Sobre Fábio Monteiro

Fabio Monteiro,nascido em Salvador-BA. Apaixonado por futebol, informática, computação gráfica, livros, seriados, música e em cultura em geral.

Globo 1×2 Vitória | Começando com o pé direito!

Parte da torcida e imprensa malharam a exibição do Leão num jogo-treino às 15h30 de uma quarta-feira de sol escaldante, de um time que vinha de apenas 9 dias de treinamentos. Pregaram o caos, até de rebaixamento falaram. Como é difícil entender esta parte da torcida rubro-negra, tão açodada, exigente ao extremo, que olha o Vitória e enxerga um grande clube rico europeu, mas que pouco contribui sendo sócio ou frequentando melhor os jogos do Leão na temporada, ou adquirindo materiais oficiais. E na noite desta terça-feira, em sua estreia oficial na temporada 2018, o Vitória fez um jogo agradável, mostrando coesão, vontade e seriedade. O resultado não poderia ter sido diferente. Vitória 2×1 no Globo e começa a Copa do NE com o pé direito e já soma os seus três primeiros pontos.

Diferente de toda a carga negativa que li e ouvi de pessoas que foram ao jogo-treino, não achei, sinceramente, que o Vitória foi ridículo ontem tal qual o amistoso. Também não digo que foi brilhante, mas para o discurso que chegou até a mim e o que realmente eu notei, há um grande hiato! O Vitória, agora com 14 dias de retorno às atividades, fez o tradicional “feijão-com-arroz”, soube atacar o adversário na maior parte do tempo e soube anular o modesto, mas aguerrido adversário potiguar.

O primeiro gol surgiu logo aos 12 minutos, quando Fillipe Souto cruzou na área, Kanu apareceu como homem-surpresa e desviou de cabeça para Kieza, o K9, que executou a cabeçada seguindo a cartilha do matador, o goleiro fez a defesa parcial e Uillian Correia pegou o rebote e cravou o 1º gol oficial do Vitória em 2018. Vale destacar a boa movimentação de Kieza, mostrando realmente que ele quer recuperar o prestígio da época de sua contratação em 2016. Kieza correu muito no primeiro tempo e até voltou para marcar como fazia David, inclusive teve dois cruzamentos na nossa defesa que foram cortados pelo K9.

O Globo só passou a assustar o Rubro-Negro já no finalzinho da primeira etapa e em lances de bola parada, principalmente. E foi usando deste artifício que eles chegaram ao empate, quando Renatinho cobrou escanteio, Reinaldo cabeceou, Fernando Miguel fez a defesa, mas a bola se chocou com o lateral Lucas e entrou nas metas leoninas.

Veio o segundo tempo e o Leão continuava melhor que os anfitriões e novamente conseguiu seu gol no comecinho. Aos 9 minutos, o meia Yago fez um excelente cruzamento na área e Santiago Tréllez mostrou sua letalidade com uma forte cabeçada sem chance para o goleiro Dazaev. Vitória 2×1. E assim como ocorreu na etapa inicial, o Leão tinha melhor posse de bola e melhores chances de ampliar, mas Neílton e Uillian Correia desperdiçaram as melhores chances.

O Globo só voltou a dar um calorzinho também por volta dos 35min, quando eles tiveram boas chances para empatar, mas também não souberam aproveitar. Bom para o Vitória, que fez a sua lição de classe e garantiu o primeiro triunfo na competição, fazendo jus ao favoritismo não só da partida, como do grupo e da própria competição. O nosso próximo compromisso agora será pelo Campeonato Baiano, no domingo (21/01), às 18h30, quando enfrentaremos a Juazeirense.

Vitória Sempre!

