Vitória 1×3 São Bento | RUMO A TERCEIRA DIVISÃO

O Vitória segue a sua toada de vexames e perdeu a terceira de quatro partidas na Série B. Desta vez com maior requinte de crueldade, já que o adversário é (em tese) a pior equipe desta Segunda Divisão, que foi rebaixado no campeonato paulista e que tinha até a tarde de ontem apenas uma vitória no ano em 16 partidas realizadas na temporada. Novamente o placar de 3×1, de virada, e na quarta rodada já temos a defesa mais vazada. Continuem insistindo com esses jogadores ruins, dando eternas chances a Ramon e a outros que vem empenando o baba há mais de 2 anos! Continuem!

O primeiro tempo foi até movimentado, com o rubro-negro sendo dominante das ações do jogo e com boas chances desperdiçadas, entre elas um chute forte de Felipe Garcia que o goleiro do São Bento deu rebote e na sobra Neto Baiano também chutou em cima, minutos depois Neto perdeu um gol incrível na pequena área! O gol só veio aos 36min, entretanto, poderia ter acontecido com 1 a 2 minutos antes, quando foi marcado pênalti em Ruan Potó.

Na cobrança, Neto Baiano – o dono da bola – queria tomar a pelota pra cobrar, em mais um ato de egoísmo e egocentrismo deste atacante perna-de-pau, falador e cintura de concreto. Nickson é o cobrador oficial do Leão desde o começo da temporada, inclusive já converteu uns 4 no começo da temporada e o fato dele ter perdido a posição não altera que ele é o cobrador nº1, quando ele atua né? Pelo menos, eu penso assim! Com certeza, a forma agressiva que Neto tentou tomar pra si a cobrança de pênalti desconcentrou Nickson, que telegrafou para o goleiro Paulo Vítor. Logo no lance após a defesa do pênalti, a tv filmou a reação abrupta de Neto (que parecia xingar e escaldar Nickson). Porém, rolou escanteio no desenrolar da jogada, o próprio Nickson cobrou com perfeição para a forte cabeçada de Felipe Garcia. 1×0! e um pouco de calma e esquecimento da treta de Neto com Nickson!

Só que alguma coisa aconteceu no intervalo, pois o time voltou muito apático e o São Bento nem parecia ser a equipe tão medíocre que estava sendo no ano de 2019. Passou a dominar o jogo e aos poucos foi mostrando que estava mais perto da virada do que sofrer mais um revés. Logo aos 8 min veio o gol de empate, numa cabeçada de Elton que Léo Gomes, Felipe Garcia e Everton Sena nem sobem no lance, facilitando demais a vida do jogador do time sorocabano. Aos 33 minutos, em um contra-ataque em que nossa defesa estava toda exposta, o São Bento virou o placar em um chute cruzado de Régis, que Lucas Arcanjo espalmou no meio da área, para a simples cabeçada do meia Fábio Bahia. Já nos acréscimos em outro contra-ataque que o São Bento encaixou e pegou nossa defesa mais aberta que pernas de gestantes no trabalho de parto “normal” e Régis tripudiou Lucas Arcanjo e Ramon, que bisonhamente tentou “defender” a bola numa cabeça rente ao chão, parecendo um peixe se debatendo na beira dum riacho!

Enfim, apesar de Paulo Carneiro ainda não ter completado um mês no comando do clube, eu não confio mais na redenção da temporada. Estamos caminhando para a Terceira Divisão e coincidentemente com PC no comando. Claro que sei que a culpa dele agora é mínima, o que Ivã de Almeida e Ricardo David fizeram é algo que demora pra consertar. O estrago foi muito grande e não estou falando apenas da parte financeira. Hoje a marca VITÓRIA é uma chacota e não atrai patrocinador nenhum. Que patrocinador vai querer associar a sua empresa a um clube em frangalhos, que coleciona vexames e não tem capacidade nenhuma de brigar por títulos? Que jogador de qualidade MÉDIA vai querer vir para um Titanic que já colidiu com o iceberg? Por isso que PC teve que trazer esses jogadores da Deep Web como Dedé, Romisson, Ítalo, Marciel, Marcelo, o decadente Anselmo Ramon, et cetera.

Sinceramente, depois de ontem joguei a toalha. Dos novos contratados não há um que dê esperança. Nem mesmo este Felipe Gedoz, que sabe jogar bola, mas depois do relativo sucesso no futebol uruguaio e no Atlético-PR entrou na esbórnia e não consegue mais ter foco na carreira. No Goiás ele parecia mais um lutador de sumô do que um jogador de futebol profissional. E o Zé Ivaldo desde que ascendeu aos profissionais do Atlético-PR sempre foi a última opção dos diversos treinadores que por lá passaram, só jogava quando todos os titulares e os reservas imediatos ficavam indisponíveis!

Enfim, ainda há a figura do Tencati que misteriosamente PC o mantém. Será que o desgraçado do Ricardo David deixou multa rescisória milionária com esse Zé Ninguém? O cara só treinou o Londrina na vida. Currículo vazio!!! Só mesmo uma multa alta para manter esse entregador de coletes, Renê Simões 2.0. Fala bonito, aponta os erros e as soluções nas coletivas, mas nunca soluciona! Incrível! Só um verdadeiro milagre (desses jogadores da deep web derem certo ou que novas contratações, dessa vez de jogadores mais experimentados, sejam feitas) para que o Vitória não brigue para o descenso a Série C. A derrota de ontem foi sintomática! O São Bento é a baba do boi cansado e fez 3×1 no Vitória numa facilidade incrível!

VITÓRIA x SÃO BENTO | Vencer é obrigação!

Depois de tomar um baile do Guarani, quando abriu o placar e permitiu a rápida reação bugrina, com direito a dois gols em dois minutos, o Vitória volta a campo neste sábado para enfrentar o São Bento-SP no Barradão. O adversário, que é da cidade de Sorocaba, está na zona de rebaixamento, na penúltima posição e soma apenas um ponto em 9 disputados. Além disso, não contará com o goleiro titular Henal, o volante Feijão e possivelmente com o atacante Zé Roberto. Esses dois últimos são conhecidos daqui, pois passaram no rival sem deixar saudades por lá, registre-se. Portanto, de acordo com este contexto, é obrigação o Vitória vencer esta partida e quebrar o tabu de não vencer dois jogos seguidos no Barradão, fato que já dura 8 meses, quando vencemos o América-MG e o Vasco, ainda pela Série A de 2018.

Algumas cabeças rolaram após a vergonhosa derrota para o Bugre. Primeiro foi Victor Ramos, que falhou no terceiro gol e pediu desligamento do clube, depois Caíque, que após a falha grotesca no gol de empate e a saída estabanada no começo do lance que resultou o terceiro gol do Guarani, foi afastado e não vai nem no banco. Outro que não deve ser relacionado é o meia Andrigo. O treinador Cláudio Tencati deve formar o time com Ronaldo (Lucas), Matheus Rocha, Everton Sena, Ramon (Dedé) e Capa; Gabriel Bispo, Rodrigo Andrade (Léo Gomes), Nickson, Ruan Potó, Felipe Garcia e Neto Baiano.

Que o Vitória volte a apresentar um bom futebol e que vença sem sustos a modesta equipe do São Bento, que não nada demais em seu elenco e que disputa apenas para se manter na Série B do Brasileirão!

Vitória Sempre!