana, treinada por Wagner Lopes (foto), está na 8ª posição com 7 pontos e compensa a falta de brilho individual de seus atletas, com uma eficiência incrível quando ataca, além de um pragmatismo tático que dá nó na cabeça de quem olha o elenco do Dragão e não dá nada por ele. Assisti alguns jogos do Atlético-GO neste começo de Série B e é tipo assim: eles ficam naquele joguinho feio e modorrento, com o adversário até se criando em determinado momento, aí de repente, eles encaixam um contra-ataque e pimba. Gol. Se retrai novamente, o adversário volta a se organizar, erra um passe lá na frente e em outro contragolpe, outro gol do Atlético. Um exemplo disso, foi no jogo contra o Criciúma.

O rubro-negro goiano terá praticamente todos os seus titulares à disposição, exceto Gilsinho, vetado pelo DM. Em seu lugar, o técnico Wagner Lopes está na dúvida entre os gringos Héctor Bustamante e Jarro Pedroso. Todo cuidado com o Bustamante, ele é arisco, habilidoso e costuma incendiar o jogo quando entra no segundo tempo. De primeira nunca vi o rendimento dele. Em relação a Jarro Pedroso, é um jogador mais lento, porém de maior força e porte físico, ou seja, seu ponto forte é bola aérea e disputa corpo a corpo. Outros destaques do Dragão são os chutes de média distância de Pedro Bambu e o oportunismo do centroavante Pedro Raul.

Em condições normais, o jogo deste domingo seria de favoritismo do Vitória, mas por estarmos com um elenco sofrível até para os padrões da Série B (não é à toa que só vencemos um jogo em quatro), o time goiano é o grande favoritismo por estar jogando em casa e por ter um esquema de jogo mais enraizado que o nosso. Aliás qual é o nosso esquema de jogo, se não o velho bufo-bufo de Ricardo Silva de 2010 e os gols achados por erros cavernosos dos adversários? Mas quem sabe este domingo seja o de uma grande surpresa, do time jogar minimamente organizado, achar o seu golzinho e segurar o resultado? Oremos…

Vitória Sempre!