Anúncios

Globo x Vitória | A estreia oficial é no Nordestão

Agora é valendo 3 pontos. O primeiro jogo oficial do Vitória acontece nesta terça-feira, 16/01, no município de Ceará-Mirim, interior do Rio Grande do Norte, onde o Leão encara a jovem equipe do Globo, fundada há 6 anos e que vem crescendo paulatinamente no cenário potiguar. Já a equipe rubro-negra espera apagar a má impressão da última temporada e iniciar bem a edição 2018 do Nordestão, mesmo ainda sem estar em plena forma física e técnica.

Para o primeiro jogo do ano, Vágner Mancini deve formar o Rubro-Negro com Fernando Miguel, Lucas, Wallace, Kanu e Bryan; Uillian Correia, Fillipe Souto e Yago; Neílton, Denílson e Tréllez. Como se vê, em relação ao time base da última escalação lá no Brasileirão de 2017 teremos 3 caras novas estreando na equipe (os laterais Lucas e Bryan, e o atacante Denílson).

O Globo é uma equipe limitada, mas que está se preparando há mais tempo para a temporada 2018 e pode, por isso, impor algum tipo de dificuldade, fora o fato de estar dentro de seu reduto, de seu campo e com o apoio da torcida local. Entretanto, se o Vitória conseguir desenvolver sua estratégia de jogo e ter uma boa dose de inspiração de seus principais jogadores mais habilidosos, a chance é muito boa de começar com o “pé-direito” na maior competição regional do país.

RELACIONADOS

Goleiros: Fernando Miguel e Caíque;
Laterais: Bryan e Lucas;
Zagueiros: Kanu, Bruno e Wallace;
Volantes: Lucas Marques, Uillian Correia e Fillipe Soutto;
Meias: Yago, Léo Gomes e Jhemerson;
Atacantes: Rafaelson, Kieza, Denílson, Neílton e Santiago Tréllez.

***O Vitória joga hoje, às 15h, pelas oitavas de final da Copa SP de Futebol Jr contra o Londrina. O jogo será transmitido pelo site http://www.futebolpaulista.com.br.

 

A torcida precisa rever seus conceitos sobre a Política de Contratações e jogadores da Base

Elenco campeão Baiano e do Nordeste de 1997, que contava com Bebeto, ídolo nacional campeão da Copa de 94.

Acredito que 80% da torcida do Vitória, principalmente a turma que vivenciou o auge da Administração Paulo Carneiro, entre 1997 e 2004, ficou mal acostumada e quer sempre ter jogadores de prestígio nacional e internacional no elenco. Outra parte não gosta dos chamados medalhões e prefere os jogadores “operários”, jovens e com vontade de crescer na carreira através de equipes menores e de médio porte.

A situação de dilapidação financeira e pródiga de Ivã de Almeida e Sinval Vieira está forçando Ricardo David a acelerar com seu projeto de “refundação” dos conceitos de política de contratação e de utilização de jogadores oriundos das divisões de base no Elenco Principal. A gente percebe isso na quantidade de jovens que estão incorporados ao elenco que começa a temporada 2018 e de duas contratações que nada lembram as de Bebeto, Túlio, Petkovic, Aristizábal, Edílson e Vampeta, num passado já não tão recente assim.

Nos últimos 10 anos, um dos traços da torcida rubro-negra é exagerar violentamente na cobrança de jogadores vindos da base, mesmo que tenham 18 anos, mesmo que tenham 20 ou 21 e estejam em seu primeiro ano de profissional. E isso tem que parar. Já não dá mais pra viver assim. O reflexo disso é que quando os jovens jogadores se destacam e surgem a chance de sair, eles não hesitam e como um desabafo ou provocação, sempre falam que estão saindo para um “time grande”. O Vitória já é grande, tem torcida grande, tem infraestrutura de grande, tem títulos nacionais e internacionais em sua base e campanhas memoráveis nos Profissionais. Só lembro que somos o último nordestino que disputou uma final de Copa do Brasil (2010) e de um Brasileiro (1993), além de sermos o nordestino de melhor pontuação e classificação no modelo de pontos corridos (59 pontos, 5º lugar). Chegando os títulos nacionais, eles só irão referendar com chave de ouro a nossa grandeza.

