OPINIÃO | Sport 1×1 Vitória

O Vitória fez uma grande partida contra o favorito Sport ontem na Arena de Pernambuco e mostrou que está num patamar superior ao início da temporada 2019. Enquanto no ano passado, o time sofria para empatar e até vencer equipes do porte de Moto Clube, ABC e outros menos votados, nesta temporada jogamos contra duas equipes grandes da região e que estão na Série A do Campeonato Brasileiro e empatamos tendo reais chances de vencer as partidas. No duelo de ontem contra o tradicionalíssimo Sport ainda abrimos o placar e o adversário chegou ao gol de empate mais pela falha do setor de meio de campo e defesa do Vitória do que por habilidade e criatividade do Leão Recifense. Semana que vem teremos o último teste deste começo de temporada quando enfrentaremos o rival Bahia na Arena Fonte Nova. Não perder este duelo só reforçará que estamos, de fato, num patamar acima do que foi o lamentável ano de 2019.

Primeiro Tempo Conforme disse no pré-jogo, o Sport era favorito e como tal partiu pra cima do Vitória. Foram praticamente 34 minutos de puro domínio do time pernambucano, que perdeu várias chances de gol. Leandro Barcia, Lucas Mugni e Yan infernizaram o sistema defensivo do Leão e fizeram Ronaldo ser novamente um destaque da meta rubro-negra. Só que eu já estou calejado do jovem goleiro rubro-negro. Sempre que ele fica um tempo entre os reservas, volta virado no Jiraiya, mas com 5 partidas, em média, volta a cometer as mesmas falhas de sempre e perde a titularidade. Isso acontece desde sua primeira aparição no time titular em 2017. Portanto, nem vou me empolgar por ontem. Continuamos a precisar de um goleiro com maior REGULARIDADE. Já chega de goleiro do tipo “roleta-russa”. O Vitória só foi assustar o Sport no primeiro tempo aos 43 minutos, quando Thiago Carleto bateu uma falta no estilo Roberto Carlos, tirando fino da trave do goleiro Luan Polli, do Sport.

Segundo Tempo A etapa complementar da partida começou mais equilibrada com as duas equipes trocando ataques e contra-ataques. Se o Sport já tinha chegado na nossa área por volta dos 5 minutos, aos 10 minutos, o volante Guilherme Rend arriscou um petardo da intermediária e acertou o canto do arqueiro pernambucano. Vitória 1×0. Vale ressaltar que eu não tinha gostado do jogo anterior de Rend e já estava criando um pequeno cisma com ele, mas ontem ele foi brilhante, roubando bola, deu duas canetas nos adversários e fez um belo gol num chute violento e no canto.

Depois do gol, o técnico do Sport, Guto Ferreira teve que vestir sua fantasia de sapo e dar seus pulos, pois a torcida do Leão Pernambucano já estava mostrando insatisfação e ninguém quer perder clássico, muito menos em casa. Guto fez duas alterações que deram uma nova vida ao time recifense. Entraram Ewandro e Hernane nos lugares de Yan e Élton. O jogo voltou a ficar mais favorável para o Sport e aos 28 minutos, depois de tanto ensaiar entregar, Gérson Magrão logrou êxito desta vez perdeu a bola na intermediária e Marquinhos, do Sport, deu um belo passe para Lucas Mugni encobrir com um leve toque, o goleiro Ronaldo, e empatar a partida. O Sport partiu para tentar a virada, mas já não conseguia imprimir o mesmo ritmo do primeiro tempo e o Vitória ainda perdeu uma grande chance do segundo gol quando Alisson Farias levantou na área e Junior Viçosa cabeceou fraco e na direção do goleiro.

Vitória Sempre!

Acesse https://fabiomonteiro.wordpress.com/cartola-fc/ e se inscreva desde já para a Liga CRN Premium e concorra a prêmios em dinheiro ao fim da competição!