Ontem vimos o menino Luan, 18 anos, destruir na abertura do Grupo 15 da Copa SP, quando fez 3 gols, sendo o último uma pintura que lembrou Alex Alves contra o Corinthians em 1993, na Fonte Nova, e até mesmo aquele gol antológico de Maradona na Copa do Mundo de 1986. Além de Luan, o atual time que está disputando a Copa SP está cheia de futuras joias e que alguns deles subirão aos profissionais, junto com Luan, de acordo com Mancini e Damiani. Quero ver as outras partidas, mas a julgar por ontem, parece que estamos com uma safra capaz de repetir a campanha da copinha de 92 quando fomos terceiro lugar e de onde participaram Dida, Alex Alves e Paulo Isidoro, dentre outros que brilharam no ano seguinte na campanha do vice-campeonato profissional

Um time que ultimamente vem lançando meninos a rodo dentre os profissionais desde o começo do ano e vem colhendo os frutos é o Santos, que desde a geração Neymar, não hesita em dar 6 a 8 peças do time principal aos meninos vindo de sua base. Com o fluxo de caixa comprometido, o Vitória volta a apostar maciçamente em sua base e precisa que a torcida compre esta ideia, dando apoio, carinho e tendo paciência com o desenvolvimento dos jovens atletas no elenco principal.

Jogadores como Léo Xavier (zagueiro), Luan (meia), Farinha e Hebert (volantes), Cedric e Wellison (laterais), além de Nickson (que está retornando do empréstimo ao Cruzeiro) estarão à disposição dos profissionais após a Copa SP e tendem a ter suas chances no Campeonato Baiano e Nordestão, que são competições excelentes para os novatos terem suas primeiras chances, sequências e natural aumento de confiança e desenvolvimento jogo-a-jogo. O Santos faz isso durante o Paulistão que é muito mais duro que o nosso estadual e tá colhendo os frutos com esta medida.

O novo presidente Ricardo David pretende sim trazer reforços para o clube, mas não mais em forma de pacotão e tirando a chance de meninos da base. A tendência daqui pra frente é fazer o uso da tecnologia de scouts nos treinos e do uso correto e permanente do Centro de Inteligência, que reúne software de análise de desempenho de atletas, com olheiros e acompanhamento da vida extracampo dos jogadores prospectados.

O processo de uso de tecnologias, scouts e análise de desempenho para contratações é lento, trabalhoso e que pode sim não se mostrar vencedor de primeira. Por isso, a torcida precisa rever seus conceitos e esquecer cada vez mais os anos 90 e início dos anos 2000. Este modelo está superado e já demonstrou que não é sinônimo de conquistas nacionais, afinal mesmo com Bebeto, Aristizábal, Edilson e Vampeta continuamos a ganhar títulos baianos e nordestinos e fazermos brasileirões meeiros. Curiosamente, as melhores campanhas do Vitória a nível nacional foi com um número maior de jogadores vindos da base e de outros outsiders, isto é, jogadores não famosos, mas que foram úteis demais aos elencos. Vamos recordar: 1993, a geração Cara-Pintada, cheio de moleques da base, mas que tinham como experientes Pichetti, Roberto Cavalo, Claudinho, João Marcelo e Renato Martins. Nenhum medalhão.

Vamos para 1999, quando fomos 4º colocado do Brasileirão: Fabio Costa, Leandrinho, Cláudio, Fernando, tudo sub21, com Tuta, Artur, Otacílio e Baiano como mais experientes, nenhum famosão. E o elenco das Copas do Brasil de 2004 e 2010? Não vimos o mesmo tipo de elenco? A exceção fica por conta Edílson e Vampeta, em 2004, e de Ramon Menezes em 2010, que já eram jogadores consagrados nacionalmente. Então tá mais do que na hora da gente rever este conceito de ter bajulação/paciência gigante com jogadores do tipo medalhão e ter uma crítica exageradamente e até com tons de ira e forte repulsa com os meninos da base. Este será o grande trunfo para o primeiro título nacional chegar.

VITÓRIA SEMPRE!

Vitória se reapresenta hoje com muitos jogadores jovens e duas novas contratações

O Vitória inicia a pré-temporada do ano 2018 a partir das 15h de hoje quando se reapresenta no Barradão. Com várias saídas de atletas da última temporada, o elenco que se apresenta hoje no Centro Manoel Pontes Tanajura está repleto de meninos da base e de alguns remanescentes do último ano. Confiram abaixo quem estará hoje de volta ao batente:

Goleiros: Fernando Miguel, Caíque, Ronaldo e Wallace;
Laterais: Juninho, Alef e Lucas;
Zagueiros: Ramon, Wallace Reis, Bruno Bispo e Josué;
Volantes: Willian Farias, Uillian Correia, José Welison, Fillipe Soutto e Darlan;
Meias: Cleiton Xavier, Jhemerson, Todinho, Yago e Alex Galo;
Atacantes: Kieza, Tréllez, Rafaelson, Neílton, Gabriel Pereira e Denílson;

Esse Lucas é o que jogou 32 das 38 partidas do Fluminense na última Série A e que teve um começo avassalador no Coritiba e passagens medianas no Botafogo e Palmeiras. No Fluminense foi titular em quase todo o brasileirão e se não fez uma campanha espetacular, também não foi ridícula. Já o atacante Denílson é o que se destacou no primeiro semestre de 2017 com a camisa do Avaí, quando fez 12 gols em 21 jogos. Foi contratado pelo São Paulo para o Brasileiro e por lá não teve a mesma sequência de jogos, sendo reserva na maioria dos jogos. Trata-se de um atacante de velocidade, de beirada de campo e com bom poder de finalização.

Além destas duas novidades, o Vitória pode anunciar em breve a vinda de outro destaque do Avaí em 2017, o lateral esquerdo Capa, que fez um belo campeonato pelo time avaiano. Outra novidade e que já pode ser vista no BID publicado no site da CBF é o retorno de Nickson ao Leão, após uma temporada emprestada no Cruzeiro.

FELIZ NATAL E PRÓSPERO ANO NOVO A TODOS!!!

O Blog Casa Rubro-Negra deseja a todos uma ótima noite de Natal e que a última semana do ano de 2017 seja de repleta VITÓRIA a todos os meus leitores e leitoras e que o ano de 2018 seja melhor que o ano que está se encerrando e que alcancemos MUITAS VITÓRIAS, principalmente na saúde, grana e na profissão. E que no campo esportivo seja o ano do VITÓRIA ganhar tudo que disputar!

Enfim, o blog dá uma pausa e deve retornar com tudo a partir do dia 03 de janeiro, porém se alguma notícia bombástica acontecer antes deste período, darei um jeito de postar aqui! Enquanto isso deixo mais uma vez o link do meu twitter, pois estarei mais ativo por lá neste período de inter-temporada:

https://twitter.com/casarubronegra

BOAS FESTAS A TODOS!

A BASE SALVA, A BASE É A SOLUÇÃO

Novamente chegamos a um final de temporada com alguém das divisões de base em alta no mercado. A joia desta vez é David, meia/atacante de 21 anos que teve em 2017 a sua primeira temporada como titular, de fato. Pois em 2015, seu primeiro ano entre os profissionais, ele foi mais reserva que titular, assim como em 2016. Vale ressaltar que o menino David sofreu na mãos da torcida rubro-negra neste período, e que continua tendo uma paciência de Jó com quem é estrangeiro ou vem do eixo sul-maravilha e cornetagem severa a quem vem das divisões de base, mesmo que o cara tenha 18-20 anos e tenha jogado (quantitativamente) menos que os considerados medalhões.

Realmente, David ainda não é um jogador completo, precisa evoluir bastante nas finalizações e melhorar sua regularidade nos jogos, mas o que ele vinha sofrendo era um exagero que me envergonha. Nossa torcida precisa urgente rever este tipo de comportamento, pois é a Base que salva financeiramente o clube. Estamos vendo vários clubes do eixo sul/sudeste querendo o cara, que para muitos de nós, não prestava! O Cruzeiro é a primeira equipe que chega com uma proposta oficial (de R$ 8 milhões), o resto é só sondagem. Eu não venderia por este valor. Pela sua idade e potencial, eu só me desfaria de David se for pelo dobro do valor posto pelo Cruzeiro, com o Vitória tendo 25% de uma próxima venda. Temos que parar de nos ver como o coitadinho neste tipo de transação. Vários clubes pelo mundo cresceram e mudaram seu status quo a partir do momento que pararam de ser “bondosos” com os clubes maiores em negociações de seus jogadores jovens e promissores, a exemplo do Atlético de Madrid, Sevilla e Borussia Dortmund.

Ainda bem que o novo presidente, Ricardo David, parece pensar do mesmo modo que eu e vai fazer de tudo para permanecer com o jogador ou vender a um preço mais elevado e com maior proteção ao clube numa suposta venda futura. Ao contrário de Sinval Vieira que deu Geovane ao São Paulo, Yan ao Palmeiras e Nickson ao Cruzeiro.

Outro jogador nosso está bem cotado no Mercado da Bola, que é o centroavante colombiano Santiago Tréllez, com contrato até dezembro de 2018. A nova diretoria executiva do Leão pretende ampliar o vínculo de Tréllez com o rubro-negro, e consequente aumento da multa rescisória. Ontem na apresentação do novo Diretor de Futebol do Leão, Erasmo Damiani, ficou claro que há pensamentos neste sentido. A única forma de diminuir a distância dos times do nordeste perante os do sul e sudeste é saber vender bem seus jogadores, além de prospectar mais e melhor em diversas regiões do país e no exterior, como frisou Ricardo David em sua campanha eleitoral.

Formação do Elenco – Diferente dos anos anteriores, o novo presidente já falou em bom português que não apresentará o famoso Pacotão de Natal para dar uma satisfação a torcida. Medida marcada na passagem de Jorginho Sampaio, Alexi Portela e Raimundo Viana na gestão do ECV, o novo presidente afirmou que “este tipo de atitude já mostrou que dá errado”. Até o momento os nomes buscados estão sob sigilo absoluto e a imprensa baiana deve estar pilhada com isso, pois não estão mais sendo vazados e eles têm que ficar especulando sem nenhuma base concreta. Espero de coração que assim que surgirem os primeiros reforços, sejam de jogadores com algum conhecimento nosso, ou se for desconhecido tipo Yago e Caíque Sá, venham a ter um desempenho igual ou superior. Outra coisa também foi que o Vitória já divulgou que Danilinho, Geferson, Alan Costa, Renê Santos e Fred não terão seus contratos renovados e outros que também não deram o resultado esperado poderão seguir o mesmo rumo.

Vitória Sempre!

RICARDO DAVID É O NOVO PRESIDENTE DO VITÓRIA!!!

RICARDO DAVID comprovou o seu favoritismo no pleito inesperado deste ano e venceu no PRIMEIRO TURNO as eleições 2017 para a presidência do Leão, com 945 votos. Em segundo lugar, com 607 votos, ficou a chapa “Esquadrão Suicida” liderada por Manoel Matos, e que tinha como principais apoiadores os “ex desafetos” e ex presidentes Aléxi Portela Jr, Paulo Carneiro, Adhemar Lemos e Jorginho Sampaio, além do ex presidente do Conselho Fiscal, Walter Tannus, que vazou documentos do clube, como o salário dos atletas, causando muito mal estar entre os jogadores e na primeira partida após o fato tomamos 4×1 do Vasco em pleno Barradão. Olha aí a turma que queria voltar ao clube a qualquer custo, inclusive sabotando com vazamentos de documentos internos do ECV, fomentando mesmo o “Quanto Pior, Melhor”. E ainda teve gente que apoiava cegamente!

Nos últimos dias falavam-se muito em segundo turno entre Ricardo David e Manoel, mas a torcida do VITÓRIA não é boba, está mais madura e não se ilude mais por bravatas e retóricas de ex-caciques, que pensaram que poderiam voltar nos braços do povo com o poder da oratória e fala firme! Agora, espero que esta turma, que tanto jogou sujo neste ano de 2017, apesar de toda a incompetência de Ivã de Almeida, se recolha e deixe o clube seguir o seu fluxo com paz e serenidade. A diferença de 338 votos de RD para Manoel Matos mostra que a torcida prefere apostar em novas pessoas, ainda que sejam inexperientes no Futebol, do que acreditar que ex-presidentes que tiveram suas cotas de contribuição e que colecionam denúncias de malfeitos poderiam se regenerar e fazer diferente.

A democracia chegou para ficar. Antes de sair o resultado das urnas, Aléxi Portela Jr, o inimigo da abertura do clube ao sócio-torcedor, quis induzir, em entrevista ao site Bahia Notícias, que a culpa dos últimos 4 anos o Vitória ter tido 4 presidentes foi da torcida que não sabia votar. Acontece, que tudo começou com o próprio AP, que ao final de seu mandato, em 2013, indicou Carlos Falcão, eleito indiretamente pelos conselheiros da época, como seu sucessor. Em seguida, após a renúncia de Falcão, AP indicou Raimundo Viana. Somente em 2016, ao fim do mandato tampão de Viana, é que o torcedor votou e Ivã venceu. Já neste ano, depois de um ano super conturbado, com resultados em campo sofríveis e para evitar ser destituído, Ivã renunciou e pela segunda vez na história do clube, o torcedor foi as urnas. Então, esta culpa não cai apenas para a torcida. Isso que Portela declarou não deixa de ser o velho discurso “anti-aventureiro”, que ele sempre pregou.

A democracia chegou para ficar II. Ano passado, com uma eleição maior, pois também concorriam em cada chapa 270 nomes para o Conselho Deliberativo, o número total de votantes foi de 1.569, já na deste ano, por ser em uma quarta-feira, boa parte da imprensa apostou que seria alta a abstenção dos sócios-torcedores. Ao final do certame, às 20h, o número total de votantes foi de 1.801. Ou seja, 232 pessoas a mais. O que demonstra que a torcida quer sim participar da vida política do clube e que este caminho, o da democracia, não tem volta.

Gostaria de registrar uma saudação respeitosa a Raimundo Viana, Tiago Ruas e Gilson Presídio, que foram concorrentes leais, que jogaram o bom jogo. Eu repudio com todas as minhas forças a tática do jogo sujo, a do boicote, a de vazamento de documentos internos, de pregar o caos em linhas de transmissão do whatsapp ou por canal de youtube e, acima de tudo, quem é Ficha Suja! A essa turma que se juntou, achando que a torcida do Vitória era bobinha, se recolham. Joguem na Mega da Virada (220 milhões de reais) e montem um clube de futebol para chamarem de seu e esqueçam o ESPORTE CLUBE VITÓRIA!

PARABÉNS RICARDO DAVID!

Um gestor jovem, com vontade, disposição e conhecimento! Que você possa executar a maioria de seus projetos e fortaleça nosso clube em todas as áreas nos dois próximos anos, para ter a chance de um mandato completo, a partir de 2019!

Vitória Sempre!

*independente de quem seja o presidente